República Paz & Amor

Por favor, aguarde...

República Paz & Amor

Só Faltam 12

Por | 6 de março de 2020
actresses-rachel-weisz-wallpaper-preview
12 Comments
  • author avatar
    Wallace 3 semanas ago Responder

    Faltando um pouco de colorido nas fotos de capa.

  • author avatar
    mauro 3 semanas ago Responder

    Agora sim, apenas futebol. Comentário lúcido ;mas ao mesmo tempo ,odiado pelos secadores.

  • author avatar
    VAGNER BSB-SSA 3 semanas ago Responder

    Demorei…

    O Flamengo, sob a batuta de Jorge Jesus, está se mostrando como um verdadeiro demolidor de tabus.
    Já ganhamos do Grêmio lá na casa deles (nem me lembro direito qual tinha sido a última vez); ganhamos do Sinthético-PR lá na casa deles (dizem as más línguas que a última vez antes disso havia sido com um gol do Zico); ganhamos dos Porcos dentro do Chiqueiro deles (que agora também é sintético) e, principalmente, ganhamos Brasileirão e Libertadores no mesmo final de semana.

    Isso, sim, é saber quebrar paradigmas…

    E estou confiante de que, este ano, a Libertadores atual não será nem melhor nem pior do que a Libertadores passada. Basta ser igual, ter o mesmo resultado. Isso já é suficiente… hehehehehe

    O que me dá bastante confiança para este ano é o fato de que o Flamengo SEMPRE dá um jeito de ganhar os jogos. Quando joga mal, consegue achar um jeito de vencer; quando joga bem, goleia.
    E já vimos isso este ano algumas vezes (às vezes, dentro do mesmo jogo).
    Flamengo jogou mais ou menos contra o Independiente Del Valle na altitude. E, não fosse a atuação esquisitíssima do VAR (marcando impedimento de jogador que sai do próprio campo e dando pênalti mandrake no final do jogo), o time teria vencido com um excelente placar.
    No jogo de volta, no Maracanã, mesmo com 10 jogadores por mais de 70 minutos, o time conseguiu se organizar e ganhar, de novo, por um placar sem rumores ou dúvidas.

    No “rural”, tivemos 2 jogos parecidos contra dois dos anões do Rio de Janeiro. No primeiro, jogamos o 1º tempo muito bem (fizemos 3 gols) e sofremos perrengue nos 45 minutos finais. E o jogo acabou em 3×2 contra os Flores.
    No segundo jogo, nesse final de semana, de novo jogamos apenas 1 tempo. E, de novo, fizemos 3 gols em cima do adversário da vez. O que confirma a minha tese: quando jogamos mal, vencemos e, quando jogamos bem, goleamos.

    Então, para quarta-feira contra o Barcelona-ECU, espero que o time jogue o que sabe, pois uma vitória pode praticamente determinar a classificação antecipada para a fase de mata-mata. Isso porque, se o Independiente Del Valle (que é um suco de boa qualidade) também vencer o Junior Barranquilla em casa, Flamengo e Del Valle abrirão 6 pontos de vantagem para os outros dois times do grupo. E, convenhamos, tirar 6 pontos em 12 possíveis é praticamente impossível (ainda mais com o nível de futebol que estamos vendo).

    E, se o óbvio acontecer na quarta-feira, mais um tabu estará prestes a ser dizimado pelo Mister Jorge Jesus. O perrengue, tão aclamado pelo Arthur, eu deixo para as fases mais agudas da competição.

    SRN a todos!!

  • author avatar
    Carlos Moraes 3 semanas ago Responder

    Comentário perfeito para um jogo interessante.

    Jogamos tendo como prioridade a vitória, sem exibicionismos.
    Confesso que não esperava tanta resistência por parte dos colombianos, a não ser pelo bom número de desfalques no nosso time.
    Por sinal, se Thiago Maia foi muito bem, se Vitinho deu conta do recado, os três zagueiros utilizados não brilharam.
    Faz falta o Pablo Mari, que sabia sair jogando, vocação rara, própria de um zagueiro de nível superior.

    Curiosamente, não há um só jogo em que se tenha temor ou expectativa negativa.
    Ligo a TV na certeza da vitória e ela acontece.
    Tranquilidade absoluta.

    Por fim, cabe destacar a fase do Gabigol. O passe que deu pro Michael, viabilizando o segundo gol, foi coisa de cinema.

    Tranquilas SRN
    FLAMENGO SEMPRE

  • author avatar

    Cara, mais do que um bom texto sobre o nosso Mengão você tem muito bom gosto para mulher. No cover é uma mais linda do que outra e não importa a época. Parace até o nosso manto! Abraços. SRN

    • author avatar
      Carlos Moraes 3 semanas ago Responder

      Concordo plenamente.
      De fato, é uma coleção IMPRESSIONANTE.

      Onanísticas SRN
      FLAMENGO SEMPRE

  • author avatar
    Cláudio R Nunes 3 semanas ago Responder

    Muito bem escrito!

    TUDO NOSSO!

  • author avatar
    Ricardo 3 semanas ago Responder

    Daqui a pouco Gabigol vira personagem da Marvel. Da turma da Mônica já vai ser.
    Ele e os outros Vingadores tem uma missão extraordinária nessa temporada. Final de Libertadores no Maracanã não é todo ano que vai ter.
    É o lado arcoiris da força vem babando pra cima desse Mengão Foderosão.
    Certíssimo o Mister ao visar o Mundial como nosso Graal.

  • author avatar
    chacal 3 semanas ago Responder

    arthur,

    acho que o primeiro grande teste foi com o independente dell valle,o jogo no maraca ficou tenso com a expulsão do arão.

    SRN !

  • author avatar
    Marco Becker 3 semanas ago Responder

    Eu teria um desgosto profundo
    Se faltasse o Flamengo no mundo

  • author avatar
    The Trooper 3 semanas ago Responder

    Tudo balela esse papo de Gabigol. Flamengo tem que contratar só jogador flamenguista desde criancinha, que chora e beija escudo na apresentação.

    Brincadeiras à parte (vou te deixar em paz, Chacal, prometo, Kkkk), realmente o Gabigol é um fenômeno de popularidade entre a molecada.

    Incrível, até anteontem só se falava em Messi e CR7. Hoje a criançada nem sabe mais quem são esses gringo fraco e nem em que time jogam. Só se fala em Mengão e Gabigol. Sério, tenho até pena de pai anti…

    E olha que nem dá pra dizer que o Gabigol é o melhor jogador desse timaço. Impossível colocá-lo facilmente acima de Arrascaeta, Bruno Henrique, Messerton Ribeiro, os laterais e o Gerson.

    Ainda me vem o Thiago Maia mostrar que o Arão vai ter que comer grama pra não bancar.

    De novo, vai ser tudo nosso (anota pro novo livro, Murtinho).

    • author avatar
      VAGNER BSB-SSA 3 semanas ago Responder

      Essa idolatria pelo Gabigol por parte da criançada me lembrou de uma história muito interessante.

      O falecido grande ator e comediante Lúcio Mauro era, infelizmente, botafoguense. Algo perdoável porque ele viu a geração de Garrincha e companhia jogar em sua plenitude.
      Mas, o importante nessa história é a idolatria que o filho dele, também ator e comediante Lúcio Mauro Filho, tinha pelo nosso grande Zico.

      Ele contou que, por diversas vezes, ficava encabulado por ter que ir com a camisa do Botafogo pra escola (imposição do pai dele, óbvio) já que via “todo mundo” (ou seja, todos os colegas da escola) vestindo a camisa 10 do manto sagrado.
      Todos eram Zico. Todos queriam jogar como o Zico. E, tenho certeza, milhões de pais torcedores da arco-íris viram seus moleques sendo salvos pelo “Messias” e libertados de uma vida de sofrimento.
      Passaram, então, a vestir as cores rubro-negras e tiveram o privilégio que acompanhar a trajetória daquele grande time vendo os jogos do lado certo do Maracanã.

      Lúcio Mauro Filho teve uma grande influência. E, guardadas as devidas e imensas proporções, o que o Gabigol vem fazendo com a torcida mirim é bastante parecido com o que vimos acontecer com o Zico.
      Torcedores mirins gremistas, palmeirenses e de diversas tonalidades não se furtam de fazer o gesto do Gabigol quando comemora os seus vários gols. Ou seja, estamos vendo um fenômeno de salvamento de várias almas arcoirizadas pelo fenômeno Gabigol. Crianças que, no futuro, serão eternamente gratas de terem sido resgatadas para o lado rubro-negro da força.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta para chacal Cancelar resposta