República Paz & Amor

Por favor, aguarde...

República Paz & Amor

Cuidem da Sua Reputação.

Por | 14 de fevereiro de 2018
capa
35 Comments
  • author avatar
    Romano 10 meses ago Responder

    Para a galera de moral ilibada, que não tem defeitos, que nunca cometeu um erro, e adora julgar todo mundo e se mostrar superior moralmente, segue o time ideal de 2009:

    Goleiro: Diego Tiranossauro Rex (Bruno é assassino);

    Zagueiro: Welinton (Álvaro é mau-caráter)

    Laterais: Thalisson (Juan é Marrentinho) e Maurinho (Léo Moura é paneleiro);

    Volantes: Márcio Araújo (Willians é mau-caráter) e Jailton (Airton muito mau caráter)

    Meia: Walter Minhoca (Pet é Marrentinho, desagregador e processou o Fla)

    Atacantes: Gabriel (Zé Roberto é Zé Boteco) e Josiel (Adriano é parceiro do Zé Boteco, queimava pé na lâmpada e também processou o Fla).

    Como o time não era esse, tenho certeza que os moralistas não comemoraram o Hexa.

    Ficaram em seus sofás, emburradinhos, de cara feia, porque caras com tantos problemas de caráter estavam jogando no Flamengo.

    Alguns foram até tomar um leitinho quente suíço para acalmar sua insatisfação.

    Hahahaha

    Hipocrisia é falha de caráter hein…

    SRN

  • author avatar
    Rasiko 10 meses ago Responder

    A ordem dos fatores talvez não altere o produto, mas pode dificultar a embalagem do mesmo.

    Não é cagando e andando, mas andando e cagando.

    Porque digo isso: se o cavalo está parado e começa a cagar, ele não vai andar enquanto não acabar de cagar. Já se ele estiver andando e, aproveitando os movimentos soltos do intestino, começar a cagar, aí sim ele vai continuar andando e cagando. Donde se conclui que minha premissa estava certa: é andando e cagando e não cagando e andando.

    Desculpem, não tive a intenção de interromper nada. Foi apenas uma breve intervenção pra corrigir um erro que prometia seguir pela eternidade.

    Segue o embate entre os que amam e os que odeiam o Neymar.

  • author avatar
    Xisto Beldroegas 10 meses ago Responder

    Eu andava meio desanimado em voltar a escrever aqui nesse espaço que gosto muito, pairava no ar algo assim além do que aviões de carreira, segundo o barão de Itararé. Um clima de ódio se avizinhava como esse que, infelizmente, assola o país.Motivo pelo qual já me afastei por longo período daqui. Mas pensando bem e lendo com mais atenção, concluí que quem fomentava tal sentimento chão era uma só pessoa que não podia ser contrariada que respondia com ofensas inimagináveis a seus opositores, inclusive eu fui vítima, claro não respondo a tais tipos, portanto, a grande maioria continuava a discutir em alto nível. Acho mesmo que tal senhor é o mesmo que já me fizera deixar o blog temporariamente em outra ocasião. Será um novo Aécio, ou Aecio Aegyptis, ou Aedes Neves o homem-mosquito que inoculou ódio (ou tentou inocular) ao país?Agora está em pauta o mau-caráter do Neymar. Acho que estão rotulando o Neymar de mau-caráter gratuiamente, sem nenhum critério. Mau carátes são certos políticos que andam com mala cheia de dinheiro, outros até governam o país. Nunca se viu algo na conduta do jogador, fora ou também dentro, estou dizendo DENTRO de campo que justificasse tal pecha. A coisa recrudesceu na última partida quando ele, Neymar, a meu ver fez um excelente primeiro tempo e nem tanto assim no segundo, assim mesmo longe de ser medíocre. Esqueceram na sofreguidão de ofender Neymar que quem errou foi o tal técnico que fez modificações que nem técnico brasileiro faz. O nosso Dani Alves não está jogando nada e ninguém criticou, aliás, nem sei se o Cavani perderia aquela bola, ainda empate o jogo, acho até lançada pelo Neymar.
    Ora, o Casa Grande, um comentarista medíocre como também o é, o Caio, na verdade os nossos cronistas esportivos (epa!) são dose for lyon. Esse negócio de mimado não sei de onde tiraram isso, o cara é jovem, rico, famoso, vive paparicado pelas mulheres e pela mídia e, infelizmente, por uma tropa que se dizem parças que ele sustenta, é mimado sim, por aqueles que o cercam, não quer dizer que ele se “sinta”mimado ou se o sentir não demonstra nem um pouco em suas atitudes. É como essa história do monstro, inventada lá atrás pelo Renê Simões quando Neymar era um garoto e estavam enchendo o saco dele, e agora esse repeteco sem imaginação, puro lugar-comum ( “lugar-comum é memória, nunca sentimento”). Neymar é monstro? Só se for na bola, como se diz, um monstro do futebol. Lembro-me agora a história de Charles Chaplin quando em carreira meteórica em Hollywood ficou famoso e milionário, claro, só comia aquelas jovens, casou-se inclusive com duas(ua de cada vez) de dezesseis anos, hoje em dia estaria na cadeia como pedófilo. Claro, jovem, bonito, rico ia comer aquelas atrizes barangas, jerimunganhas decadentes? Pois isso lhe custou um infinidade de infâmias: judeu, comunista, os cambaus. Foi desterrado. Pensem, amigos, pensem, deixem Neymar jogar seu futebol, mimado ou sem mimo, monstro o que quiserem inventar do cara. Ele é disparado um dos melhores jogadores brasileiros em todos os tempos e atualmente está entre os três melhores do mundo.

  • author avatar
    chacal 10 meses ago Responder

    neymar….

    quem eh casagrande pra falar de neymar….

    neymar conquistou campeonato paulista,brasileiro,libertadores,espanhol,champions legue,mundial,olimpiadas…etc
    não tenho a menor duvida que sera o melhor do mundo em breve.
    com ele no time somos favoritos para a copa do mundo depois da vergonha em casa.
    com ele a seleção ou qualquer time muda de patamar,o próprio PSG eh prova viva disso.
    o cara come quem quer ,tem grana pra cacete e isso deixa muitos com raiva por não ter aproveitado nem 1% do que esse garoto ja aproveitou….
    fico com as palavras dos técnicos Muricy e tite que treinam ou ja treinaram esse jovem…..
    Muricy diz que ele treina igual ou ate mais que os outros e tite fala da importância dele eh vital para a seleção .
    dar ouvidos a esse frustrado do casagrande ,na minha opinião eh coisa de bundao….

    SRN !!!

    • author avatar
      Henrique 10 meses ago Responder

      Quem é voce para falar mal do Casa ?
      Va bater panela !

      • author avatar
        chacal 10 meses ago Responder

        Henrique,

        ta querendo dar essa bunda….procura outro pq não gosto de viado !

  • author avatar
    Romano 10 meses ago Responder

    Botafogo sempre foi pequeno e pagou recibo. Reclamam de arbitragem mas suas maiores glórias foram conquistadas com um gol irregular do Maurício e outro 1,5 metro impedido do Túlio. Não fosse um bandeira cego, até hoje não teriam um título nacional.

    Acompanhei um pouco mais abaixo a discussão sobre a qualidade do futebol do Neymar, baseada em argumentos de cunho moral.

    Que me conste, o Pelé sempre foi um grandíssimo FDP, o Garrincha um alcoólatra, e isso não os tornou menos geniais.

    Neymar é craque pô. Qual é a dúvida? Querem ele no Flamengo não? Preferem Everton The Cardoso e Berrío?

    Se o Flamengo anunciasse a contratação dele amanhã vcs ficariam chateados? Porque ele é “mimado”?

    Então tá.

    O cara foi jogar no PSG por dinheiro. Legal.

    Quem vai jogar no Barcelona, no City, vai por amor à camisa, por acaso?

    Como nãoo é possível que pensem isso de verdade, então sugiro que desfrutem do futebol dos craques do presente, como Messi, CR7, Neymar, o muitíssimo bem lembrado pelo Moraes, De Bruyne, em vez de ficar procurando defeitos nos caras.

    Defeito tem a porra do Gabriel, do Márcio Araújo, do Vaz e do Muralha.

    Podem ser os melhores rapazes do mundo. Pessoas maravilhosas. Quero longe do meu time.

    SRN

    • author avatar
      Henrique 10 meses ago Responder

      Eh costumaz ler voce misturando as coisas.
      Nao tenho ideia pq para vc soh existe bom jogador de carater duvidoso e ridiculo, como o dito cujo, ou perebas bonzinhos.

      Tivemos na historia muitos bons jogadores de indole otima. Cito o Buffon, o Xavi, o Iniesta, Messi etc etc etc
      Jogadores que esses sim, teria gostado de ver no Flamengo.

      Eu jah fui – e declaradamente – contra a contrataçao do ex-jogador Ronaldinho, um outro ridiculo do futebol mundial.
      E portanto seria convencidamente e sem piscar, contra uma desse mau-carater tambem.

      Nao sao todos como voce. Nao quero vitorias a todo custo.

      Como nao bati e nao baterei nunca panelas.

      Somos muito diferentes.

      • author avatar
        Romano 10 meses ago Responder

        Vc não bate panelas e eu não transo com homens.

        Somos mesmo muito diferentes.

    • author avatar
      Carlos Moraes 10 meses ago Responder

      Vou ^responder^, até porque o próprio blog assim sugere.

      Assunto Botafogo – exagero. Os dois exemplos de erros de arbitragem estão corretos, como correto está que o maior título alvinegro foi o de 1995 (quero crer), ao conquistar o Brasileirão.
      Há que se considerar, no entanto, que houve muitas conquistas brilhantes, em cariocas como o do gol irregular do Maurício, nas ocasiões o MAIOR CAMPEONATO DO BRASIL, como, por mera citação, goleadas incríveis sobre o Fluminense ( 5 x 2) e Vasco (4 x 0). Deixo de barato um certo 3 x 0 …
      Afinal de contas, junto com o Santos, foi base da seleção brasileira campeã do mundo.

      Assunto Neymar – exagero, aqui da nossa parte, de todo mundo, perdendo tempo com mau defunto, como se diz na gíria.
      Neymar é craque, não há a menor dúvida.
      Neymar é mau carater, idem-idem.
      Neste tópico, completamente diferente dos exemplos dados – Pelé e Garrincha.
      Pelé seria (não tenho certeza para afirmar categoricamente) um FDP. Basicamente, aqui a grande diferença. FORA de campo. Do lado de dentro, era um jogador dedicadíssimo, que sempre jogou PARA O CONJUNTO. Claro que, como um autêntico GÊNIO (Neymar não lambe as suas chuteiras), dava-se ao luxo, aqui e ali, de malabarismos. Excedia-se, mas, a meu ver, principalmente nos lances de violência.
      Garrincha – alcoólatra, sem dúvida. Alma de passarinho, acima de tudo. UM PURO.
      Tenho exemplo PESSOAL.
      Em 1958, pouquissímo depois da Copa do Mundo, conheci pessoalmente o Garrincha.
      De forma inusitada.
      Como teceiro-anista de Direito, trabalhava em um bom escritório de advocacia.
      Tínhamos um cliente, cuja causa foi ganha, morador de Pau Grande e amigo íntimo do Garrincha.
      Prometeu e cumpriu.
      Como ^honorários^ complementares, trouxe o craque ao nosso escritório.
      De saída, um tremendo auê.
      Nossas salas eram as últimas do andar (por sinal, também o último) e, de repende, ouvimos um barulhão pelo corredor.
      Eram os ^boys^ de todas as demais salas, aplaudindo e andando junto ao nosso cliente, por sua vez trazendo o galardão máximo, ou seja, o próprio Garrincha.
      Até aí, nada de mais. Era o lógico, o que se devia mesmo esperar.
      Dentro da sala, deu-se o fenônemo.
      O Garrincha cismou – o termo é este mesmo, cismou – com um pegador de papéis.
      Queria por que queria levá-lo.
      Levou um baita esporro do velho Telemaco, proprietário da peça, um baita advogado já bem velho e pouco afeto ao esporte, que já vivia a sua volta final.
      Ficou emburrado, casmurro, quase chorando.
      Tinha, à época, no apogeu da glória, o que bem quisesse.
      Cismou com o pegador, por sinal, para o meu gosto, exageradamente grande e bastante feio.
      Ficamos sem saber o que fazer, para que ele não chorasse.
      A tanto não chegou, mas acabou saindo bem decepcionado.
      Fiquei com uma conclusão. Definitiva. O Dr. Carvalhaes, o psicológo, estava certo. Um caso a parte. UM PURO, que só pensava em brincar de jogar bola e … no outro esporte preferido de todos nós (ou quase todos …)

      SRN e tuiutiesacas
      FLAMENGO SEMPRE

  • author avatar
    VAGNER BSB - SSA 10 meses ago Responder

    Nada pode ser menor…

    Eu pensei por muito tempo que as pessoas (e também as instituições) aprendiam com os seus próprios erros. Parece que estive redondamente enganado todo esse tempo.
    É algo absolutamente surreal ver a que ponto (baixíssimo ponto) conseguiu chegar o Botafogo. E ainda contando com o apoio de torcedores famosos (Montenegro – IBOPE) que afirmam apoiar a iniciativa de dar recibo em NOTA OFICIAL.
    Não sei como conseguem…

    Enfim, vamos deixar pra lá e continuar nossa saga contra os “mosquitos” que teimam em nos atacar.
    O problema é que esses mosquitos ocupam cargos importantes (já citados pelo Arthur) e tentam disseminar toda e qualquer doença pra cima do Mais Querido.
    Uma dessas doenças, felizmente, parece que já nos curamos (má gestão administrativa). Mas, há outras que nos assolam e parecem longe de ter um antídoto: concessão do Maracanã; meias-entradas e gratuidades; vetos a estádios e, principalmente, a enorme desorganização que é representada pelo Ruralzão local.

    SRN!

  • author avatar
    Carlos Moraes 10 meses ago Responder

    Deixando de lado o nome deste ou daquele jogador, quero ressaltar o que já vinha antecipando.

    A fantástica diferença técnico do futebol das Champions em relação ao Mundo, evidentemente com especial para cerca de dez times, o que não é pouco.

    Para sorte minha, ainda no domingo, antes de me resfatelar de alegria pelo desfile da Paraíso do Tuiuti, chamei a atenção para o time do Liverpool, que, tranquilamente, incluo entre os todos poderosos.
    Um timaço, com praticamente 22 jogadores do mesmo naipe.
    Os espanhóis do Barcelona e do Real Madrid, o próprio Paris St. Germain, todos os cinco ingleses e o Juventus italiano, se jogarem com qualquer equipe de Sudamerica, será um terrível covardia.

    Isto NÃO elimina a Seleção Brasileira, pois, nestes times, temos quase todos os nossos titulares.
    Lá estão os goleiros Allyson (no Roma, é verdade) e Ederson, o lateral Daniel Alves, os zagueiros Marquinhos e Tiago Silva, o armador Philippe Coutinho, no meio ainda estão Paulinho, Fernandinho (jogando um bolão no City, para mim titular absoluto da seleção) e Casemiro, mais o Neymar (é óbvio que se trata de um grande jogador), Roberto Firmino e outros que posso estar esquecendo, pois escrevo sem preocupação de ser definitivo.

    Às vezes, os nomes não somam, pois, se fosse assim, classificaria a Bélgica como uma das grandes favoritas ao Mundial, considerando o que estão jogando Courtois, Meunier (ontem, entrou muito mal), Konpany, Alderwereid (está contundido), Vertonghen, Dembélé (o do Tottenham), Mertens, Lukaku (estilo bode atômico) e, acima de todos, talvez o maior craque (tirando Messi e Cristiano Ronaldo) da atualidade, o De Bruyne.

    Já escrevi muito.

    Deixem-me aparoveitar os momentos felizes proporcionados pelo Carnaval CARIOCA e pela PARAÍSO DO TUIUTI.

    SRN e tuiutiescas
    FLAMENGO SEMPRE

    • author avatar
      Carlos Moraes 10 meses ago Responder

      Acrescentando.

      Escrevi tão às pressas, que, entre os jogadores brasileiros de seleção, esqueci exatamente aquele que, pelo menos no momento, vem sendo o melhor de todos – o lateral esquerdo Marcelo.

      Impressiona-me, quero destacar, a qualidade que o Guardiola conseguiu impor ao Fernandinho, que sempre considerei como sendo um jogador de roça, pouco afeto às virtudes técnicas.
      Atualmente, muito pelo contrário, vem jogando muitíssimo bem – embora não perdendo a hábito de uma sarrafada aqui, outra acolá, quase sempre recebendo um amarelinho – parecendo-me bem superior ao Casemiro.
      Como dizia o Jô Soares, nos seus áureos rochas tempos, ^chose de loque^.

      Não citei tb o Gabriel Jesus, pois está no estaleiro, não se sabe até quando e o Robeto Firmino, que não sendo um jogador técnico, vem se apresentando com rara eficiência, no ataque mais exótico de todos os tempos e que estará integralmente na Rússia. Um egípcio (pode Freud, o espetacular Salah), o nosso citado Firmino e um senegalês, Sadio Mané.
      Novamente, ^chose de loque^.

      SRN e tuiutiescas.
      FLAMENGO SEMPRE

      PS – aos moradores da minha cidade natal, desejo uma feliz intervenção …

  • author avatar
    Xisto Beldroegas 10 meses ago Responder

    É gratuita essa antipatia que muitos têm pelo Neymar. E contraditória. Neymar é disparado o melhor jogador brasileiro na atualidade, o que não quer dizer nada, mas está entre os três melhores do mundo, o que quer dizer tudo. A contradição, sei lá movida por quê: fala-se que o futebol anda muito chato, pois Neymar joga (ainda) o verdeiro futebol brasileiro, alegre, driblando, zoando o adversário, enfim tudo aquilo que seus críticos apregoam a quatro ventos que está desaparecendo do futebol, o cara faz. Talvez até por não enquadrar-se a esse estereótipo de compostura imposta pelo mainstream dos ganhadores, ele nunca vá ganhar a famigerada bola de ouro. E ele parece que resiste em se deixar manipular a tal preço. Que se conserve assim, para a alegria de quem ainda gosta desse tipo de futebol que outrora alguns fora do esquema, que não era tão raro assim, jogavam. Jovem, rico, famoso, comendo todas, tem muito mais motivos do que a hiena: tem que está rindo à toa mesmo. Talvez seja por isso que têm raiva dele.

    • author avatar
      Carlos André Rosa Martins 10 meses ago Responder

      Xisto, Neymar tem em potência o que se precisa para ser aquele craque inesquecível…mas não o será. Não o será assim como não o foi o Ronaldinho Gaúcho. E sabe por quê? Porque ambos contaram curiosamente com o luxuoso apoio de familiares gananciosos pra cacete, para os quais o lance é grana + grana + grana e só.

      Abriu mão do “desafio técnico” de jogar num clube “root” para ir para um circo francês….aliás, franceses são ótimos nisso!!! E tem desenvolvido exemplarmente o seu individualismo, o que, sabemos, não conduz ninguém a ser melhor de porra nenhuma, tratando-se de um esporte coletivo.

      Ontem não fez rigorosamente “nada” e saiu de campo com aquela marra toda, sem cumprimentar ninguém. Pode ser que em Paris reverta a coisa, mas acho difícil. E torço para que não reverta, porque talvez assim baixe um pouco a crista. Enquanto o Messi, reconhecidamente o melhor, caga e anda para a bola de ouro – o que faz declaradamente -, o “namoradinho da Marquezine” dá a vida para ganhar um prêmio….individual. Esta é a “vibe” dele. E para nós que temos no Zicão a referência do que é um ídolo, os conceitos que utilizamos não irão nunca avaliar bem quem acha que o mundo gira ao redor do seu umbigo. Thats it. SRN

      • author avatar
        Carlos Moraes 10 meses ago Responder

        Dois craques do time do RPN, Xisto Beldroegas e Carlos André Rosa Martins.

        Desta vez, no entanto, DEZ a ZERO para o meu Xará, que também é André (enquanto eu sou Augusto).

        Matou a pau.
        Disse tudo que era preciso dizer, ou melhor, esclarecer.
        Nem interessa dizer que ontem jogou, quando muito, se fosse um Everton Cardoso. Isto acontece, até nas melhores famílias.

        O problema foi extremamente bem enfocado.
        Um garoto mimado (e põe mimado nisto), que junto com o papai só quer ganhar dinheiro, que NUNCA aderiu, de verdade, ao JOGO COLETIVO, a ESSÊNCIA do futebol e que ^dá a vida para ganhar um prêmio … individual^.

        Principalmente para nós, rubronegros, que tivemos no ZICO o nosso grande herói (não afirmaria, pelo menos por enquanto, quem é superior a quem), antítese do pequeno gajo, é muito difícil engolir um ^MASCARADO^ de tamanha ordem.

        Grande Xisto, mil desculpas, mas desta vez você pisou na bola.

        SRN e tuiutiescas.
        FLAMENGO SEMPRE

      • author avatar
        Henrique Leemann 10 meses ago Responder

        Efetivamente, that’s it.

        Eh ridiculo defender o indefensavel dizendo que nos somos os cornos pq nao gostamos de uma cara sem a menor condiçao de ser gente.

        O que nos falta hoje em dia nao é o “futebol” jogado por ele, e sim de pessoas que, EMBORA que sejam vitoriosas, continuem com os pés no chao, sejam exemplos de bom comportamento. E nao somente para os jovens.
        Eh tambem por isso, por estar numa janela imensa como nunca, que recebem tanto dinheiro.
        Nessa janela nao gosto de assistir a uma puta velha coçando sua xoxota.

        Sei muito bem que o brasileiro mediano caga para isso, a sua cultura é justamente a CONTRARIA: quanto mais poder, mais o cara deve phoder com todo mundo e da meneira que quiser. Deve ser porque acha que jah que o cara chegou lah no alto foi por que deus quiz e entao deus lhe permete tudo. Ou outra besteira qq.

        Bem, eu nao sou assim, nao fui aculturado assim e nao curto desse tipo de comportamento.
        E comigo estao um monte de gente, diga-se de passagem. Como escrevi, até os proprios torcedores dizem “chega” para esse mau-carater.

        Brincadeira como essa de nao dar a mao, de ficar com cara amarradinha, irrita todos. A nao ser aqueles que como disse em cima, foram aculturados do jeito de gostar do seu proprio carrasco.

        Gostaria de ve-lo no Real. Porque lah entrarah como ex-inimigo e jogador caro que deve apresentar algo. Como esse sujeito nao mudarah nunca, vai levar tanta vaia que correrah pro Brasil.

        SRN

      • author avatar
        chacal 10 meses ago Responder

        como dizia tom Jobim,sucesso no brasil eh ofensa pessoal.

        SRN !!!

        • author avatar
          Henrique Leemann 10 meses ago Responder

          O Tom disse muito.

          Pelo contrario, acho eu, desse comentario dele.

          Sucesso no Brasil divide o pais – uns lambem o furiculo do dito cujo, nao importando o que ele faz e os outros se dividem entre os que tem inveja e os que categorizam o que o certo rapaz FAZ. O que nada tem a ver com dinheiro e fama, meu amigo.

          O Casagrande fala curto e grosso.
          To com ele. Esse jogadorzinho é um mimado e monstrinho du karai.

          O futebol dele desaparece perante tantos comentarios sobre ELE.
          Nao é o futebol dele que divide as pessoas, pois é um otimo jogador, embora com tendencias inaceitaveis de individualismo, e sim o SER do guri que tem um carater nivel zero faz as pessoas sacudirem a cabeça.
          E isso desde o INICIO.

          Poderia-se até chutar: quem bate panela e gosta de ser furicado por seu carrasco, gosta desse e curva-se perante esse homem que nao vira nunca gente.

          Mas chega.
          Ele nao vale tanta saliva.

          SRN

          • author avatar
            chacal 10 meses ago

            zico não pode nem pensar em pisar no solo italiano….quer saber o motivo(interrogação)
            melhor ficar calado pra não ofender uns burraldos aqui….

            SRN !!!

    • author avatar
      chacal 10 meses ago Responder

      PALMAS DE PE COMO NO ANTIGO THEATRO MUNICIPAL !!!

      SRN !!!

  • author avatar
    chacal 10 meses ago Responder

    artigo de primeiríssima !!!
    um dos melhores se não o melhor de todos….

    SRN !!!

    PS- um aviso aos navegantes,jogo so acaba quando termina !
    basta lembrar do jogo do Barcelona contra o próprio PSG aonde menino neymar classificou seu time depois de uma derrota humilhante em paris…..

  • author avatar
    Lemos 10 meses ago Responder

    Genial como sempre….! ” o mengão seguirá no carioqueta como cavalo em desfile militar, cagando e andando e sendo aplaudido” kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • author avatar
    Carlos Moraes 10 meses ago Responder

    Muito bom.

    Como escrevi ontem, em comentário ao artigo anterior, a preocupação rubronegra começa no dia 28 de fevereiro.

    Antes disso, brincadeirinha de criança.

    SRN e tuiutiescas
    FLAMENGO SEMPRE

    PS – frase ouvida no Santiago Bernabeu, do Cristiano Ronaldo para o Neymar –

    ^Oh pequeno gajo !, tens muito que aprender ainda !^

    • author avatar
      Henrique 10 meses ago Responder

      Infelizmente, aquilo que esse mau-caráter de Neymar teria que aprender nao vai aprender nunca.

      Com todo o dom que recebeu, com toda a grana que tem – continua sendo um ser pequeno, muito pequeno.

      Odiado até pelos próprios torcedores …

  • author avatar
    Carlos André Rosa Martins 10 meses ago Responder

    Cresci nos anos 60/70, quando éramos habituées fregueses deles. Eram o nosso grande rival. Amarguei os comentários pré-jogos do Manguinha e convivi por 9 anos com aquela faixa “torcida do Flamengo, nós amamos “voseis”. E quer saber? Estavam certos! Era pra zoar mesmo! Regra do “play” é pra ser cumprida, por quem ganha e por quem perde…

    Agora eles agem como aquele moleque babaquinha, dono da bola, que não sabe perder e acaba com o jogo quando está perdendo…

    Esta é uma metáfora generosa, porque sem metáfora, “na real”, eles não possuem mais status de bola para serem nossos rivais.

    E, o que depender de mim, eternizarei a zoação do “cry baby celebration”. Zoação é que nem apelido: pega aquele justamente que incomoda….

    SRN

  • author avatar
    Luís Pereira 10 meses ago Responder

    Rapaz, quanto tempo não lia essas crônicas refinadíssimas na arte de sacanear a arcoirilāndia!
    Vida longa, grande Arthur!

  • author avatar
    Flavio 10 meses ago Responder

    O faísca só nos dá alegria. Os caras pagam mico e passam recibo sem o menor constrangimento.

  • author avatar
    rodrigossauro 10 meses ago Responder

    como sempre, perfeita coluna! SRN

  • author avatar
    Fernando 10 meses ago Responder

    Sensacional
    Com direito a que tiro no pé foi esse fogão kkkkkkkkk

  • author avatar
    Jorgete 10 meses ago Responder

    Arthur, mais um texto maravilhoso e verdadeiro

  • author avatar
    Abrahão J. pereira 10 meses ago Responder

    Show de Bola Arthur.

    Em cima dos meus mais de setenta anos de vida e uns sessenta e dois de futebol , e na crença de que sei alguma coisa, ensino aos meus filhos, netos e dois bisnetos: Existem erros que não se pode cometer.

    Às vezes, ainda acreditando que estamos na direção arriscamos descer mais uma, e aí corremos esse risco. O risco dos erros que não se podem cometer. O problema é a certeza do momento e a constatação no dia seguinte…

    Eu queria dizer a “Direção do Botafogo”, mas não dá. É o Botafogo mesmo. Porque os dirigentes passam. São esquecidos, total ou parcialmente. Mas o peso fica na imagem do clube. E, com todo o respeito aos seus leitores, o Botafogo “sifu” pela segunda vez no mesmo episódio.

    Foi o que aconteceu naquele episódio de triste lembrança para os Botafoguenses. Acreditavam que ainda estavam “na direção”, beberam mais umas; fizeram o vexame do chororô. Erros que não poderiam ter acontecido. Muito menos reeditados anos depois. Naquela época parecia que faltara classe… agora ficou comprovado que nunca tiveram…

    Tudo começou com a infeliz e literal choradeira por um erro ou possível erro de arbitragem num jogo contra o Flamengo. Como imaginar um técnico, dirigente e alguns jogadores irem para frente das câmeras e literalmente, repito, literalmente chorar em razão de um resultado adverso por um possível erro de arbitragem. Quem assiste futebol a pelo menos cinco anos já deve ter visto muitos erros grosseiros, alguns até influenciando no placar ou no resultado de uma campeonato. Nada de novo. Tudo como sempre aconteceu. Reclamações para os que se julgam prejudicados e, em regra, silêncio para os que se sentem beneficiados. Exceção quando um mais irresponsável diz que “roubado é melhor’”.

    Esquecendo-se de que o próprio Botafogo inúmeras vezes também já foi favorecido em diversos jogos, apareceram em rede nacional como criancinhas choronas num playground dando gritinhos e rasgando as calcinhas porque os outros menininhos furaram a fila…

    Coisa para se apagar da memória. Se não da memória dos torcedores do Flamengo, pelo menos dos anais do Botafogo. Mas não! Assumiram e ainda assumem o papelão e reiteram tratar-se de patrimônio cultural e moral da instituição… Tanto assim o é que voltam ao cenário nacional para reclamarem de uma criança de dezessete anos que fez um gesto de enxugar os olhos após ter feito o gol, dentro do campo e do lado da torcida do Flamengo. Gozação? Sim gozação. Como muitas já feitas inclusive pelos atletas e dirigentes do Botafogo em razão de jogos contra o Flamengo. Mas sem nenhuma ofensa a não ser a subjetiva que ainda se encontra arraigada na mentalidade parca do Dirigentes do Botafogo.

    Conseguiram um fato inédito; Divulgaram nacionalmente o feito. Foram reprovados pela imprensa escrita, falada e televisada e nas rede sociais. Nem a maioria da torcida do Botafogo concordou com isso.

    Em resumo, assumem nacionalmente que são chorões. E que o chororô já é patrimônio do Botinha.

    L a m e n t á v e l !

    Espero que a Direção do Flamengo vire as costas para o Engenhão enquanto estiverem lá esses mesmos dirigentes porque pequenos e amadores. Até por que o Engenhão, que não é do Botafogo como esses minúsculos dirigentes querem fazer crer é uma concessão, exatamente como o Maracanã se encontra para a Odebrecht. E esse mesmo Engenhão dificilmente vai atrair publico salvo em jogos excepcionais. Outra fonte de prejuízo de um estádio que “nasceu sem o DNA para o futebol”.

    Grande abraço meu Irmão Muhlenberg. Parabéns pelos seus textos.

    SRN.

  • […] República Paz e Amor  (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); TweetEnviarDestaque Notícias […]

  • author avatar
    Roberto Fla 10 meses ago Responder

    Bravo!!!!

Deixe seu comentário