República Paz & Amor

Por favor, aguarde...

República Paz & Amor

Matchday, streaming, Fla TV.

Por | 1 de julho de 2020
Matchday Form
25 Comments
  • author avatar
    Alvaro Paes Leme 3 meses ago Responder

    Ainda refletindo sobre meios e consequências, acho que há um aspecto em toda essa questão que deve ser considerada para formarmos juízo de valor. A mim, alegra ver meu time alcançar patamares cada vez maiores. Poucos não são os comentários neste blog fazendo menção a tempos idos em que tínhamos que venerar jogadores, da base ou não, que não seriam reservas em nossos times de pelada. Porém, essa alavancada rumo à independência (refiro-me à FlaTV0 tem por origem uma carta de alforria, a meu ver, completamente inconstitucional: ela nasceu de um medida provisória que, com o merecido respeito, não guarda nem de longe os critérios de relevância e urgência exigidas pela constituição. Aí, é um cuidao a se tomar, pois, como diria no Ministro da Economia, “não há almoço grátis..”

  • author avatar
    Fernando Amadeo 3 meses ago Responder

    Prezado Murtinho, belo e provocativo texto.
    Quanto ao grande atraso da imagem, é fato. Porém, mesmo na TV aberta, sintonizada pela NET a cabo, a comemoração da rua me informa que a jogada terminou em gol, quando ainda estou vendo a troca de passes na intermediária!
    Também torço muito para que o Flamengo contrate bons e isentos comentaristas. Acredito que essa Diretoria, que tem nos mostrado ser bastante profissional, siga pelo caminho da isenção.
    SRN!

    • author avatar
      Jorge Murtinho 3 meses ago Responder

      Fala, Fernando.

      Obrigado pelo elogio.

      Sim, fato: o delay existe sempre. Digo mais: aqui em casa, há delay mesmo em jogos assistidos no mesmo canal mas em cômodos diferentes. Impressionante. Só que esse que citei no post, no jogo Flamengo x Athletico Paranaense, foi demais.

      Quanto aos bons e isentos comentaristas, acho bem difícil. Canal corporativo é canal corporativo, não tem jeito. Vamos ver.

      Abração. SRN. Paz & Amor. Se cuida.

  • author avatar
    Xisto Beldroegas 3 meses ago Responder

    Não me referi no outro comentário que vi o jogo de ontem pela telinha Fla TV e me senti um perfeito pintinho no lixo. Já há muito pego carona em alguns jogos que são transmitidos pelos canais pagos da Globo, claro em transmissões clandestinas, tenho cá meus pecadilhos, o que seria de minha vida insossa de velho se não fosse umas transgressõezinhas de vez em quando? Menos por avareza, mais pelo espírito de aventura. E em tais transmissões é um tal de tremelicar, congelar a imagem, enfim, uma tristeza, mas que eu incorporo bem, pois parece que estão testando minha paciência, o que sempre me saio airosamente, claro, no meio de alguns palavrões catárticos. Se esse negócio pegar, não quero outra vida, que se exploda a Globo com seu galvões, luizes robertos e os cleber machados, todos chatíssimos e ainda ganham uma grana preta, sim senhor, como você bem informou e o Bill Duba confirmou, para nos encherem o saco. Eu quero é ver o Flamengo, mesmo que seja numa telinha do tamanho de minha unha do polegar, do mindinho já não sei se minha catarata dá conta do recado.

    • author avatar
      Jorge Murtinho 3 meses ago Responder

      Porra, Xisto!

      Quer dizer que você vê os jogos em canais clandestinos e quer reclamar da imagem? Só falta ir ao Procon.

      Também acho chatos, com raras exceções, os narradores e comentaristas da nossa tevê – e não só da Globo. Mas é uma chatice diferente da que a gente vê em qualquer canal corporativo. Aí é insuportável.

      Abração. SRN. Paz & Amor. Se cuida.

  • author avatar
    The Trooper 3 meses ago Responder

    Será que, depois de ontem, ainda teremos torcedores da Globo por aqui?

    Kkk

    • author avatar
      Jorge Murtinho 3 meses ago Responder

      Fala, Trooper.

      Então: o que a quarta-feira fez, o domingo desfez.

      A lambança com aplicativo, MyCujoo, dez reais e tal deixa claro que o caminho apenas começou e os tropeços virão. Normal, nenhum problema com isso, faz parte do processo.

      Mas é preciso que a gente critique, e o mais importante: que os erros sejam admitidos. Se não, como corrigir e acertar?

      Abração. SRN. Paz & Amor. Se cuida.

  • author avatar

    Cara, você falou tantos assuntos, e gostaria de comentar tanta coisa. Então vamos lá.
    Com relação ao streamming, ou TV, o que importa para mim é o conteúdo. E como os filmes, se o roteiro é bom, os atores, etc, pode ser até em baixa definição que vai emocionar. Mas há controvérsias, tem gente que só vê filme que promete no cinema (ou via), não admite a tela pequena, diminui a pompa que a circunstância exige. Discordo.
    Outra coisa é a questão da Fla TV ser chapa branca. Quem tem que investir em comentário, narração, é quem precisa mostrar Botafogo x Boavista. O Flamengo, com a equipe e a forma que vem jogando, o que tenho visto tem me empolgado. Sou suspeito pois gosto muito do Tavares (se o time não estivesse bem ele iria cornetar, pode ter certeza) e o Emerson dá conta do recado muito bem. As reportagens, para mim, se permitem ao entrevistado se expressar cumprem o papel. Só senti falta ontem de informações sobre o outro jogo, que acontecia no mesmo horário, e a exibição da tabela. Além disso, um comentário sobre os prováveis adversários da semi também seria recomendável. Nada que uma direção de jornalismo profissional, do tipo que as rádios produzem aos montes, não possa elaborar e fornecer. Essa transmissão de ontem serve de test-drive para voos mais ambiciosos mais adiante.
    E finalmente, quanto ao time, realmente o carioqueta não é referência. Para pontos corridos estamos MUITO bem, nos mata-matas, deve ser necessário algum foco. Ontem o Mister falou de Copa do Brasil… deve ser diversionismo. Fica uma ansiedade em saber se o time continuará a ser imbatível. Mas por enquanto é uma ansiedade boa.
    SRN

    • author avatar
      Jorge Murtinho 3 meses ago Responder

      Fala, Leonardo.

      Em princípio, concordo. O que importa é ver o Flamengo jogar, seja na Globo, na Band, na Fox, na ESPN, no pay-per-wiew, na Fla TV, onde for. Ainda mais o atual time do Flamengo, que tem nos enchido de alegrias. Mas discordo quanto ao argumento de que só quem precisa investir em jornalismo é quem transmite Botafogo x Boavista.

      Outro dia eu conversava pelo zoom com um grupo de flamenguistas, e elogiávamos a análise do comentarista português Pedro Bouças sobre a estratégia do Flamengo nas bolas paradas, na monumental vitória de cinco a zero sobre o Grêmio (naquele jogo, fizemos três gols de bola parada). Pra quem gosta de futebol, aquilo é muito bacana.

      Na boa: me incomoda ver um jogo com o narrador gritando “vamo, Flamengo”, “dá-lhe Mengão” e coisas nesse estilo. Como dizia meu pai, isso eu faço – e sou apenas torcedor. Se o cara se diz jornalista, ele tem que informar. Acredito que imparcialidade absoluta é algo que não existe, porém tem que haver profissionalismo.

      Confesso que não conheço o trabalho do Tavares, mas ali a coisa não é pessoal: a questão está no fato de ser um canal corporativo. Ninguém pode esperar que o site da Coca-Cola fale mal da Coca-Cola. E as críticas são importantes. Mauro Cezar Pereira é Flamengo doente e vivia espinafrando a presença do Muralha, do Márcio Araújo etc. no time. Se ele trabalhasse na Fla TV, obviamente só faria isso uma vez. E a reclamação que você faz quanto à falta de informações sobre o outro jogo, tabela, datas etc. corrobora o que estou falando. Os caras não estão lá para informar, e sim para falar bem do Flamengo.

      Concordo plenamente: as transmissões da Fla TV ainda estão na fase de test drive, mas se a gente achar que tudo está ótimo, aí mesmo é que nada melhora nunca.

      Por fim, uma triste realidade: o outrora grande Campeonato Carioca virou uma completa inutilidade. Ou se chega a um formato que sirva como uma boa pré-temporada, ou fecham o caixão.

      Valeu!

      Abração. SRN. Paz & Amor. Se cuida.

  • author avatar
    Alvaro Paes Leme 3 meses ago Responder

    Antes de qualquer comentário acerca do tema estrito, preciso consignar que o pensamento acerca da imutabilidade de times também foi magistralmente debatido por Pablo Sandoval, personagem do excelente filme “O segredo dos seus olhos”. O registro se faz necessário, porque nunca vi tamanha verdade dita de forma tão envolvente como na sequência daquele filme.

    Isso dito, tenho que esse debate realmente vai dar o que falar.

    Vi o jogo ontem. E cara, já impera dar razão ao Murtinho: sei que a TV é do clube, mas entendo que não há espaço para pachequismo. Raul como comentarista continua sendo um excelente goleiro. A imagem travou algumas vezes (vi em uma smart TV) e, sejamos sinceros, não dá para competir com o padrão Globo de transmissão.

    Agora, o outro lado da moeda.

    Foi a primeira transmissão, com tentativa e erro, chega-se à qualidade desejada. Os exageros clubísticos cansam, existe vida inteligente em outras cores. Gols como os do Rondinelli ou do Pet só foram épicos porque marcados contra adversários gigantes (deixemos os fanatismos de lado: Fluminense, Vasco e Botafogo têm história). Não acredito que o impacto histórico teria sido tão marcante, se tais gols houvessem sido marcados contra Boavista, Portuguesa ou assemelhados, não sinto prazer em imaginar essa situação. Legal exaltar o clube, mas não dá para narrar um jogo como se estivéssemos sozinhos em campo.

    Tenho que reconhecer, contudo, em um pensamento simplista, que a trilha parece ser o caminho da independência. Não entendo de estatísticas de internet, mas, em uma conta de padaria, se houve 4 milhões de inscritos, e se de cada um deles fosse cobrado R$ 1,00, seriam 4 milhões de reais em um jogo inexpressivo de uma quarta-feira perdida. Se em vez de R$ 1,00 fossem R$ 5,00, seriam 20 milhões. Mais em um jogo do que em todo o contrato oferecido pela Globo para o Carioca inteiro. Isso sem contar patrocínio. Se é isso, o canal próprio realmente

    Enfim, muito ainda a debater, mas parece-me que começa um revisionismo que, lamentavelmente, se perdeu em 1987. A ver…

    • author avatar
      Alvaro Paes Leme 3 meses ago Responder

      Relendo, vi que houve uma passagem truncada. Onde se lê ” Se é isso, o canal próprio realmente”, leia-se ” Se é isso, o canal próprio realmente se afigura um caminho sem volta, semelhante ao patrocínio master nas camisas: começou como um acréscimo nos ganhos e se transformou em item fundamental do orçamento.”

    • author avatar
      Jorge Murtinho 3 meses ago Responder

      Fala, Alvaro.

      Excelente comentário.

      Bora lá.

      1) “O Segredo dos Seus Olhos” é um filmaço, e a tal sequência a que você se referiu é mesmo extraordinária. Me deu muita vontade de rever, farei isso.

      2) Na transmissão da Fla TV, confesso que até fiquei surpreendido pela qualidade da imagem. Mas é melhor assistir sem áudio, não?

      3) O raciocínio do seu quinto parágrafo é perfeito. Só pra ilustrar, repito o que certamente já escrevi aqui no blog: impossível comparar o gol que Messi fez contra o Getafe, numa rodada perdida lá no meio do Campeonato Espanhol, com o gol que Maradona fez contra a Inglaterra nas quartas de final da Copa do Mundo. Derrotar adversários fortes é outro papo, e o futebol não tem graça se eles não existirem e nós não os reconhecermos. E segue valendo a frase do Carlos Imperial que coloquei na resposta ao comentário do Eduardo: “Sem liberdade para espinafrar, nenhum elogio é válido.” (Acho que isso dá um post, não?)

      4) Alvaro, não tenho conhecimento pra discutir isso, mas creio que a coisa dos 4 milhões não é bem assim. A Fla TV ter 4 milhões de inscritos não significa que essa tenha sido a audiência. Exemplo: logo que surgiu o Porta dos Fundos, me inscrevi no canal dos caras. Eles postavam vídeos novos toda semana e eu não perdia um. Depois, começou a dar preguiça. Mas eu tô lá inscrito, mesmo que não veja nenhum vídeo deles há, sei lá, dois ou três anos, com uma ou outra exceção. Quanto à audiência em si, andei lendo que um jogo daqueles, com toda a expectativa criada pela abstinência de Flamengo, não havia chance de dar menos de 20 pontos no ibope nacional. Isso equivale a cerca de 15 milhões de televisores ligados. Streaming pode ser o futuro, mas vamos devagar. Se não, o mundo inteiro – estamos falando de Barcelona, Liverpool, Bayern de Munique etc. – já teria partido para transmissões por seus próprios canais. É o caminho, mas temos de caminhar com calma e segurança.

      Mais uma vez, parabéns pelo comentário.

      Abração. SRN. Paz & Amor. Se cuida.

  • author avatar
    Xisto Beldroegas 3 meses ago Responder

    Murtinho, muito interessante sua matéria, torço até que vingue. Agora, o que me surpreendeu foi o alto salário do Cleber Machado, 600 pilas em 2012?Cacete, não sabia que esses caras ganhavam tanto assim, especialmente esse boboca aí.

    • author avatar
      Bill Duba 3 meses ago Responder

      Xisto, ele ganha mais que isso! RECUSOU a oferta em 2013

      • author avatar
        Jorge Murtinho 3 meses ago Responder

        Meu amigo Bill,

        Então, não sei. Não faço ideia de quanto ele ganhava em 2012 ou de quanto ganha hoje. Dá uma olhada na minha resposta ao comentário do Xisto, por favor.

        De qualquer modo, diz aí: o que é preciso vender de pizza em Miami pra chegar perto disso?

        Abração. SRN. Paz & Amor. Se cuida.

    • author avatar
      Jorge Murtinho 3 meses ago Responder

      Grande Xisto!

      Pois então, isso foi exatamente o que pensei na época. Lembro que, na ocasião, eu – que não sou disso – fiz uma postagem no facebook sobre a notícia e comecei o textinho com essa frase: “Da série Somos Todos Uns Bostas”.

      Agora, um esclarecimento: eu não sei quanto o Cleber Machado ganhava. Isso foi o que a Record ofereceu, e ele recusou. Na matéria que citei no post, inclusive, o narrador Silvio Luiz disse que achou ruim a proposta. Segundo ele, pra tirar o Cleber Machado da Globo, a proposta teria que ser bem maior.

      Abração. SRN. Paz & Amor. Se cuida.

  • author avatar
    Rasiko 3 meses ago Responder

    Pra plebe ignara – eu incluso, claro -, explicações e esclarecimentos aos borbotões.

    A qualidade do texto só surpreende pela superação do anterior – excelente plus.

    Não vai dar pra repetir o comentário deletado – veio direto do cosmo e pra lá já retornou.

    srn p&a

    • author avatar
      Jorge Murtinho 3 meses ago Responder

      Fala, Rasiko.

      Mais uma vez, obrigado pelos elogios.

      Vale, pra você, a mesma resposta dada ao comentário do Carlos Moraes. Uma pena que a mycoojada no servidor tenha perdido seu comentário. Melhor pro cosmo.

      Abração. SRN. Paz & Amor. Se cuida.

  • author avatar
    eduardo leao 3 meses ago Responder

    Resumindo Murtinho, comungo 100% com a ideia de contratarmos os melhores, para a FlaTV, gente como o Tostão, por exemplo, que garantirá um excelente nível nos comentários e não aderirá a um chato “babaovismo” .
    Prefiro viver entre os bons, tendo críticas positivas e construtivas, do que um “baba ovo” sem credibilidade, só elogiando.
    SRN

    • author avatar
      Jorge Murtinho 3 meses ago Responder

      Fala, Eduardo.

      Pois é. Pelo tanto que já ouvi dele, tudo indica que o seu xará jamais aceitaria. Mas só a investida já valeria por um indiscutível atestado de boas intenções e profissionalismo.

      Carlos Imperial usava, na coluna que assinava em um dos jornais cariocas (acho que era Última Hora) uma frase que virou mantra: “Sem liberdade para espinafrar, nenhum elogio é válido.”

      É por aí.

      Abração. SRN. Paz & Amor. Se cuida.

  • author avatar
    chacal 3 meses ago Responder

    enfim um excelente texto falando somente de futebol…

    acredito que estamos caminhando na direção certa,estou muito otimista com tudo que está acontecendo com o flamengo.
    vejo o mengão sendo atacado por todos os lados e isso é prova que somos muito gigante,hoje é o dia da indepedência do nosso clube.
    estamos vendo a história diante dos nossos olhos.

    SALVE O CLUBE DE REGATAS DO FLAMENGO

    SRN !

    • author avatar
      Jorge Murtinho 3 meses ago Responder

      Fala, Chacal.

      Outro dia eu estava com isso na cabeça. Comecei a ver um monte de gente, inclusive jornalistas, dizendo que a partir de agora todo mundo vai torcer contra o Flamengo. Pensei: ué, e quando foi que isso não aconteceu?

      É claro que, com o salto de qualidade do time, as conquistas que já vieram e as que certamente vêm por aí, a coisa vai ficar ainda mais acirrada. Só que a nossa diretoria não precisa ajudar.

      Também acho que streaming, Fla TV etc., essas coisas conversam com um futuro bem próximo. Mas é importante que cada passo seja bem calculado, para evitar bolas fora como a do tal do MyCujoo. E tem a questão da imagem, com a qual a diretoria do clube não parece muito preocupada. Deveria se preocupar.

      Abração. SRN. Paz & Amor. Se cuida.

  • author avatar
    CARLOS MORAES 3 meses ago Responder

    Terá sido o ciclone lá do sul (Int.)
    Tinha reparado no meu computador, pois não conseguia entrar no RPA.
    Não vou repetir tudo. Estou com preguiça pandêmica.
    Sintetizando – bom artigo, sobre um tema controvertido.
    Ponto final.

    SRN
    FLAMENGO SEMPRE

    • author avatar
      Jorge Murtinho 3 meses ago Responder

      Meu amigo Carlos Moraes,

      Compreendo. Delpupo também me avisou que não havia a menor chance dele fazer, pela segunda vez, o mesmo comentário que tinha postado aqui. Paciência, coisas da tecnologia. Pra mim foi simples, só precisei resgatar o texto do word.

      Uma pena perder seu comentário, porque o tema é controvertido mesmo. Mas vamos em frente.

      Abração. SRN. Paz & Amor. Se cuida.

  • author avatar
    Jorge Murtinho 3 meses ago Responder

    Pessoal, seguinte:

    Ontem, 30 de junho, o hospedeiro do site passou por um longo período de instabilidade, e meu post sumiu. Como tenho o arquivo em word, tô fazendo a repostagem hoje. Só que, infelizmente, os comentários dançaram e não é possível recuperá-los.

    Quem tiver saco, por favor, comente de novo. Quem ainda não comentou, apareça.

    Abraços. SRN. Paz & Amor. Se cuidem.

Deixe seu comentário