República Paz & Amor

Por favor, aguarde...

República Paz & Amor

Triste Bahia

Por | 5 de agosto de 2019
404f229e-3b9a-46aa-b3f5-2971fb4c7e6f
16 Comments
  • author avatar
    Joao Rocha 1 semana ago Responder

    Nunes é de Feira de Santana.

  • author avatar
    Euzebio Gomes de Oliveira 2 semanas ago Responder

    Artur,
    Acompanho seu trabalho desde a conquista do Brasileiro de 2009 e peço para que não deixe de escrever sobre o Flamengo. Você é disparado o cara que mais entende o lado rubro negro na escrita. Confesso que sinto muito falta dos seus textos, você é exemplar nesse ofício de apaziguar nossas derrotas e ao mesmo tempo fazer rir e apresentar grandes textos cheios de sarcasmos e outras figuras de linguagem. Parabéns hoje e sempre e não se esqueça de se dirigir à nação com suas linhas geniais literárias. Sou teu fã cara e se um dia der certo, pagarei uma cerva com o maior prazer se Brasília for o destino. Forca sempre!

    • author avatar
      Dieguito Maradona 1 semana ago Responder

      Assino embaixo

      SRN

  • author avatar
    chacal 2 semanas ago Responder

    a coisa pode piorar…

    se trocar pneu com carro andando já é ruim,imagina o poste mijando no cachorro.

    SRN !

  • author avatar
    Marcio 2 semanas ago Responder

    Copo cheio: Podia ter sido de seis…

    Não sei se ainda dá… Acho que deveríamos concentrar mais no brasileiro que na libertadores. O time varia demais… Uma semana pra descansar e recuperar. Semana que vem tem os dois gaúchos no RJ, Gremio e Inter, depois vasco e inter de novo…

  • author avatar
    Interino 2 semanas ago Responder

    Se trocou o pneu com o carro andando é porque a torcida entendia inadmissível perder, fora de casa, para o Inter e para o Galo por exemplo.

    Agora toma de 3 para o Bahia, e tem defensor da suicida troca de pneu em movimento dizendo que temos que entender a derrota visto que o Santos também perdeu de goleada para o Ituano etc.

    A nenhuma paciência com o pneu anterior e a tolerância de Dalai Lama com o pneu de grife europeia causa espécie.

    Não quero o Flamengo jogando com linha alta, média ou baixa. Quero que jogue para VENCER.

    Será que é pedir muito?

  • author avatar
    Xisto Beldroegas 2 semanas ago Responder

    Artur, para não fugir a baianidade da sua crônica cito aqui um baiano famoso, um certo Ruy Barbosa: ” um sodalício de apedeutas”, que ele certamente definiria o atual bando que constitui o Flamengo, diretoria, comissão técnica, jogadores e que tais, infelizmente, a carapuça já vem cabendo há longos anos.

  • author avatar
    Rasiko 2 semanas ago Responder

    “O Flamengo parecia um bando de cansados, querendo que o mundo se acabasse em barranco pra poder morrer encostado.”

    Gracias, Arthur, por amenizar um pouco do mau humor com que(m) fui dormir e acordar pior ainda.

    Quando o Felipe Luís foi anunciado como titular, não gostei, achei precipitado – fora de forma e sem entrosamento.

    Já com o Rafinha se dava o oposto: desgastado e, pela idade (embora eu entenda que isso é mais condicionamento mental do que fato físico), deveria ser preservado.

    Everton Ribeiro e Arascaeta voltando de contusão deixaram claro estar longe da forma ideal. Não jogaram nada.

    Arão emendou o sono do 2º tempo contra o Emelec e até agora não acordou.

    Diego Alves não se sentiu à vontade em ser mitado na 4ª e voltou aos velhos e maus tempos do expurgo da torcida.

    Piris da Mota mostrou que é o próximo Pará.

    E JJ, que alegou desgaste na coletiva pós-jogo, não entendeu pra que serve o tal do elenco. Coisa de português (como dizem meus amigos portugueses em auto-ironia).

    Salvaram-se, com média 6, Gérson e Reinier que, se for vendido por menos que o valor da multa – €70 milhões -, merece invasão no CT e sequestro dos dirigentes.

    Eu odeio futebol!

    srn p&a

    • author avatar
      Marco Gama 2 semanas ago Responder

      Exatamente o que pensei, Rasiko. Não era jogo pro Filipe Luiz ainda, especialmente pelo fato do não termos o Cuellar em campo, o que sobrecarrega demais e zaga. Portanto, bastava manter o Renê, que sempre mantém o ritmo e a pegada em todas as partidas. Aliás, é de tirar o chapéu (na minha opinião) a regularidade do Renê. Sou fã do cara e não nego, podem criticar.

      Quanto ao Cuellar, será que a diretoria ainda não percebeu que precisamos de um volante à altura dele no elenco, muito mais do que qualquer outro atacante?

      Por fim, quantos frangos e cagadas o Diego Alves precisa fazer pra ser barrado? O Cesar deve se sentir um inútil sendo banco pra esse cara e não ter uma chance sequer. Cadê a porra da meritocracia? Só vale pra jogador de linha?

      PS: e mais uma vez o Flamengo consagra um atacante de um time mediano.

      SRN.

  • author avatar
    Gustavo Almeida 2 semanas ago Responder

    Gilberto ontem teve dia de João Danado, esquecido na lista aí, Arthur.

  • author avatar
    Marcos 2 semanas ago Responder

    Kkkk só uma crônica do Arthur pra fazer rir depois de uma sapatada dessas!

  • author avatar
    Leonardo 2 semanas ago Responder

    Concordo com usar tudo no texto, como de costume. Porém penso que o problema físico dos nossos jogadores está totalmente relacionado à intertemporada suicida que nossa nova comissão técnica realizou. Olhando as manchetes da época vejo que os jogadores foram submetidos a treinos físicos fora dos padrões a que estão acostumados, saindo sempre exauridos.
    Eu não sou preparador físico, mas não parece coincidência que vários jogadores tenham problemas musculares ao mesmo tempo e o time esteja morto em campo.
    Nosso treinador parece ser muito bom, mas a preparação física está deixando muito a desejar.
    SRN

    • author avatar
      Rasiko 2 semanas ago Responder

      Leonardo, á apenas uma opinião, mas a culpa maior é da comissão técnica anterior que dava treinos meia-boca. Isso não tira a responsabilidade do JJ que, 1º, deveria ter feito uma mescla de preparadores físicos entre os que estavam com Abel e os seus para que a adaptação fosse passo a passo; e, claro, não poderia, como se pode constatar, entrar de sola como entrou. Arrogância sempre tem um preço alto.

  • author avatar
    Felipe 2 semanas ago Responder

    Salário em dia porrada em falta!
    Adoro quando os cabeças de planilha colocam um ar de profissionalismo e retidão na atividade mais salafraria desempenha em terras brazucas, a de boleiro.
    Eh inconcebível que alguem te a menos de um mês competiu em uma competição internacional e teve mais de duas semanas de trabalho em novo clube se apresente fora de forma como nosso novo lateral. Que até que faça algo pelo Flamengo nada indique que seja melhor que o reserva que também eh um ninguem.
    Se na Europa os jogadores tem vergonha na cara por se tratar de um clima de cobrança generalizado aqui na nossa terra parte do clima de cobrança eh feito pela torcida (que anda sumida fora do estádio)

    Nada reflete mais displicência que o goleiro entregar uma atuação de várzea e sequer se desculpar com o torcedor.

    Penso em como seria a reação se um bando de 50 assalariados contribuissem com parte de seu salário de fome para contratar um prestador de serviço milionário e esse entregasse um serviço que LITERALMENTE qualquer um poderia ter feito.

    Se a desculpa eh o excesso de jogos entao claramente os pagamentos estão super inflacionados uma vez que eh totalmente razoável que alguem que ganhe seu rico dinheirinho possa apresentar-se quatro vezes ao mês de forma digna durante 2 horas.

    Quando a torcida modinha parar de “consumir” o futebol quem sabe o velho torcedor possa aumentar o fervo dessa panela e assim deixar o almoço pronto.

    Eh esperar os come e dorme voltarem para o Rio agora.

  • author avatar
    João Neto 2 semanas ago Responder

    Não é nenhuma novidade o comportamento fora dos domínios. Estamos na 13a Rodada e o time não ganhou um jogo sequer em campo adverso. Mais um desempenho ridículo. Longe da torcida e da pressão, há um visível relaxamento, a começar por mais uma atuação sofrível do suspeito goleiro.

    Basta uma simples avaliação para perceber que será impossível a conquista de título se não começar a ganhar em terreno inimigo. Desconheço tal feito.

    De positivo apenas a regular atuação de Gérson, destoando dos demais e o aprendizado com a derrota. É necessário uma análise mais criteriosa de desempenho e de elenco. Mudanças são necessárias. Começando pela meta.

    SRN

  • author avatar
    RICARDO CARVALHO 2 semanas ago Responder

    Caro Arthur

    Perder pro Bahia é foda, mas pense na grandeza e generosidade do Flamengo. Deu mole e fez a alegria de milhões de pessoas. Pro Bahia valeu o Campeonato Brasileiro! Não vai cair, mas ganhou do Flamengo!

    Festa e alegria na Bahia. Amanhã todos vão trabalhar felizes e produzir mais, certo? É o Flamengo provando que é uma força incomparável na economia brasileira, pois os ganhos econômicos advindos da felicidade de uma parte dos trabalhadores com nossos infortúnios são enormes, pois um trabalhador feliz produz mais que um infeliz, concorda?

    Foda mesmo é ver os baianos correndo pra caralho e indo em cada bola como se fosse a última da vida e os bem de vida flamengos com ar “blasé”. Por outro lado, muita calma nessa hora! Já demos moles piores e superamos. Esqueceu da quarta-feira passada?

    Muita água ainda vai rolar, mas esperemos que essa apresentação patética não se repita jamais.

    SRN

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta para Gustavo Almeida Cancelar resposta