República Paz & Amor

Por favor, aguarde...

República Paz & Amor

Nasce a Academia Flamenga de Letras

Por | 2 de dezembro de 2021
11 Comments
  • author avatar
    Marcos Faria 5 meses ago Responder

    Para a cadeira nº 4, indico o escritor Alberto Mussa.

  • author avatar
    CitizenLima 5 meses ago Responder

    Senti falta da indicação da minha mãe. Que é uma puta mas já prestou pelo menos um grande serviço à imensa Nação quando colocou na boca a rola magnânima de um de seus maiores defensores diante do qual rastejo como o verme covarde e insignificante que sou.

  • author avatar
    Carlos Rocha 6 meses ago Responder

    Dois Rubro-Negros das Letras recém descobertos: Milton Hatoum (crítico da atual diretoria bolsonarista) e Mário Magalhães (de Marighella).

  • author avatar
    Carlos Moraes 6 meses ago Responder

    Um trabalho excepcional, uma iniciativa que não pode morrer.

    A bem da verdade, os patronos de cadeiras alguns me surpreenderam, uns poucos não conheci, para a maioria bato palmas, de pé e gritando bravos !

    Carmem Miranda, quem diria ! Nunca soube que fosse fã de futebol e não apostaria um tostão furado que fosse rubro-negra, dada a sua ascendência portuguesa.
    Por sinal, estive lá na conquista do BI, nas arquibancadas, em um sábado à noite, com público apenas regular, pois a conquista foi muito fácil. Joguinho chato, por sinal. Valeu pela confirmação de um título que levantamos com um pé nas costas, desde os dois primeiros turnos.

    Espero que não deixem morrer a idéia e que encontrem logo todos os nomes dos quarenta primeiros acadêmicos.
    Claro que sugeriria, desde logo, o pessoal deste RP&A.
    Todos merecem.
    Indicaria ainda o Xisto e o Rasiko.

    Acadêmicas SRN
    FLAMENGO SEMPRE

  • author avatar
    Raphael Amorim Machado 6 meses ago Responder

    Senti falta nessa lista do “abominável” Wilson das Neves (ô, sorte!) e do Carlos Manga.

  • author avatar
    Marcos 6 meses ago Responder

    Obs: será que o José Padilha não faz jus a uma indicação? Ele vestiu o Robocop de rubro negro

    • author avatar
      Marcelo 6 meses ago Responder

      Maravilhoso passeio pela nossa História, onde ilustres literatos em suas funções, se misturaram às cores do manto e por isso com certeza ficaram mais famosos, pois ser Flamengo é a energia fundamental para a verve artística e para a arte de viver, Obrigado pois pelo excelente trabalho de divulgação e reconhecimento destes rubro-negros!!!!

  • author avatar
    Marcos 6 meses ago Responder

    Rapaz que negócio mais rico (sem ser burguês) e emocionante!

    SRN

  • author avatar
    Rasiko 6 meses ago Responder

    Estamos muito bem acompanhados. A nata cultural brasileira. Palmas pro Ladrilheiro!

  • author avatar
    Henrique 6 meses ago Responder

    Poxa! Que beleza de mensagem cultural! Vou ter muito tempo para ver um por um. Uma boa parte nao conhecia (por exemplo Victorino Chermont).
    Beleza!

    Começei baixando o LP do Caymmi/Barroso – uma maravilha, mesmo que sendo um pouco fora até do meu tempo, mas enfim, o Flamengo começou tb fora do meu tempo, mas se enfiou nele e depois de mim vai continuar no tempo de muitos outros.
    Escutando as cançoes e pensando no que vivi com o Mengao, aprendi que a qualidade independe do momento historico. Em todo ha algo muito especial.

    Agradeço demais pelo presente !

    SRN – até o Tri !

  • author avatar
    disergi 6 meses ago Responder

    Rapaz… que maravilha! Me emocionei ao ver tantas feras e pensar que pelo menos uma coisa eu partilho com eles.

Deixe seu comentário