República Paz & Amor

Por favor, aguarde...

República Paz & Amor

2 Comments
  • author avatar
    CHACAL 2 meses ago Responder

    falaaaa nivinha !
    como esta a vida ai na amarica do norte(…)

    discordo de vc minha linda….
    flamengo vai ganhar essa porra na vontade!
    restam ainda 10 finais pro mengo e vamos com tudo pra cima deles.

    um grande beijo e SRN !

  • author avatar
    Rento Silva 2 meses ago Responder

    Olha só que maravilha… carimbamos a terceira camisa do Corinthians!!!!

    Pra quem acredita em coincidências, referências e coisas místicas isso é um prato cheio, os caras vieram cheio de onda pra estrear a camisa em Homenagem ao Senna, que era no máximo um simpatizante do SCCP, mas tudo bem, fomos lá apoiar, dar aquela moral, até porque incentiva o trabalho do instituto Senna. Porém, algumas coisas tinham que ser feitas e agora ditas para garantir uma homenagem perfeita.

    Para a homenagem os gambás se inspiraram no macacão e no carro da época da Lotus. Nosso grande ídolo da fórmula 1 pilotou esse carro nas cores pretas e douradas entre 85 e 86. As cores do carro eram as mesmas do patrocinador da equipe, os cigarros John Player Special da marca Inglêsa, de Nottinghan, Jonh Players & Sons.

    Não há como negar, carro bonito com essas cores, e dada as cores dos Gambás seria a melhor combinação para homenagear o ídolo. Durante esses dois anos é Senna até brilhou, com grandes performances e ganhando seu primeiro grande prêmio em 85 no circuito de Jerez na Espanha e mais outros 3 grandes prêmios. Realmente nada mal pra um então ainda novato no seu carro preto e dourado.

    Contudo, nossa grande memória afetiva, melhor corrigir, a memória afetiva do mundo inteiro em relação ao Senna, vêm da imagem e do som do motor honda daquele carro branco e vermelho, o MP4 da MacLaren e suas versões. Carro com o qual Senna arrebatou o mundo com sua genialidade, conquistando três títulos mundiais, com 35 vitórias em grandes prêmios e mais uma penca de poles. Foram seis anos mágicos quando pudemos ver um atleta e uma máquina no seu auge. As cores do carro novamente estabelecidas por causa do patrocinador, também da industria do tabaco, só que mais difundida e reconhecida pelo mundo, a Malboro.

    Então ao se colocar os dois times em campo, um de preto e dourado da Lotus o outro de branco e vermelho da MacLaren, o resultado não podia ser outro. Venceu a camisa branca e vermelha, de lavada, de 3, como os três títulos mundiais do nosso craque das pistas. Homenagem condizente com a trajetória com a do melhor piloto de fórmula 1 de todos os tempos.

    É claro que uma justiça a memória desportiva só poderia ser promovida desta forma pelo Mengão, clube com o dever histórico para manter as nossas referências e tradições desportivas corretas. Até porque, cá entre nós, esse time dos gambás não é nenhum Malboro…

    SRN

Deixe seu comentário