República Paz & Amor

Por favor, aguarde...

República Paz & Amor

Mais Perto do Que Longe

Por | 8 de fevereiro de 2021
capa
37 Comments
  • author avatar
    CARLOS MORAES 3 semanas ago Responder

    Aaah !, imaginaram que tivesssem ficado livres de mim !
    Qual o quê !
    Levei um tombo, com um copo d*água na mão, foi caco de vidro para todos os lados, em especial nos meus dedos.
    Nada que uns pontos (foram mais dos que os de uma vitória que não veio contra o Bragantino) não dessem jeito.
    Só não podia batucar no computador.

    Explicada a ausência forçada, que alguns até gostaram mas a maioria não, estamos de volta.
    De volta, com o título escancarado para o nosso Flamengo.
    Tivemos todas as chances possíveis nesste horrível campeonato.
    Agora, parece difícil desperdiçar.

    Esstá aí o Palmeiras, que não me deixa mentir.
    O futebol brasileiro vai de mal a pior, pelo menos em terras tupiniquins.
    Nenhum goll em 180 minutos, contra mexicanos e africanos.
    Vexame total !!!!!
    Enquanto isso, o Bayern, em ritmo de treino, papava mais um título.
    Velho Mundo, novo e diferente futebol, semelhante ao que jogávamos antes de chegarem estes malditos técnicos retranqueiros, mesmo campeões como um tal de Parreira e o caquético Felipão.
    No momento atual, sentamo-nos na beira do gramado, a bater palmas para a gringalhada.

    Domingo, os gambás.
    Em tese, pela diferença de jogadores, quase impossível que não ganhemos, até com alguma facilidade.
    Não acredito em 5 x 1, como no turno, pois abortos da natureza não costumam se repetir.
    Como também não acredito em sucesso vascaíno. Se empatar já será um milagre.

    Li o conto do Xisto e fiquei com medo.
    Afinal, já passaram muitos barquinhos a nossa frente, todos recusados.
    Certamente é agora ou nunca mais.
    Será que não estamos entendendo a mensagem ?

    Esperançosas SRN
    FLAMENGO SEMPRE

    • author avatar
      Muhlenberg 3 semanas ago Responder

      Alvíssaras! SRN

  • author avatar
    Henrique 4 semanas ago Responder

    O pessoal do sul tropeçou. Pela enésima vez esta tudo nos nossos pés.
    Sera que esses se fincarao enfim no chao ou vao tremer de novo?
    Tremedeira ou nao-tremedeira, that’s the question.

  • author avatar
    Xisto Beldroegas 4 semanas ago Responder

    O sujeito era amigo íntimo de Deus, pelo menos assim ele se julgava e com toda a razão. Quando estava a perigo era só pedir a Deus que o nosso Onipotente Criador livrava a sua cara.. Pois valendo-se desse transcendental pistolão não se incomodou muito quando a enchente começou. Todos os habitantes do local começaram a bater em retirada à procura de um lugar mais alto. Ele ajoelhado na frente da casa rezava. Foi então que passou o primeiro barquinho, Fulano, vamos nessa, a coisa tá ficando preta, Obrigado, deixa comigo, Deus há de me salvar. Pois é, a água parece que não concordava e cumprindo sua missão de água continuou a subir. Já agora, o nosso herói estava empoleirado no teto da varanda, alpendre ou lá o que seja, claro, ajoelhado e pedindo a Deus que o salvasse. Passou o segundo barquinho, Fulano, se manda enquanto é tempo, temos lugar pra mais um. O crente, Não se preocupem Deus há de me salva. A água cobrira toda sua casa quando passou o terceiro barquinho, Sai dessa, cara, é tua última chance, você é o último, sempre temos lugar para mais um, o cara, ajoelhado no telhado segurando na antena de televisão, agradeceu, Deus sempre ouviu minhas preces, não vai ser agora que ele vai me desamparar. Pois parece que Deus estava ocupado com outras coisas, o pobre coitado morreu afogado. Mas rezando, obviamente. Corta. Já no céu, diante do Criador ele cobrava, Deus por que me desamparaste?Rezei tanto e não adiantou nada. Deus pigarreou e disse, olha meu amigo, eu te mandei três barquinhos.
    A perguntinha com ares de moral da história: quantos barquinhos mais o Flamengo vai querer para se salvar?

  • author avatar
    Miguel 4 semanas ago Responder

    A rodada que terminou agora foi boa. Se tivéssemos feito nossa parte no domingo, seria excelente. Mas o saldo foi positivo já que, apesar de tudo, reduzimos um ponto a desvantagem. O spfc e o atlético não venceram. E o jogo do vasco será de vida ou morte pra bigoduda. Podemos ser líderes no domingo…e campeões na penúltima rodada. É vencer, vencer e vencer.

    • author avatar
      Aureo Rocha 4 semanas ago Responder

      Exatamente, Miguel, como havíamos previsto a partida entre Vasco X Internacional será uma verdadeira batalha de vida ou morte para os Vices da Gama, que, se perderem, estarão colocando uma perna inteira na segunda. São Januário irá pegar fogo.

      E o Flamengo não pode mais uma vez jogar no lixo as oportunidades que a matungada anda lhe oferecendo.

      SRN!

  • author avatar
    Marcelo Pires osga 4 semanas ago Responder

    Acreditava 100% no Mengão antes desse jogo . Agora aposto tudo no Flamengo… já era Nação pode saber .Flamengo CAMPEÃO SRN

  • author avatar
    Willard H. Wright - "Réu Confesso" (Gremista) 4 semanas ago Responder

    Boa tarde, Arthur, boa tarde à torcida do Flamengo.

    Eu sei, o momento de vocês é outro mas, infelizmente, o outro time aqui de Porto Alegre (o que joga na bergamota) deve arrancar três pontos do Sport logo mais. Ainda bem que no futebol nem sempre dá a lógica (e vocês NÃO PODEM perder o confronto direto).

    Vim para dizer — toda torcida tem sua parte desagradável. Mas eu ousaria, após anos de experiência, afirmar categoricamente:

    Se é assim com toda torcida, então NO MÍNIMO a parte insuportável da torcida do Palmeiras é maior.

    No forum do Vasco, claro, há foristas que odeiam vocês. Poderia citar de nome e de cabeça pelo menos dois que mais parecem anti-Flamengo que vascaínos mas, até aí, são apenas dois. E um deles no dia do jogo contra o Tigres veio com aquele papinho de “Copa Continental”… “Liverpool não queria jogar”… “Não sei por que brasileiro valoriza tanto esse título”…

    Uma (UMA!) página depois já apareceu alguém colocando o cara no lugar. Na seguinte, “duvido que se fosse o Vasco você falaria desse jeito”.

    Entenderam? Seus rivais diretos, os vascaínos, não conseguem ser tão hipocritas ao falar sério (o fórum é público mas raramente as pessoas se seguram).

    Mas no Palmeiras, não. A parte insuportável da torcida deles não é só maior: é doente. Um deles torce abertamente pra que o novo formato do Mundial “rebaixe” o status do Interclubes até que aconteça uma de duas coisas: ou seja nivelado e ninguém tenha Mundial, ou eles ainda possam clamar a Taça Rio como “mundial” e mais importante por ter sido o primeiro e organizado pela FIFA.

    Antes de mais nada: esse pensamento é abjeto. É antidesportivo. É mesquinho, vil. Eles não torcem pelo sucesso do seu clube e sim para desvalorizar de forma esdrúxula os méritos de outros.

    Dessa vez não apareceu ninguém na página seguinte. Eu conheço boa parte daquele fórum, tem gente boa lá. Mas até esses apelaram à quinta emenda (americana) enquanto vossos rivais diretos retorquiram quase imediatamente.

    Outro ponto interessante é que o Palmeiras ignora como sua lógica (sic) referente à chancela da FIFA tornaria campeões do mundo o próprio Vasco (Torneio Rivadávia), o Fluminense (segunda Copa Rio), além de conferir ao BANGU dois títulos mundiais (1958/1960)!

    Quanto ao desinteresse dos europeus, eles idealizaram o Interclubes porque o Real não tinha mais adversário na Europa (tinha vencido as primeiras cinco edições da UCL). Em 1961 estavam doidinhos para vencer os campeões sul-americanos! O primeiro desinteresse — ninguém conta — veio com a violência nas finais de 1967 e 1968, violência esta já evidenciada pela Copa de 1966 (alguém viu Portugal 3 x 1 Brasil? Dá orgulho ver o Pelé apanhando e ainda voltar pro campo dizendo pro cara que “ia ter volta!”). Em 1969 a lendária partida entre Estudiantes de La Plata e AC Milan extrapolou todos os limites, com os argentinhos sabedores do provável fracasso, porquanto não bastaria vencer (como venceram — na marra, mas venceram) e sim tirar os 3×0 contra de diferença. Foi assim, e por isto apenas, que houve o primeiro desinteresse dos europeus no Interclubes.

    Em 1980, os japoneses tiveram a idéia de resolver o problema mandando um jogo único, em campo neutro, no país deles. Nascia daí a “Toyota Cup”, cujo primeiro campeão calhou de ser o próprio Flamengo de Raul*; Leandro, Marinho*, Mozer e Leandro; Andrade, Adílio, Tita e Zico; Lico* e Nunes (com asterisco, os que não vieram da base — Nunes se formou no Flamengo, saiu, mas voltou).

    Houve um segundo desinteresse dos europeus no torneio? É discutível, mas desde algum tempo eles acenam nessa direção. O problema, daí, é como isso quase se confunde justamente com a época em que a FIFA passou a organizar o torneio. Coincidência? Sim, mas certamente também irônico.

    A Lei Pelé dinamitou o futebol sul-americano, que subsistiu de restolhos nos primeiros anos mas logo foi relegado ao terceiro escalão. Em 1961 havia o Santos de Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe (que acabaram nunca enfrentando o RM em si mas são “a proof-of-concept”). Hoje se pode dizer o mesmo?

    E depois, eu vos pergunto: por que segundo o Paulinho o resto do Barcelona — Lionel Messi incluso — veio perguntar sobre o Grêmio em 2017? Por que o Benfica, lá da terrinha, quis vender a alma dele pelo JJ? Se somos tão desimportantes assim?

    Não somos. A inveja é uma coisa triste.

    Me despeço com uma frase dos próprios palmeirenses, devidamente corrigida: Quem tem mais tem Mundial!

    Saudações do Imortal Tricolor do RS.

    • author avatar
      CARLOS MORAES 3 semanas ago Responder

      Meu caro e brilhante Gremista,

      Há algo pior que o possível desinteresse dos europeus.
      Trata-se da certeza da vitória.

      Este ano, foi um absurdo.
      O Bayern jogou em ritmo de treino os dois jogos.
      180 minutos de descanso completo para o Neuer.
      Nenhuma defesa precisou fazer aquele que ainda é o melhor goleiro do mundo.

      Africanos e mexicanos, que se serviram do Palmeiras, não viram a cor da bola, apesar de jogarem com dignidade.

      Tristes e melancólicas Saudações Latino-americanas.
      FLAMENGO SEMPRE

      • author avatar
        Maurício Luz 3 semanas ago Responder

        Desculpe aí, amigo, mas o Liverpool suou as camisas para fazer 1 x 0 raquítico. Muito diferente do passeio dado pelo Bayern nos mexicanos. A supeiridade dos Bilionários da Europa é flagrante. Mas nem sempre é constrangedora.

        • author avatar
          CARLOS MORAES 3 semanas ago Responder

          Concordo plenamente.
          Cabe ressaltar que o absurdo registrei como tendo acontecido agora, na decisão da quinta-feira.
          Deveria ter feito a ressalva que no nosso jogo houve equilíbrio, embora justa a vitória inglesa.
          Como estava respondendo ao gremista ^Willard¨, não pretendi magoá-lo, lembrando a vergonha que foi mais um dos três recentes 1 x 0, quando o Real Madrid deu um passeio vergonhoso nos gaúchos, que não chutaram sequer uma bola na direção do gol. Navas também foi um espectador privilegiado.

          Dee qualquer forma, não há dúvida.
          ¨A superioridade é flagrante, mas nem sempre é constrangedora.”

          Dando a mão à palmatória, SRN
          FLAMENGO SEMPRE

  • author avatar
    Rasiko 4 semanas ago Responder

    Não consigo falar de futebol. Por mais que me esforce – e me esforço – não consigo falar de futebol, um mero entretenimento que se tornou essencial na vida de muitos, a maioria, incluindo a minha, e que, para a desilusão e, pior, desencanto desses muitos, a próxima temporada promete ser de qualidade inferior à anterior em todos os sentidos, comandada por burocratas corruptos, mas também inexplicavelmente estúpidos, como é de conhecimento público.

    Galera sabe perfeitamente que mudança de nome na cbf e possíveis acordos suspeitos com a ferj não significam nada em relação ao resultado final: manutenção do poder decisório e grana no caixa e no bolso, ou vice-versa, tanto faz.

    Faz anos que venho batendo nesta tecla e me flagro tão indignado quanto no 1º momento em que me toquei que os jogadores NÃO eram os protagonistas de suas próprias perfomances, não mais que atores bem remunerados para desempenhar papéis pré-determinados agenciados por instituições/times que passavam a representar nas “telas”.

    Mas sem direito a voto.

    É como se uma grande banda de rock não tivesse autonomia pra gerir sua própria carreira e deixasse tudo sob a responsabilidade daqueles que são irresponsáveis por atavismo, faz parte da natureza deles, eles não têm opção.

    Mas os jogadores e todos os com influência, poder e imune às garras da corrupção nesse meio, têm. Só que passam-se os anos e as décadas e nada se modifica. A estrutura é a mesma e não há brechas para que essa estrutura seja abalada em seus alicerces fundamentais que garantam o arbítrio e a continuidade da corrupção sem sofrer pressão legal escudadas por serem entidades privadas.

    E é a perpetuação desse sistema que me afasta emocionalmente do futebol, ou melhor, do Flamengo.

    O elemento Fogo é o que caracteriza a vibração mais recorrente quando o assunto é Futebol. Futebol sem Paixão é uma equação que não tem a menor chance de fechar.

    Mas, inexplicavelmente, repito, essas instituições fraudulentas – incluindo fifa e comenbol, fora as africanas e asiáticas -, parecem caminhar na contra-mão dos seus próprios interesses ao empobrecer o espetáculo que comandam de forma arbitrária, ditatorial e autoritária. A velha e batida história de matar a galinha dos ovos de ouro.

    É óbvio que o torcedor percebe que tá sendo trapaceado e que a atual diretoria do Flamengo faz parte desse jogo macabro, e não é dentro de campo.

    Ele se sente desprestigiado, empulhado, feito de bobo.

    Logo Ele, O Torcedor, Aquele Que Paga A Bagaça Toda.

    Não há paixão que resista a tamanho coice emocional.

    No entanto, contrariando todas as apostas, ele resiste, sim, e vai continuar se iludindo com os últimos resquícios de um sentimento que sofreu abalos na fonte. Se justifica dizendo que não torce por dirigentes, técnicos ou jogadores, mas pelo Flamengo.

    Mentira. Torce, sim.

    Torce pra que todos citados – dirigentes, técnicos, jogadores – sejam honestos, competentes e talentosos no que fazem e ajudem o Flamengo a ser campeão de tudo pra sempre.

    É simples assim a relação do torcedor com o Flamengo. “Nós bancamos, nós pagamos, agora, ganha tudo.”

    Só que os “nossos” dirigentes não são assim. Eles são da turma do mal. Bem mal, por sinal. Com o recente desmascaramento do casal Braz-Spindel, não sobrou ninguém pra contar a verdadeira história dos enlameados bastidores do Flamengo tomados pelo pútrido e fétido cheiro de suas almas pequenas e consciências primitivas.

    O desempenho no gramado é o reflexo cristalino do gangsterismo aplicado em doses maciças por incompetentes, desonestos e mentirosos contumazes – me lembrei que é da natureza deles e que há que se ter compaixão com almas pouco evoluídas. Pra ser honesto, mando, com todo prazer, a compaixão pra casa do caralho e quero que essa gente toda se foda e seja evaporada da terra como se nunca tivessem existido, elas e seus atos e influências.

    E o reflexo no gramado se deu quando o Flamengo falhou todas as vezes em que a liderança caiu no seu colo e nem técnico nem time souberam ganhar o jogo que confirmaria essa liderança.

    O Flamengo só será campeão se fizer a parte dele e se o Inter escorregar.

    E quando não se tem o destino nas mãos, a vitória passa a depender do fracasso alheio.

    E quando chega a esse ponto, eu não consigo falar desse futebol que de arte só tem o borrão.

    PS – Aquilo que eu falei antes da final da nossa Liberta continua valendo: o Flamengo NÃO tem craque. Tem bons e muito bons jogadores, alguns com lampejos de craque, mas são luzes que brilham mais ou menos tempo e logo têm uma queda de energia. Os mais talentosos e completos, como Arrascaeta e Éverton Ribeiro, permanecem mais tempo em alta, mas terminam por cair e às vezes demoram pra levantar. Um craque não tem essa oscilação. É exatamente a regularidade de grandes atuações que o consagra como “Craque!” Como sob o comando do JJ, já consolidado o casamento perfeito entre treinador e elenco, o time todo teve mais regularidade proporcionando excelentes atuações aos torcedores e encantando desde mídia até adversários, tivemos a falsa impressão de que se tratava de um time de craques, a ponto de ter sido sugerida a comparação com o time campeão de 81, aquele sim, repleto de craques indiscutíveis. Não tem como. O próprio Zico não deixou por menos: “Nenhum jogador deste time atual (2019) seria titular no nosso time (1981)”.

    • author avatar
      chacal 4 semanas ago Responder

      permita-me discordar de vc e do galinho.

      pablo mari
      gerson
      bruno henrique

      seriam titulares em 81 fácil fácil

      SRN !

      • author avatar
        CARLOS MORAES 3 semanas ago Responder

        Fico com o Zico e o Raziko (tá aí uma bela dupla sertaneja) !

        Sem comparação !

        SRN

        • author avatar
          chacal 3 semanas ago Responder

          acho o pablo mari muito mais zagueiro do que marinho e gerson colocaria o velho tromba no bolso,e o Bruno henrique é muito melhor que lico,tita e nunes juntos.
          faltou ainda o gabigol que entraria fácil no super time de 81.

          SRN !

          • author avatar
            Rasiko 3 semanas ago

            Chacal, só pra discordar em dó-maior pelo escândalo do absurdo, Bruno Henrique não é melhor do que nenhum dos 3 citados – Lico, Tita e Nunes – nem juntos nem separados. Nunes não perderia nem 10% dos gols que BH e Gabigol perdem, pois sua melhor e mais eficiente característica era exatamente a finalização letal; Tita não era craque mas sim um excelente jogador, da seleção brasileira, onde era reserva do Zico, e Lico era a cereja daquele bolo recheado de craques com calda garantida por um banco que não deixava a peteca cair. Comparar Andrade com Gérson é uma heresia, não dá, por mais que o Gérson seja um excelente jogador, o Tromba tá em oto patamá, o patamá dos Craques com C maiúsculo, um dos maiores da posição no mundo em todos os tempos. Telê errou ao escalar o Cerezzo em vez do Andrade. É outro, como o Leandro, que eu acho injustiçado. Pouco reconhecido como o super-craque que foi.
            Excuse me sir, but you’re wrong.

          • author avatar
            chacal 3 semanas ago

            Rasiko,

            tita jogou na seleção é verdade, mas não deixou nenhuma lembrança de sua passagem por lá.
            menino mimado queria a 10 do zico ,só que não dava pra ele.
            nunes letal ?
            só se for na sua imaginação fértil.
            perdia uma dúzia pra fazer um e jogar com o zico qualquer um se consagraria,até o David.

            SRN !

          • author avatar
            chacal 3 semanas ago

            outra….

            na minha opinião,arrascaeta é muito mais jogador que tita.

            SRN !

  • author avatar
    chacal 4 semanas ago Responder

    em 2009 o botafogo ganhou do SPFC, esse ano vai ser o vasco quem vai ajudar .

    SRN !

  • author avatar
    arthur maciel 4 semanas ago Responder

    Tento imaginar a manchete “Flamengo de Ceni é campeão” e não consigo.

  • author avatar
    Xisto Beldroegas 4 semanas ago Responder

    A dura realidade é quem se meteu nessa situação difícil foi o próprio Flamengo e, portanto, cabe a ele, Mengão, sair dela, ainda bem que tem essa chance, embora muito difícil. Parodiando Nelson Rodrigues a gente é político, ou faz, até quando chupa um chicabon, mesmo que se diga apolítico. Passamos por um caso idêntico em outra esfera, um genocida foi colocado no poder, queiram ou não e seus próprios defensores se orgulham disso, alguém o colocou lá, pior, ainda permanece uma manada de teimosos bovídeos de 30/40% que o mantém no alto das pesquisas. Chegamos a mesma conclusão quanto a do Flamengo, quem tem que tirar o facínora do poder é quem o colocou lá. Alguém tem que colocar o guizo ( de preferência uma camisa de força)no gato.

  • author avatar
    Sergio Bianchi 4 semanas ago Responder

    Apesar dos gols perdidos e da falha bisonha do Isla, que vem jogando mal faz tempo, diga-se (aliás, Mateuzinho em 5 minutos fez mais que ele nos últimos 5 jogos), também sigo confiante, até porque, como diz o nobre colunista, o inter ainda vai ‘flatular’.

  • author avatar
    Miguel 4 semanas ago Responder

    A conta é simples e fria: temos que VENCER os três jogos que faltam. E os caras do inter não podem vencer o vasco. Simulei pela lógica: eles vencem o xipó, empatam com o vasco e vencem o curica. Se vencermos os três jogos, 74 a 73 pra nós. É claro que um empate deles com o curica (que tá se assanhando pra uma vaga na Liberta 21) não está assim tão fora do radar. E isso nos permitiria empatar ou mesmo perder do spfc na última rodada. Nesse último cenário com “mais emoção” (eles empatam com o curica e nós perdemos do spfc) seremos octacampeões pelo nº de vitórias: 21 x 20. Pontuação : 71 a 71. Vai ser com emoção. E haja coração como diria Galvão…

    • author avatar
      Aureo Rocha 4 semanas ago Responder

      Miguel, também cheguei a sua mesma conclusão.

      Apenas uma observação: perdendo para o Internacional, a situação do Vasco vai ficar bastante complicada para escapar da 2ª Divisão.

      O Vasco tem três pedreiras pela frente: Fortaleza lutando para fugir da segundona, no Castelão; Internacional brigando pelo Campeonato, em São Januário e Corínthians buscando uma vaga na Libertadores, na Arena Corinthians. Mesmo vencendo o Goiás em São Januário na ultima rodada, chegaria apenas aos 40 pontos, se não vencer nenhum dos três jogos.
      Eu creio que escapará da segunda divisão quem fizer 41 pontos.

      Portanto, amanhã sou Fortaleza desde criancinha. A derrota do Vasco amanhã irá transformar o jogo contra o Internacional numa luta feroz de vida ou morte. São Januário irá pegar fogo. Será ou tudo ou nada para o Vasco.

      Pelo futebol que o Flamengo vem jogando, se a sorte não nos abandonar, podemos ganhar esses próximos três jogos. Vamos fazer figa, porque tem um secador do cacete nas costas desse time.

      SRN!

      • author avatar
        Miguel 4 semanas ago Responder

        Isso mesmo Áureo!! O vasco tem que jogar a vida contra o inter. Que o terror se instale em São Januário até o confronto com os gaúchos.

    • author avatar
      Fernando 4 semanas ago Responder

      No cenário com “mais emoção”, não se esqueça de que o São Paulo ainda pode chegar aos 73 e o Atlético-MG aos 72 pontos.

  • author avatar
    Márcio Costa 4 semanas ago Responder

    Em 2009 também teve o jogo frustrante contra o Goiás, 0 x 0, em que a torcida do Fla fez o mosaico do Maracanã inteiro.
    Ainda estamos na disputa!
    SRN

  • author avatar
    ROGERIO QUEIROZ CARVALHO OLIVEIRA 4 semanas ago Responder

    Parabéns pela inspiração!

  • author avatar
    Ogrão 4 semanas ago Responder

    Enquanto isso, em terras d’além-mar, aumenta a temperatura da chapa do JJ…

    Rafinha já pediu asímantos (penico, em grego, comentário de texto do Arthur também é cultura…) e voltou. Tá pedindo pra liberarem a catraca do Ninho pra ele…

    Sinais, fortes sinais…

    Será?

  • author avatar
    Miguel 4 semanas ago Responder

    Sinceramente, o jogo estava encaminhado, sob controle, time marcando bem, o Claudinho não se criou no meio campo, enfim tudo correndo bem. Mas a falha grotesca do Isla, que me parece fisicamente com problemas, foi determinante. O time tá perdendo muitos gols? Tá! Mas não podia entregar do jeito que entregou. Se o interregional vencer na quarta…o título nos escorre pelas mãos. Que pena.

  • author avatar
    Marco Gama 4 semanas ago Responder

    Time tá criando muito, mas perdendo gols demais. De qq forma, mais um bom jogo do Mengão “Alegria dos Homens”, não é isso Arthur?

    Três comentários:

    1) O que o Arão tá jogando como zagueiro é uma barbaridade.
    2) Se o problema do Flamengo é perder gols, por que motivo o fdp do Ceni não coloca o Pedro pelo menos no segundo tempo inteiro? O cara é o melhor finalizador do Brasil e só entra faltando 5 min? E mesmo assim, quase deixou o dele.
    3) E o João Gomes, hein? Moleque raçudo e habilidoso, tá mandando bem demais.

    Acho que não vamos levar esse brasileirão, o time demorou demais a jogar bola de verdade.

    SRN.

  • author avatar
    Michel Torres 4 semanas ago Responder

    O Flamengo melhorou muito nos últimos jogos e isso é inegável. Continuamos perdendo gols demais, mas o time vem se entregando. Ontem uma bobeada custou dois pontos, mas me irritei muito mais com as sucessivas perdas de bola do nosso outrora miteiro do que com o Isla.

    Vale muito a pena estudar o DNA da Deborah Secco, pode estar ali a cura para todos os nossos problemas.

  • author avatar
    ORLANDO SILVA 4 semanas ago Responder

    Grande Arthur,
    Sei que estais tentando nos motivar, mas não perdôo tanta falha acontecendo nesse time, assim não dá. Sinceramente, os jogadores não conseguem raciocinar; Ok, eu sei que jogador de futebol em geral tem dificuldades de pensar rápido, porém, não dá pra continuar com vários jogadores que não fazem jus ao salário que recebe; e ainda temos um técnico burro, inexperiente, aliás mais burro que inexperiente, que não analisa jogo. Time leva gol aos 17 minutos. Aos 20 teria que trocar Isla, Arrasca se arrasta, Gérson morto e BH sem cérebro. E o RC maluco que mexe aos 45 minutos pra esfriar o jogo, estando perdendo? Pode isso Arthur?
    SRN

  • author avatar
    Edivaldo Silva 4 semanas ago Responder

    Estou cada. Fez mais me identificando com suas crônicas. Parabéns!

Deixe seu comentário