República Paz & Amor

Por favor, aguarde...

República Paz & Amor

Bonde do Fla amassa ônibus do Ceará.

Por | 29 de novembro de 2019
Número 7 Form1
19 Comments
  • author avatar
    urubu rei 4 dias ago Responder

    O VARmeiras trabalhou para com torcida única, pressionar o Flamengo. A armação saiu pela culatra. Foi a própria torcida quem desestabilizou a porcada !!..

    • author avatar
      Jorge Murtinho 1 hora ago Responder

      Fala, Urubu Rei.

      Verdade. O feitiço virou contra o feiticeiro. Até cadeira jogaram no gramado. E não escaparam do segundo baile no ano.

      Abração. SRN. Paz & Amor.

  • author avatar
    The Trooper 6 dias ago Responder

    Obrigado pela lembrança, Murtinho. Uma honra ser citado em um texto do melhor escritor rubro-negro, em empate técnico com o Muhlemberg.

    Mas sejamos justos, eu também disse que ganharíamos a Libertadores. rs

    Grande abraço a todos, até aos meus ferrenhos, agressivos e divertidos opositores.

    Um ano inesquecível, único e todos vcs fizeram parte disso. E os “melhores momentos” do Murtinho estarão registrados para a história, para quem quiser reviver cada momento desse ano mágico com riqueza de detalhes.

    Imagina se alguém tivesse feito isso quando não havia câmeras para registrar hein Murtinho.

    Parabéns pelo trabalho. Tens uma preciosidade nas mãos.

    Saudações, maior torcida da Terra.

    • author avatar
      Jorge Murtinho 1 hora ago Responder

      Fala, Trooper.

      Cara, a sua previsão não saía da minha cabeça. Volta e meia eu pensava: e não é que o sacana vai acertar?

      Obrigado pela força de sempre em relação ao trabalho aqui no blog. Deu uma canseira da porra, mas valeu a pena.

      Abração. SRN. Paz & Amor.

  • author avatar
    Passos 6 dias ago Responder

    Caros, escrevo diretamente do túmulo do samba, inconsolável com a absurda decisão da torcida única no domingo. Embora subscreva integralmente a opinião do Chacal, minha vontade depois dessa inacreditável decisão marota cum atestado de incompetência, era simplesmente mandar todos (CBF, Polícia Militar, Ministério Público, Palmeiras, Mano e quejandos) para aquele lugar e fazer como o Arnesto, sem deixar nem recado na porta.

    • author avatar
      Jorge Murtinho 1 hora ago Responder

      Fala, Passos.

      Era jogo pra fazer a alegria da imensa torcida rubro-negra que vive em São Paulo.

      Coisas do Brasil e do futebol brasileiro.

      Abração. SRN. Paz & Amor.

  • author avatar
    Marcos 6 dias ago Responder

    Acho que a dose de otimismo é muito pessoal Murtinho. Embora esse time aí esteja sobrando há algum tempo, a gente sabe que futebol nem sempre é previsível. Tá admoestado por não ter levado tanto fé assim hehe

    SRN

    • author avatar
      Jorge Murtinho 1 hora ago Responder

      Fala, Marcos.

      Pois é.

      Confesso que Libertadores e Brasileiro juntos – no mesmo fim de semana! – pra mim era um sonho impossível.

      A admoestação é justa.

      Abração. SRN. Paz & Amor.

  • author avatar
    Flavio Tanaka 6 dias ago Responder

    Eu assiti apenas os 30 minutos iniciais do jogo Liverpool x Napoli então nem posso dizer que sei como eles jogam, mas algumas observações que pude tirar foram:

    1) O ataque é perigoso, salah pela direita, firmino ao centro e mané pela esquerda.
    2) Os três atacantes pressionam muito a saída de bola dos zagueiros.
    3) Os zagueiros e meio campistas gostam de explorar a velocidade de salah e mané com passes longos, os extremos jogam nas costas dos laterais ou infiltrando em diagonal para o meio.
    4) O liverpool pareceu se recomper melhor pela direita, na lateral equerda o ataque do napoli fez umas duas ou três ultrapassagens e chegaram facil ao lado da área. Rafinha e Everton podem explorar isso.
    5) A dupla de zaga me pareceu firme pelo alto mas um tanto lentos, bruno henrique pode ser uma boa alternativa entre eles.
    6) Fabinho pode fazer falta, após a saída dele o miolo inglês deixou espaços entre o meio e a zaga.

  • author avatar
    Rasiko 6 dias ago Responder

    Jorge, você, como sempre, generoso e elegante. O “arame liso”, na verdade, perdurou até o Abel, com o time sendo o reflexo do seu treinador que declarava em alto e bom som que perder pro Inter era normal.

    Vi o 1º tempo de Liverpool x Napoli e eles não me assustaram nem um pouco. Nada demais. Estilo parecido com o nosso. E entre Mané,, Firmino e Salah, prefiro BHenrique, Gabigols, Everton Ribeiro e Arrascaeta. Basta não entrar tão nervosos como foi contra o River, onde Rafinha e Filipe Luís, principalmente, deixaram muito a desejar, embora todos tenham jogado muito abaixo do que podem.

    De todas as especulações dos “especialista” – cada um pior que o outro – sobre o destino do JJ a única que vale é… nenhuma. Não me parece que vá embora, não agora. Ele gosta de desafios e não tem desafio maior no momento do que enfileirar 3 Brasileiros e 3 Libertadores em sequência. Desconfio que a permanência do Gabriel está atrelada à do Mister. Ele tem consciência da sua importância e da idolatria a que faz jus. É impressionante que isso esteja acontecendo levando-se em consideração que ele comanda um time estrelado, mas o sol é ele. Quanto ao Gabriel, não é muito diferente. Duvido que alcance em qualquer outro clube, incluindo os tops da Europa, o nível de identificação que tem com a torcida do Flamengo. Que faça um contrato de 4/5 anos, fique mais 2 e, se for o caso, seja vendido por uma grana alta, ressarcindo o clube pelo investimento e atendendo sua vontade de voltar a jogar na Europa. Seria burrice trocar, agora, o certo pelo duvidoso.

    srn p&a

    • author avatar
      Jorge Murtinho 1 hora ago Responder

      Fala, Rasiko.

      Abel foi uma piada. Ainda bem que os caras do nosso departamento de Futebol conseguiram corrigir a tempo.

      Esse ano eu vi pouca coisa do futebol internacional. A empreitada em que me meti, aqui no blog, me consumia todo o tempo destinado ao futebol. Mais do que isso, era divórcio.

      Apesar do sucesso e do reconhecimento, também não acredito que Jorge Jesus arrume projeto mais empolgante do que manter a hegemonia rubro-negra. Só se for coisa de grana, porque aí o futebol brasileiro permanece em um nível abaixo. O time tem Bruno Henrique, Arrascaeta, Everton Ribeiro, Gabriel, e o ídolo é ele. Totalmente inédito. Quanto ao Gabriel, acho o de sempre: certamente o problema é muito menos ele, e muito mais coisa de empresário. Vamos ver se ele resiste.

      Abração. SRN. Paz & Amor.

  • author avatar
    Ricardo 7 dias ago Responder

    Jogar contra o imbecil do Felipe Melo de cabeça quente é tudo o que o Flamengo não precisa.
    Tudo o que resta para os suínos é tentar vencer esse jogo….
    Temos mais o que fazer, já batemos recordes de montão.

    • author avatar
      Jorge Murtinho 2 horas ago Responder

      Pois é, Ricardo.

      Meu pensamento caminhou exatamente nessa linha.

      Abração. SRN. Paz & Amor.

  • author avatar

    Aconteceu um treco que me deixa louco de raiva.
    Na hora de apertar o ^enviar^ aperto o botão errado e tudo se apaga.

    Fico louco de ser obrigado a repetir tudo.
    Em assim sendo, vou sintetizar.
    Quanto ao jogo contra o Ceará
    1 – adversário fraquíssimo.
    2 – cansaço de viagens e de mais do que justas comemorações.
    3 – verdadeiro show de bola.

    Quanto ao próximo jogo
    1 – jogar contra o Palmeiras com os reservas pode parecer que estamos fugindo da raia.
    2 – ainda por cima que, ontem, os adversários pouparam os seus pincipais jogadores, tendo o técnico afirmado que o jogo pra valer seria aquele contra o campeão.
    3 – como o JJ é, além do mais, um mágico, o que ele fizer estará certo.

    Alegres SRN
    FLAMENGO SEMPRE

    PS – afirmei, como escrevi aqui mesmo, por várias e várias vezes, que JÁ éramos campeões com sete a oito rodadas de antecipação.

    PS 2 – já no tocante à Libertadores, pelo contrário, afirmei que seria um jogo dificílimo, como foi. Time algum fica perdendo até os 88 minutos por querer.

    PS 3 – em havendo o confronto contra o Liverpool (a dúvida do Chacal contraria a lógica mas pode acontecer), será um jogo ainda mais difícil e imprevisível o resultado.

    • author avatar
      Jorge Murtinho 2 horas ago Responder

      Meu querido Carlos Moraes.

      1) Liga não, acontece até com o pessoal de TI. Mas que é chato, é.

      2) Quanto ao jogo com o Ceará: conforme o Xisto sempre pregou, o Flamengo está esmagando. A questão é que o time de Jorge Jesus não tem esmagado só os pequenos. Passou na frente, é atropelado. Nunca tinha visto isso.

      3) Jogo com o Palmeiras: como assim, fugindo da raia? O time é campeão da Libertadores, ganha o Brasileiro com quatro rodadas de antecedência, abre quinze pontos de vantagem, tem todos esses recordes aí, e vai ser acusado de fugir da raia? Pior que isso só o Sport, dizendo que o Flamengo teve medo de enfrentá-lo em 87.

      4) Sim, há muito tempo você atravessou a faixa no peito. Parabéns.

      5) Jogo fácil na decisão da libertadores? Não existe, né?

      Abração. SRN. Paz & Amor.

  • author avatar
    Flavio Tanaka 7 dias ago Responder

    Eu não fui tão otimista quanto o visionário The Trooper mas eu cravei no início de outubro que , pasando bem aqueles 4 jogos (2 fora de casa), iríamos garantir o caneco. E que o palmeiras não teria gás para manter o ritmo.

    • author avatar
      Jorge Murtinho 2 horas ago Responder

      Fala, Flavio.

      O que mais me preocupava era o fato de estarmos nos dedicando a três competições, e querendo brigar pelo título das três. Não me lembro de ter escrito isso aqui, mas quando fomos eliminados da Copa do Brasil, cheguei a comentar com minha mulher que não achava ruim de todo. E outra: eu realmente não acreditava na dupla conquista (Libertadores e Brasileiro). Nunca tinha acontecido, devido à pressão e ao desgaste, e essa história de Santos é papo furado. Foi Taça Brasil, um torneio muito menor do que o Brasileiro, com cinco ou seis jogos no máximo.

      Só sei que foi lindo pra cacete.

      Abração. SRN. Paz & Amor.

  • author avatar
    chacal 7 dias ago Responder

    caro murtinho,

    vc está se igualando aos treinadores citados no seu texto.
    ficar com medo de colocar o time titular ….
    ainda tem muita coisa para ser conquistada nessas três últimas rodadas.

    quero maior numero de vitórias ,gols,invencibilidade e por ai vai….
    penso igual ão JJ.
    nada menos que tudo.
    time tem que chegar com tudo no mundial e essa história de poupar jogador é furada meu caro.
    chegamos até aqui com essa tocada e penso que o melhor é dar continuidade .

    falei que iriamos conquistar a libertadores e muita gente duvidou,mas vou além….
    mundial vai ser nosso,só não sei se o liverpool vai ser vice de novo.

    SRN !

    • author avatar
      Jorge Murtinho 2 horas ago Responder

      Fala, Chacal.

      Acho que não.

      Entre os tantos problemas dos nossos treinadores, a decisão a respeito de poupar ou não poupar é o menor deles, além de ser algo que – defendi isso aqui na ocasião da saída do Abel – não deveria ser decidido unicamente pelo técnico. Os treinadores brasileiros são atrasados, medrosos, teimosos e arrogantes. Poupar ou não poupar é outro papo, e tem a ver com a dificuldade em se montar elencos mais equilibrados.

      Vou repetir: não acho que jogadores tenham que ser poupados porque são uns coitadinhos, porque devem participar de apenas vinte jogos por ano, porque merecem ser tratados como crianças criadas pela avó à base de leite com pera. Ocorre que futebol é um esporte em que há choques, as chegadas pesadas fazem parte do jogo e, mesmo com esses objetivos que você citou e que merecem ser perseguidos – isso fica para a história -, brigar por títulos continua sendo mais importante.

      Na minha avaliação, não faz sentido arriscar perder um atacante – como, por exemplo, o Bruno Henrique – no Mundial, para ter o ataque mais positivo desde 2006. E, pra mim, o jogo com o Palmeiras poderia se tornar um jogo de risco.

      Não acredito em poupar como faz Renato Gaúcho – embora sejamos forçados a reconhecer que isto valeu a ele um título e duas semifinais de Libertadores -, acredito em critério e equilíbrio.

      Eu e você pensamos de modo diferente. Faz parte do futebol.

      Abração. SRN. Paz & Amor.

Deixe seu comentário