República Paz & Amor

Por favor, aguarde...

República Paz & Amor

O homem da máscara de espuma

Por | 31 de outubro de 2019
Rafinha Flamengo
6 Comments
  • author avatar
    Rafael 1 mês ago Responder

    Grande xará, joga muito! Show de coragem e autoconfiança. Já está na história do clube. Gol dele na final da Liberta!

  • author avatar
    Marcos 1 mês ago Responder

    Um esforço de guerra rondinelliano, digno dos grandes ídolos Rubro Negros!

  • author avatar
    chacal 1 mês ago Responder

    acabou o jogo GOIAS 2 X 2 FLAMENGO ,com várias falhas do rodilindo ,que é feio pro cacete.
    mas falo isso só pra corroborar com vc.
    time titular do flamengo não tem reservas a altura ,por isso o mister mexe tão pouco…

    SRN !

  • author avatar
    Marco Becker 1 mês ago Responder

    Parabéns e obrigado, fera!

    Fazia algum tempo que gostaria de ver alguém falar especificamente do Rafinha. Eu lembro de ter visto ele jogar em 2004 (salvo engano), ainda pelo Coritiba, numa partida contra o Santos. Eu morava em Curitiba, fui acompanhar um tio santista. Naquele dia Robinho não jogou. Foi a campo, mas não apareceu muito.
    Quando começou a pipocar as notícias de que ele viria para o Flamengo o meu pensamento foi de que teríamos um lateral muito bom.

    E pensar que também estamos tão bem resguardados no lado esquerdo.

    Obrigado, fera!

  • author avatar
    eduardo leao 1 mês ago Responder

    O jogo que falta vai coroar, mas pelo que ela já fez desde que chegou, pelo espírito rubro-negro que demonstrou ter e pelas tantas vezes que já cantou junto com a Naçao, o Rafinha chegou chegando e veio pra ficar na nossa memória e nos nossos coraçoes.
    Nao comparemos com um “outro’ lateral direito que nos honrou com um futebol espetacular e hoje nos honra pelo amor declarado sempre ao Flamengo. Eterno Leandro, meu muito obrigado sempre .
    Se Leandro é Leandro, e será sempre incomparável, Rafinha é Rafinha e já começa a ocupar um espaço em nossos coraçoes.
    Saudaçoes

  • author avatar
    Rasiko 1 mês ago Responder

    Claps, muitos claps. O equilíbrio desse time do Flamengo é tão pronunciado que até nas personalidades dos laterais esse fato se evidencia. Enquanto o Filipe Luís é de uma seriedade e imponência que lembra o Denzel Washington dando porrada nos inimigos sem piscar e tirar o palito entre os dentes, o Rafinha (ao contrário de você, gosto do apelido – Marcio Rafael é dose) é a alegria e empolgação em pessoa (O pulo que ele deu pra abraçar o Diego Alves num dos gols lembrou o de um filho pulando no colo do pai). E, mesmo com todo o profissionalismo, parece estar sempre jogando uma pelada. Aliás é uma característica comum a todos os jogadores pós-JJ (Gérson, Marí, Rafinha e FLuís): a imediata identificação com a mística rubro-negra, incluindo Gabriel e BHenrique, o que tem ajudado, e muito, nessa sinergia que dá no que dá.

    srn p&a

Deixe seu comentário