República Paz & Amor

Por favor, aguarde...

República Paz & Amor

Nosso 1º gol no Maraca foi de Lero

Por | 9 de dezembro de 2020
maracana_cobertura-1600x1016
28 Comments
  • author avatar
    CARLOS MORAES 3 semanas ago Responder

    UMA PUTA DECEPÇÂO

    Deixei pra escrever passados uns dias pra que ninguém leia.
    A foto deste artigo já foi publicada em outros tempos, talves mesmo na época do Urublog.
    Sempre a elogiei, achando notável e uma demonstração cabal da força da torcida rubro-negra, que ocupava até as marquises do então Gigante Maracanã.

    Desta feita, tive uma curiosidade.
    Será que fui a este jogo ?
    Será que estou no meio daquela multidão de fanáticos ?
    Vou constatar, disse para mim mesmo.

    Como fazer ?
    Ora, tem lá o placar que pode dar alguma dica.
    Dito e feito. Recorri ao placar.

    PUTA DECEPÇÃO.
    Dá pra se constatar, sem sombra de dúvidas.
    Fluminense 0 x 0 Vasco
    Não, eu não estava lá, nem nenhum torcedor do Flamengo.
    A não ser aquele maluco encarapitado lá no alto, com uma flâmula/bandeira contendo os títulos do Flamengo até 1979, ano provável da foto.

    Decepcionadas SRN
    FLAMENGO SEMPRE

  • author avatar
    Henrique 1 mês ago Responder

    Continua tudo nos nossos pés.
    Os 3 pontos contra os cabras vao ter que acontecer e antes nao haver nenhum tropeço nosso, sem previamente um deles.
    Isso o fato.

    Agora, o que estamos vendo em campo da nossa equipe … nao da exatamente animo para acreditar em fatos.
    Mais em fakes …

    Assim mesmo- bora ser campeao, poxa !

  • author avatar
    Xisto Beldroegas 1 mês ago Responder

    Eu não sei por que essa euforia súbita dos bâmbis. O time deles é medíocre ( só o Flamengo não vê), vale pelo conjunto. Os idiotas dos cronistas como sempre fazendo a conta que suas cabeças ocas ditam, enaltecendo sempre a paulistada insana. A vitória de ontem contra as galinhas mineiras foi o melhor resultado para o rubro-negro, pois se as galináceas vencessem não dependeríamos mais de nós para tirar a diferença. É mais ou menos o que aconteceu com os trêfegos tricobâmbis tempos atrás, agora estamos atrasados dois jogos, portanto se fizermos a nossa parte poderemos enrabá-los para felicidade dos ditos cujos lá pra final desse troço aí. O diabo é colocar na cabeça de nossas primas donas que só perdem essa porra se fizerem muita cagada.

  • author avatar
    Rasiko 1 mês ago Responder

    https://esportes.yahoo.com/noticias/com-tr%c3%aas-brasileiros-revista-francesa-175726768.html

    Esta é a prova material de que jornalistas esportivos não entendem de futebol, não pesquisam, não têm capacidade de discernimento e de que, como já escrevi aqui diversas vezes, Leandro Peixe-Frito, O MELHOR LATERAL-DIREITO DE TODOS OS TEMPOS DO MUNDO, é um dos jogadores mais injustiçados da história, inclusive dentro do próprio Flamengo, onde, apesar da estátua na Gávea, não tem tido o mesmo protagonismo de outros da mesma geração. Escolher Cafu, um lateral medíocre comparado a LEANDRO, Djalma Santos e Carlos Alberto Torres é de uma ignorância herética. Tem outras escolhas absurdas e risíveis, como, por exemplo, CR7 melhor que Ronaldinho gaúcho, Ronaldo melhor que Romário e Xavi superando Falcão, Didi e Gérson.

    Só pra registrar.

    srn p&a

    • author avatar
      Xisto Beldroegas 1 mês ago Responder

      Rasiko, assino embaixo. Esse tal de Cafu, Roberto Carlos e outros que perambulam por aí não jogavam nada. Mas o que esperar desse cronistas esportivos (epa!)? Falam besteira o tempo todo e ainda são pagos por isso.

    • author avatar

      Não posso deixar de registrar.

      Em grupos de que sou participante, fiz também a observação no tocante ao LEANDRO.
      Só pelo fato de não ter sido campeão mundial – uma besteira sem precedentes, pois, em assim sendo, nenhum jogador africano ou asiático que eventualmente se destacasse, poderia ser apontado como melhor do mundo em sua posição – foi preterido, até mesmo para outro brasileiro, o Cafu, de futebol infinitamente inferior.

      Estou com o Rasiko e não abro.
      O Peixe Frito foi, destacadamente, o melhor lateral direito de todos os tempos.

      SRN
      FLAMENGO SEMPRE

    • author avatar
      Rasiko 4 semanas ago Responder

      Pra espanto de ninguém os “especialistas” brasileiros superaram os europeus elegendo a seleção brasileira de todos os tempos… sem o Zico.

  • author avatar
    Urubu-rei 1 mês ago Responder

    A SUDERJ informa, …

    escalação do Clube de Regatas Flamengo: Isla, Rodrigo Caio, Natan e Filipe Luís; João Gomes, Gérson, Everton Ribeiro, De Arrascaeta, Gabigol e Bruno Henrique
    Técnico: Cavalo de Tróia do Tietê

    escalação do Santos Futebol Clube: qqq, www, eee, rrr, ttt, yyy, uuu, iii, ooo, ppp, aaa e FRANGO AVES
    Técnico: Kuka

    Ao receber a escalação, o Garoto do Placar pensou, coçou a cabeça e ajustou-o para…

    Flamengo -1 X 0 Santos

  • author avatar
    Xisto Beldroegas 1 mês ago Responder

    Voltando à vaca fria (existe vaca quente?), o jogo de logo mais contra o Santos será fundamental, é a chamada encruzilhada, se vencermos e ainda mais se jogarmos bem, tudo indica que o time entrará nos eixos. Não há mais desculpas, estarão todos lá, só o Arão (que muitos contestam) de fora e a persistência daquela zaga, mas a zaga, ora porra. Agora se perdermos, sei não…

  • author avatar

    Pesquisei.

    Não me lembrava, mas o Lero passou mesmo pelo Palmeiras, de onde veio para o Flamengo, saindo o Jair para os italianos, onde, como sempre, jogou muito bem, mas com um pecado mortal – inspirou o nome dado a um certo aloprado, famoso pelo uso de diminutivos, como gripesinha, finalzinho etc e tal.

    Como, ainda no Atlético, chegou a ser convocado para a Seleção (não jogou), admito que o Flamengo tenha pretendido contratá-lo à época junto com o extrema esquerda (a ala esquerda, como então se dizia), até porque acabei de ver que este era um excelente jogador, o Nívio, que muito brilhou no Bangu do Zizinho.

    SRN
    FLAMENGO SEMPRE

  • author avatar
    Xisto Beldroegas 1 mês ago Responder

    Que me perdoem , mas vou entrar nessa história mais uma vez, primeiro citando o famoso Poema do beco de Manuel Bandeira; que importa a paisagem, a Glória, a baía, a linha do horizonte?
    – O que eu vejo é o beco.
    E rebato com um pra lá de repetido do John Ford: se a lenda é melhor do que a realidade, publique-se a lenda. Que se foda o Didi com suas folhas secas e o cacete, eu só vejo é o Lero.

    • author avatar
      Dunlop 1 mês ago Responder

      A Folha e o Lero. Isso dá romance!

  • author avatar

    Nçao vou dar méritos agora à mnha memória.

    Foi fácil descobrir no Fla=Estatísticas.

    A presença do Garcia facilitou muito a descoberta.
    Ele chegou ao Flamengo em 1949
    O estádio, sem dúvida, é o do Fluminense, na rua Ãlvaro Chaves.
    Logo, só poderia ser um dos dois jogos que o Garcia lá jogou.
    Flamengo 1 x 2 Fluminense, campeonato carioca de 1949.

    O time – Garcia – Newton e Job – Biguá. Valter Miraglia e Jayme (o pai, que era bom de bola) – Jorge de Castro (nem me lembro deste), Zizinho, Gringo, Lero e Barros (também não me lembro, mas pode ser o tal jogador que veio junto com o Lero)

    SRN
    FLAMENGO SEMPRE

    • author avatar
      Xisto Beldroegas 1 mês ago Responder

      Pois, Carlos, fugindo de minha preguiça habitual, colei descaradamente do Google, os nomes são esses que você mencionou. Curiosamente tive as mesmas dúvidas, o Water, sem o Miraglia, nem me lembraria, Jorge de Castro e Barrios nunca ouvi falar. Outra coisa onde eu vi, no lugar do Jayme constava o Bigode, mas parece que se trata do Jayme mesmo, o de Almeida, o Bigode era atarracado, e ainda usava um gorro como ele usara no Fluminense que depois,infelizmente, ele aboliu, provavelmente seguindo os maus conselhos da época. Já existia certo “politicamente correto”

      • author avatar

        Não tenho a mínima dúvida.
        É o Jayme, no mais das vezes o nosso capitão (à época, sem braçadeira. Só se sabia pela tirada do ^toss^- essa é do balacobaco)
        Você está mais do que certo.
        Bigode era atarracado e usou sempre, principalmente no Fluminense, o tal gorrinho. Aliás, não era o único.

        Pela foto, que nem você, não reconheceria os pontas, o Walter Miraglia e … o próprio Lero.

        SRN
        FLAMENGO SEMPRE

  • author avatar

    Sem consultar o Fla-Estatísticas, que poderia matar a questão, vou dar o meu contraditório pitaco.

    Sempre acreditei na minha memória, mesmo que, com o passar dos anos, alguma coisa vá se confundindo.

    Por mim, que em 50 já tinha 12 anos, o Lero seria um jogador oriundo do Atlético Mineiro, meia esquerda, efetivamente, desconhecendo sua possível passagem pelo Palmeiras.
    Também não acho que veio de contrapeso. Vieram juntos dois jogadores, é verdade, ambos de Minas, sendo que o outro, salvo engano, seria um ponteiro esquerdo.
    O Lero era o mais badalado dos dois.
    Vi o mineirinho jogar ainda nos velhos e bons tempos da Gávea.
    Já não me lembro precisamente dos adversários.
    Vou consultar o Fla-Est. para tanto.

    Desse treino mencionado, não tenho a menor idéia.
    Mais ainda, não levaria em consideração.
    Treino é treino e jogo é jogo.
    Didi, o verdadeiro, sabia das coisas e consagrou a tremenda diferença que há entre um e outro.

    Por sinal, jamais o tal gol do Lero tiraria, com a devida licença, a pequena glória do Didi de ter marcado o primeiro gol do Maracanã, na derrota de 3 x l dos jovens cariocas para os jovens paulistas.
    Se o treino foi realizado quatro dias antes da estréia no Mundial (a seleção que estreou era aquela mencionada no tocante à defesa, com modificações no ataque), o amistoso cariocas x paulistas antecedeu, pois foi realizado no sábado, exatamente uma semana antes do primeiro jogo do Mundial.

    Não fui ao jogo inaugural do Maracanã (veja só, minha mãe cismou de ir e eu sobrei), mas contra o México lá estava eu, rente como pão quente,
    Naquela época, com Dutra na Presidência e Mendes de Moraes como Prefeito, houve uma comoção nacional pela Seleção, tanto que jamais foi batido o recorde de publico das partidas do quandrangular final.
    Certamente mais de 200 mil espectadores, sendo que, no jogo contra o México, no entanto, havia muitos claros nas arqubancadas.
    Mesmo sendo um arremedo do time do Vasco, todos os rubro-negros torceram a mil pelo sucesso que acabou não vindo, ajudados pela presença de Juvenal, Bigode e até Zizinho, que não havia estreado ainda pelo Bangu.
    Fora o Bauer do São Paulo, mais tarde contratado pelo time da Colina, e os três dos nosso time, todo o restante, incluindo o técnico, eram dos ^portugueses^ (à época, a colônia mandava e desmandava).

    Desculpe ter sido contrário, mas estou relatando a ^minha verdade^, exatamente passados SETENTA anos.

    Saudosistas SRN
    FLAMENGO SEMPRE

    • author avatar

      Preciso esclarcer.

      Como fábula, é de primeira linha.
      Leitura mais do que agradável.
      Parabéns !

      SRN
      FLAMENGO SEMPRE

      • author avatar

        Para ser mais chato do que nunca.

        De acordo com a crônica/fábula, o gol do Lero foi marcado no dia 22 de junho, enquanto o do Didi, uma semana antes do jogo inaugural da Copa (dia 24), no dia 17.

        No doubt about.

        Com as necessárias escusas
        SRN
        FLAMENGO SEMPRE

        • author avatar
          Dunlop 1 mês ago Responder

          Salve mestre Carlos, verdade absoluta. Vou mexer. Pesquisei contigo no zap antes para não dar ruim, mas a resposta demorou! KKKKKKK

          Abração

          • author avatar
            CARLOS MORAES 1 mês ago

            Peço um favor.

            Deixe como está.
            Pode não ser a verdade dos fatos, mas, neste caso, o fake vale mais.

            Ficou algo maravilhoso, que se lê repetidas vezes, cada vez mais admirando.

            SRN
            FLAMENGO SEMPRE

  • author avatar
    Mario Dunlop 1 mês ago Responder

    Belo texto (como sempre)! Mais um craque rubro-negro resgatado. Parabéns!

  • author avatar
    Xisto Beldroegas 1 mês ago Responder

    Dunlop, essa foto não tem a ver com a partida, né?Você poderia nomear as feras que estão nela, acho que consegui distinguir poucos, os dois primeiros acima Biguá ao lado do Newton, o goleiro Garcia, Gringo do lado direito de Zizinho, o já citado Leo e…só.

    • author avatar
      Dunlop 1 mês ago Responder

      Exato, é o Flamengo de 1949.

      • author avatar

        Nçao vou dar méritos agora à mnha memória.

        Foi fácil descobrir no Fla=Estatísticas.

        A presença do Garcia facilitou muito a descoberta.
        Ele chegou ao Flamengo em 1949
        O estádio, sem dúvida, é o do Fluminense, na rua Ãlvaro Chaves.
        Logo, só poderia ser um dos dois jogos que o Garcia lá jogou.
        Flamengo 1 x 2 Fluminense, campeonato carioca de 1949.

        O time – Garcia – Newton e Job – Biguá. Valter Miraglia e Jayme (o pai, que era bom de bola) – Jorge de Castro (nem me lembro deste), Zizinho, Gringo, Lero e Barros (também não me lembro, mas pode ser o tal jogador que veio junto com o Lero)

        SRN
        FLAMENGO SEMPRE

        • author avatar

          Pela ordem – da direita para a esquerda

          Em pé – Biguá, Newton, Jpb, Valter, Garcia e Jayme
          Agachados – Jorge de Castro (por exclusão), Gringo, Zizinho, Lero e Barros (também por exclusão e acreditando no então ataque de cinco jogadores, do ponta direita ao ponta esquerda)

  • author avatar
    André Chediek 1 mês ago Responder

    Sensacional! Salve o Lero e você, monstros!

  • author avatar
    Claudio 1 mês ago Responder

    Muito bom

  • author avatar

    Que texto maravilhoso, Dunlop! Obrigado por essa pérola e viva o Lero!

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta para José Douglas Alves Cancelar resposta