República Paz & Amor

Por favor, aguarde...

República Paz & Amor

Acabou a Mamata

Por | 27 de fevereiro de 2020
capamamata
27 Comments
  • author avatar
    mauro 4 meses ago Responder

    ja deve ter perdido TETA na lei Rouanet, vai acabar perdendo patrocinadores e leitores. Apesar de ser seu fã , nos comentarios futebolisticos, vc vai muito mal colocando politica no meio, chamando muitos de seus leitores de imbecis. 2022 logo chega, terá a chance de colocar no poder os comprovamente corruptos novamente., ja que é isso que vc esta semeando.

    • author avatar
      Muhlenberg 4 meses ago Responder

      Não chamo muitos leitores de imbecis. Chamo voce de imbecil, porque é isso que voce é. Aliás, um imbecil com péssimo carater. Continue passando seus recibinhos, retardado, eles muito me divertem.

  • author avatar
    Marcos 5 meses ago Responder

    Isso aí Arthur, e a era de aço e opressão tá só começando. Ajeitemo-nos em nossas poltronas e arquibancadas para apreciar o espetáculo

    SRN

  • author avatar
    Carlos Moraes 5 meses ago Responder

    Continuo querendo decifrar o MISTERio.

    JJ foi um técnico vitorioso em Portugal, não há dúvidas.
    O futebol português evoluiu muito, mas-por-em-contudo-todavia graças aos seus principais jogadores, que jogam fora do país.
    Benfica, em especial, lá atrás, e Porto já chegaram a dominar a Europa, atualmente nem conseguem prosseguir na Liga Europa, como vimos ainda esta semana, quando todos os principais times lusitanos foram eliminados ainda na fase de 16 de finais.
    Em assim sendo, na era JJ no futebol português, este era apenas um participante, nada mais.

    Por outro lado, os técnicos mais famosos do país brilhavam no continente europeu, à frente José Mourinho, que até mesmo com o Porto ganhou um Mundial.
    Não se compara, por exemplo, o êxito dos portugueses com os dos brasileiros. Seria mais um 7 x 1 ou placar ainda mais elevado.
    E o JJ … fora da brincadeira.

    MISTERio profundo !!!!!

    SRN
    FLAMENGO SEMPRE

    • author avatar
      Rafael 5 meses ago Responder

      A vida é puro mistério. Quase tudo escapa à razão. Jorge Jesus e Flamengo foram feitos um para o outro, mas só isso não bastaria. O encontro aconteceu no momento exato, reunindo um grupo de jogadores que entendeu, junto com o chefe, a dimensão transcendente de vestir o manto sagrado e entrar para a história do Flamengo.

  • author avatar
    Aureo Rocha 5 meses ago Responder

    O Arthur anda muito sinistro. Artigo impagável.

    Como eu havia previsto, o Del Valle, no Maracanã, não passou de um suco açucarado cheio de conservantes, ou seja, uma boa merda. Pode endurecer o jogo somente lá no cume do seu morro.
    Toca muito a bola, mas com pouca objetividade, como a maioria dos times brasileiros que procuram copiar o estilo de jogo do Mister Flamengo.
    Não me traz medo na Libertadores.

    Quanto ao mais, “make mamata great again.”

    SRN!

  • author avatar
    Marcelo Dunlop 5 meses ago Responder

    Tenho para mim uma tese que o problema do Vitinho é ortográfico. O nome de batismo da fera é Victor, e na camisa resolveu meter um Vitinho, sem o C. É este C que, ignorado e morando no limbo, fica devorando seu gás e o assombrando – afinal, as letras têm energia, como dizem os Gracie e aquele numerólogo amigo da Sandra de Sá e do Jorge Benjor.

    ViCtinho já! Seu futebol há de melhorar.

    • author avatar
      Pedro Rocha 5 meses ago Responder

      O Senhor Victor é uma das melhores notícias rubro-negras. O homem acordou pra vida. Na verdade já no jogo contra o Liverpool deu umas entortadas nos zagueiros ingleses. Corre sangue nas veias do Senhor Victor. Será muito útil no Campeonato Brasileiro.

      • author avatar
        The Trooper 5 meses ago Responder

        O sr. Vitor, tendo acabado de entrar na partida, voltou trotando após o Flamengo perder a bola no ataque, em vez de dar combate ao adversário que estava ao lado dele, possibilitando assim o contra-ataque que gerou o gol do Liverpool.

        Ele está entrando bem mesmo nos jogos esse ano, mas taticamente ainda é um jogador que se desliga da partida em momentos importantes. Lembra o Arão na era pré-Jesus. Mas Jesus parece estar salvando mais um.

  • author avatar
    Xisto Beldroegas 5 meses ago Responder

    Pelo andar da carruagem a gente nunca vai conseguir um parâmetro pra saber se o Flamengo está realmente muito bom, porque todos os adversários que enfrentamos até agora depois de devidamente derrotados foram classificados como fracos, esse independientes aí meio sobre o genérico dizem foi o melhorzinho, tomara que o ramerrão continue quando enfrentarmos o River, o Boca, o Independiente, o Grêmio e que tais, “também com esses adversários vantagem nenhuma”. Tomara.

    • author avatar
      Dunlop 5 meses ago Responder

      Eu creio que a Libertadores é oto patamá. O Tri será muito complicado, ainda mais com esses árbitros.

  • author avatar
    Rasiko 5 meses ago Responder

    O que impressiona nesse time é a confiança que tem nele mesmo e como passa essa confiança pro torcedor. Pode levar um gol, mas não rola nenhuma dúvida de que vai, no mínimo, empatar. Pode ter jogador expulso que atrapalha mas não desmonta; o nível de concentração e entrega, além da qualidade técnica, supera. Todo mundo (imprensa, “comentaristas”) enaltece BHenrique, Gabigol e Gérson (que baita jogador!), mas temos 2 laterais que vou te contar! E, tudo indica, o Mister recuperou mais um: é a 3ª partida seguida que o Vitinho entra e esculacha a defesa duzinimigo, sendo decisivo. Impressiona também a rapidez como o JJ consegue resolver problemas – encaixe Gustavo Henrique/Léo Pereira, que só vacilaram uma vez, mas com um bom propósito: não deixar o Diego Alves dormir. Partidaça do Thiago Maia, que não demorou nada pra se recuperar da desculpável perebice do 1º jogo e mostrar a que veio. Arão suspenso? Tem pobrema, não. BHenrique tá dodói? Vitinho e Michael batem par ou ímpar. E o Pedro Rocha nem apitou na curva ainda. Nunca fiz parte da turma do oba-oba, mas tá difícil segurar. Além da máquina azeitada em que o time se transformou, a tendência é evoluir – tá só no comecinho – e a concorrência é bem fraca.

    PS-Num outro comentário escrevi que os jogadores do Flamengo teriam que aumentar a carga nos exercícios de musculação – essas taças são pesadas. Arthur deve ter lido e, pra disfarçar o plágio, superou o original, o que não surpreende.

    srn p&a

  • author avatar
    Alexandre 5 meses ago Responder

    E o socialista esquerdopata tinha de deixar o resultado de todos que lhe é oriundo. Defecou suas teorias de que nada sabe mas que tudo perdeu. Estão todas descontroladas.

    • author avatar
      Fred 5 meses ago Responder

      Aturamos 15 anos de pt, essa quadrilha de merda (aliás a prisão em 2a instância avança no congresso. Chorem viuvas do cachaça). Agora com um governo duro como o brasil tem de ter, reclamam o tempo todo. Lamento. Em 2022 tem reeleição!!

    • author avatar
      Rasiko 5 meses ago Responder

      A patologia está na identificação tanto à esquerda como à direita. A menos que só um lado do cérebro funcione, o que é mais do que provável em se tratando de defensores do indefensável por ignorância convicta e que pode se tornar irreversível. Mas ainda dá tempo.

  • author avatar
    The Trooper 5 meses ago Responder

    Atuações pornográficas de Gabigol (para choro e ranger de dentes do Chacal), Rafinha e, o melhor de todos, Gerson.

    Que time sensacional.

    Vida longa a essa máquina maravilhosa de gols e títulos.

  • author avatar
    chacal 5 meses ago Responder

    o jogo foi durissimo pro flamengo ,o placar de 3 x 0 pode até dar a impressão que foi fácil,mas não foi,antes mesmo da expulsão do arão o time equatoriano estava jogando pra cima do mengão.
    flamengo fez o primeiro gol,mas não deu nem pra comemorar pq os caras vinham com tudo pra cima de nóis….
    foi sufoco o tempo todo.
    somente no segundo gol que deu pra relaxar e comemorar….ufa !

    meus destaques.

    Diego alves = fez uma defesa monstruosa,se sai o gol naquela hora poderiamos estar sendo zuado pelos arco-iris
    Gustavo henrique = foi um paredão na defesa
    Gerson = que homem
    vitinho = parece ter recuperado seu melhor futebol
    gabigol = jogou sua melhor partida pelo flamengo(não esqueci a final da libertadores,jogou melhor que esse jogo ontem) estava impossivel.

    ficou devendo ontem…

    arrascaeta,esse ano ainda não começou pro nosso craque.

    SRN !

  • author avatar
    Carlos Moraes 5 meses ago Responder

    Como bem disse o nosso Grão Mestre o ano futebolístico do Flamengo só irá começar no dia que se segue ao Natal.

    Até aqui, tudo facinho-facinho.

    Esse tal time do Suco, que até é menos pior do que imaginava, só tem UM título na vida, exatamente o que acabou por credenciá-lo a disputar a Recopa. Nenhum do seu país, ao menos. E olha que se trata do Equador …

    Carioca atualmente não conta, Super e Recopa são caça-níqueis sem vergonha.
    Em assim sendo, lá em Barranquilla, contra o Junior, vamos para o jogo inaugural.

    Bola pra frente, mesmo que os de trás estejam muito longe.

    SRN
    FLAMENGO SEMPRE

  • author avatar
    VAGNER BSB-SSA 5 meses ago Responder

    O que vale são os números??

    Mais uma taça pra galeria e mais um “tabu” (que a torcida arco-íris fica procurando para dizer que o Flamengo não tem) quebrado em relação a títulos internacionais vencidos DENTRO do Maracanã.
    Só que o mais importante do jogo de ontem nem foi o resultado e a taça que vai ficar rodeada de várias outras taças lá na Gávea.
    O mais importante ontem foi ver como o Flamengo do Mister Jorge Jesus consegue se manter concentrado e sabendo o que pode fazer dentro dos jogos quando fica com 1 jogador a menos durante tanto tempo de partida e, principalmente, contra um time que sabe tocar a bola.

    Disciplina tática irretocável e adesão de novas peças interessantes para o nosso elenco.
    Thiago Maia, que havia feito um jogo trágico contra o Boavista, fez uma partidaça ontem na marcação e na saída de bola (quando foi possível). Conseguiu apagar a primeira péssima impressão que deixou no último sábado ao conseguir ajudar o time a neutralizar o Del Valle por quase 70 minutos com 1 jogador a menos.

    Da mesma forma, tivemos atuações muito melhores que as do último sábado da nossa dupla de zaga. Gustavo Henrique e Léo Pereira não cometeram nenhum erro de posicionamento ou recomposição, o que mostra que os treinamentos do Mister já estão sendo bem assimilados por todos os jogadores. Muito bom ver que a galera consegue se manter focada e sabendo o que fazer quando retomava a bola.

    Tanto foi assim que os equatorianos só conseguiram ter uma chance claro no 2º tempo e por causa de um erro de passe que virou acerto, já que a marcação estava totalmente encaixada e o jogador do Del Valle só teve a chance de gol porque a bola chegou sem querer no companheiro.
    Fora isso, os caras simplesmente não conseguiram incomodar o Mengão. E o nosso time teve o ímpeto e a disposição tática para conseguir contra-atacar com qualidade e aumentar o placar do jogo. Nesse ponto, devemos dar todos os parabéns para o Gabigol. Fez uma partida primorosa na recomposição, ao segurar a bola no pivô e ao atacar para decidir as jogadas. Quase fez um gol sozinho no 1º tempo e fez toda a jogada do 2º gol no início do 2º tempo. Ou seja, resolveu o jogo no ataque depois que ficamos em inferioridade numérica.

    A capacidade de entendimento do time em relação às dificuldades de cada jogo é impressionante. Uma hora na altitude; outra com inferioridade numérica e, outras tantas, quando os jogos ficam complicados e é preciso fazer algo diferente para levar os 3 pontos ou a classificação pra casa.

    O time do Mister Jorge Jesus está realmente de parabéns. Está conseguindo aliar tudo aquilo que exigimos dos jogadores (raça, disposição e luta) com aquilo que nós esperamos que eles tenham a mostrar na parte técnica e tática.
    E isso acaba se tornando uma mistura interessante de time raçudo, cascudo e que consegue se manter vivo até o final para que sua técnica prevalece sobre o adversário.

    Libertadores está chegando e é a primeira vez que eu sinto que o time vai conseguir passar da fase de grupos com tranquilidade, mesmo tendo adversários relativamente fortes para enfrentar. Pois o Flamengo de 2020 já mostrou que na teoria e na prática é o time a ser batido tanto no Brasil quanto no continente. Vamos ver se alguém consegue…

    SRN a todos!!

  • author avatar

    Falou (escreveu tudo) o homem! Como não curtir? E obrigado sobre a informação do insta do JJ, aqueceu esse coração alienado que tenta colocar as coisas em prateleiras diferetes! Valeu SRN

  • author avatar
    Pedro Rocha 5 meses ago Responder

    Gênio!
    Esperando os lambe-botas do miliciano chegarem aqui chorando.
    Mas, ao que interessa:
    Viva o Mengão!
    SRN

  • author avatar
    Will 5 meses ago Responder

    Concordo plenamente, Arthur.
    O Tri na Libertadores deve ser 150% prioridade.
    Mas, no percurso, sigamos em frente, coletando troféus e cifrões ($$$).

  • author avatar

    Flamengo com JJ tem mais títulos que derrota.
    5 TÍTULOS
    4 DERROTAS

  • author avatar
    Jorjão Lopes 5 meses ago Responder

    SRN! Tenho um amigo mineiro que se chama Vasco, torce pro Cruzeiro e diz que o Atlético foi roubado no Serra Dourada, o Sport foi campeão em 87, viu a Flalemanha meter 7 no Felipão e diz que o canal 100 só falava bem do Flamengo! Olha como incomodamos Arthur!

  • author avatar

    Se fosse um outro técnico, com menos um e ganhando de 1 X 0 teria recuado o time pra tentar garantir o resultado, mas não estamos falando de nenhum trenero gaúcho de mierda, não a toa ele é chamado de *Mister*!
    Aprendam homens de pouca fé!
    SRN

    • author avatar
      The Trooper 5 meses ago Responder

      Se fosse um técnico gaúcho à frente do Flamengo, sequer estaríamos disputando a Recopa.

      Provavelmente estaríamos gritando “queremos raça” em alguma rodada inicial de Copa do Brasil.

  • author avatar
    Lucio Soares 5 meses ago Responder

    Também concordo que devemos comemorar mais essa conquista.

    Em especial, no Maracanã, e por ser sim ! um campeonato internacional.

    Impressionante a seriedade, além de nossa competência técnica, como sabemos nos impor em campo.

    Creio que ainda iremos celebrar muito nossas vitórias, e levantar muitas taças.

    Que seja eterno enquanto dure !!!

    Sempre ! Sempre Flamengo

Deixe seu comentário