República Paz & Amor

Por favor, aguarde...

República Paz & Amor

Super Series, Super Campeã, Super Eu

Por | 26 de janeiro de 2015
foto_vv_02_20150125_194728_vlw
13 Comments
  • author avatar

    The ability to work from anywhere with an internet connection provides me with greater flexibility while traveling, whether it be to visit family, travel to watch my favorite sports on TV. I’m looking for this kind of flexibilty.

  • author avatar
    Rafael 4 anos ago Responder

    Meling, your extended hair looks good wor. Did the salon tell you where the hair comes from? and what does it make of? I wanna try but have some cocrenn about the hair they use.

  • author avatar
    André 4 anos ago Responder

    Grata surpresa (pelo menos pra mim que não conhecia) esse texto da Vivi Mariano.

    Espero ler outros e me deliciar com esse modo descontraído e bem rubro-negro de torcer pelo Mengão!!!!! Parabéns.

    SRN

    CRN 434356 SEMPRE (nas VITÓRIAS e nas DERROTAS).

  • author avatar
    LEO MARCELO 4 anos ago Responder

    SENSACIONAL O TEXTO !! PARABÉNS !! Como nos velhos tempos… emoção pelo rádio é demais !!! Show !! Abs,

  • author avatar
    Carlos_SP 4 anos ago Responder

    Legal o texto. Legal o radinho de pilha e maravilhoso o título do Mengão. Em relação a narrativa sobre a pelada na praia, bem divertida, porém depois me veio uma imagem assustadora na cabeça: Imagina o Leo Morto marcando um gol e vindo com o dedinho na boca pro lado da galera. Pensando bem, ok, qualquer gol com a camisa do Mengão tá valendo, mesmo que eu tenha que aturar o Leo Morto e o dedo na boca.

    SRN

  • author avatar
    Eduardo 4 anos ago Responder

    Lindo texto! Já sou seu fã, Vivi Mariano! Só uma dica, dava pra levar um celular com TV pra praia. Ou talvez tenha sido opcional, no radinho passa ainda mais emoção.

  • author avatar
    carlos moraes 4 anos ago Responder

    Bem escrito, lá isto está.
    Mas, pelo menos para mim, não é tudo, muito pelo contrário.
    Mais vale um texto cheio de equívocos contendo idéias corretas, do que ao contrário, como vejo aqui.
    Sobre o jogo, a ilustre articulista, como mesmo afirmou ^assistiu^ pelo rádio, pelo que, no melhor estilo Armando Falcao, ^nada a declarar^,
    No entanto, aquela afirmativa que está com o Flamengo até em questões judiciais é, para mim, amplamente reprovável.
    Torcer em campo pelo Flamengo, TORCEREI SEMPRE. É um coisa.
    Outra, completamente diferente, em questões no campo jurídico.
    Por exemplo, no passado, quando inúmeros jogadores, na área trabalhista, protestaram por seus direitos, vindo a ganhar na maioria das vezes, poderia estar do lado do Flamengo, indago. Claro que não.
    Agora mesmo, se o Felipe e/ou o Chicão pretenderem o caminho da Justiça, jamais poderei ser contrário. É um direito deles.
    Neste caso da briguinha Fla/Flu/Consórcio Maracanã (que parceirinho sem vergonha este … ) x Vasco/Botafogo/FERJ há um aspecto que sou completamente FAVORÁVEL ao Vasco.
    O lado direito das Tribunas É DELE, sem a menor dúvida.
    Imaginem se não tivéssemos assinado com os malandros do Consórcio e o Flumninense quisesse impor, ao seu favor, o NOSSO lado esquerdo, que a tricolagem, há mais de SESSENTA ANOS, NÃO UTILIZA contra nós.
    O lado esquerdo, por direito natural de conquista, decorrente do TAMANHO DAS TORCIDAS, É NOSSO, ao passo que o da direita é do Vasco.
    Entendo que o Presidente Dudu cometerá um terrível equívoco se não se posicionar, pelo menos neste aspecto, a favor do Eurico, deixando de fora possíveis desavenças de outra natureza. Sou torcedor do Maracanã, o velho e autêntico, desde a Copa de 1950, que assisti na íntegra.
    O Flamengo SEMPRE ocupou o LADO ESQUERDO, ao passo que o VASCO sempre o lado direito.
    Botafogo e Fluminense NUNCA tiveram lados fixos, pois dependiam dos adversário que enfrentavam, sendo ainda um dado complementar importante que o ^reserva^ do lado direito sempre foi o Botafogo, ficando o Fluminense na esquerda.
    Temos que respeitar o direito alheio, mesmo que para tanto não haja, como não há, embasamentos legais.
    São os COSTUMES prevalecendo e que devem ser mantidos.
    Sempre fui contra e continuo sendo em relação ao tal Consórcio. Desconfio sempre das posições que ele assume. Em princípio, acho que está errado.
    Tenho dito.
    SRN
    FLAMENGO SEMPRE

  • author avatar
    Alex Araújo 4 anos ago Responder

    Muito bem escrito.. Mas foi muito ousada em abandonar o Luis Roberto e ver a decisão na praia..

  • author avatar
    Cida Gomes 4 anos ago Responder

    Sou a favor de um time recheado com as barangas q estão encostadas na Gávea, mais alguns juniores e o Denis de técnico.
    Bota o time principal pra arrecadar grana em excursão pelo país adentro.
    Boas praias, muitos títulos e mais textos deliciosos, em 2015,Vivi.

  • author avatar
    @flamilhoes 4 anos ago Responder

    Uma baratão esse texto do Mengão Campeão Super Vivi !!

  • author avatar
    Ketson Bruno 4 anos ago Responder

    Excelente texto

  • author avatar
    Vagner BSB 4 anos ago Responder

    A história não muda…

    Há alguns anos que todos sabemos que o Carioqueta não vale muita coisa. Aliás, vale para quem perde.
    Quem perde, normalmente, entra em crise ou algo parecido; tem o treinador demitido (não sei o porquê); tem jogadores contestados; queima promessas do clube entre outras idiotices. Mas, parece (apenas parece) que os clubes já estão começando a mudar de opinião sobre esse torneio de início de ano.

    Torneio esse que tem quase o mesmo peso que o de Manaus. Não serve pra muita coisa, mas quem perde sai “chamuscado”. Entretanto, com o passar dos últimos anos, os torcedores começaram a identificar o real propósito dos estaduais.
    Vocês se lembram da ‘M¨&$@ que foi a Libertadores de 2010?? Então, foi ruim porque levamos para a competição internacional os fracassos do Carioqueta. Jogamos pressão acima do necessário para o time que já estava meio fragilizado naquele momento. Resultado?? Eliminação na Liberta e demissão do técnico. Motivo?? Mal resultado no Carioqueta (que estupidez!!).

    Em 2014, a coisa mudou. Mesmo com bons resultados no Carioqueta, a torcida ficou enfurecida com os resultados na Libertadores. Ou seja, o estadual ficou no lugar que ele já deveria estar desde muito antes. E com a importância (ou desimportância) que ostenta atualmente.
    Tanto que no final do ano passado o Cáceres esqueceu-se que havia ganhado um título no ano (http://espn.uol.com.br/noticia/462908_caceres-deixa-titulo-carioca-de-lado-e-avalia-temporada-do-fla-decepcionante) . E parece que assim será daqui pra frente: só valerá alguma coisa se você perder. Às vezes, nem se perder, pois não vale nada mesmo.

    Aliás, vale apenas para os times pequenos. E entre eles eu coloco o Botachoro e o Vice da Lama. Para eles, esta é a única oportunidade de ganhar alguma coisa no ano. Como times pequenos que se tornaram, tentam fazer de tudo para aparecer ao lado do gigante, inclusive esse picuinha idiota a respeito dos preços dos ingressos. Mas, deixe pra lá! O ano ainda está começando e os torcedores rubro-negros estão cada vez mais conscientes do que está acontecendo.

    SRN a todos

  • author avatar
    Alexandre Greco 4 anos ago Responder

    Bem, por mim, há algum tempo, esse troço de estadual deveria terminar. Ou fazer uma coisa mais reduzida, tipo esse triangular em Manaus. Os pequenos times cariocas: Bangu, América, Volta Redonda, Vasco e Botafogo, disputariam campeonatos mais fortes como a segunda e terceira divisão por exemplo. O nível de competitividade pra eles seria mais interessante e, o melhor, esse antro que é a FERJ iria acabar.

Deixe seu comentário