República Paz & Amor

Por favor, aguarde...

República Paz & Amor

A Descoberta

Por | 15 de julho de 2019
6372b03fc7eb695b042d23c02d2014ae
30 Comments
  • author avatar
    Bernardo Knabben 1 mês ago Responder

    Arrhur! Se a pegada continuar assim acho melhor sair do Maraca e ir direto redigir esses textos top e postar no RPA!!! Passei o domingo agoniado e boa parte da segunda aguardando!!! Saudaçoes de um tricolo iludido!! Kkkk

  • author avatar
    Xisto Beldroegas 1 mês ago Responder

    Foi realmente de impressionar, um gol dando fome para correr atrás do outro, coisa que há muito não se via por aqui. Agora é a continuidade, não invencibilidades enganosas, é só lembrar que, salvo erro grave, já que já não tenho saco pra estatísticas, o Flamengo já há algum tempo perde pouco, ou seja, ganha muito, mas ganha errado, não ganha as chamadas decisivas. Vide ano passado. Vitórias interessam sempre, mas em seu devido lugar são as que dão títulos.

  • author avatar
    Carlos Moraes 1 mês ago Responder

    Estou mesmo ficando velho demais.
    Estava certo que já tinha comentado.
    Abri, de novo, para ver se já saíra a publicação e ler os outros comentários, dando-me conta de que não me manifestara.

    Show de bola !
    Arrascaeta em manhã genial !
    Tirando a super mancada do Rodrigo Caio, uma exibição perfeita.

    Em tudo estou de acordo com o Grão Mestre.
    1) SURPRESA – não esperava, mesmo. Meu placar seria apenas de uns dois a zero.
    2),MINHA OPINIÃO – jogamos, sim, à européia. Disto, não tenho a menor dúvida. Há muito venho chamando a atenção para a diferença de intensidade no futebol que se pratica por lá. Fpoo exatamente o que, em tão pouco tempo, o JJ conseguiu impor aos nossos jogadores. ^Os caras jogare(a)m como nunca jogaram^.
    3) IMBATÍVEL – não existe time que seja imbatível, da mesma forma que não existe cantor lírico que não dê uma desafinada. E assim por diante. Faz parte da vida. A beleza do espetáculo de ontem não é garantia de títulos, sequer de classificação agora na quarta-feira. Não importa. É preciso, sempre e sempre, louvar a beleza. Seja da nossa Claudinha, dos velhos tempos, seja do centro-gol do Arrascaeta.
    4) GOIÁS – de fato um adversário chegado ao fraquinho, embora fazendo, até ontem, uma campanha surpreendemente boa.
    Não é o que importa. Fosse um Barcelona da vida (no momento, deveria citar um dos times ingleses), mesmo que perdêssemos e jogássemos tão bem, daria no mesmo. O importante é o espetáculo.
    5) DIFERENTE – o Flamengo de ontem foi totalmente diferente, para melhor, mas certamente ^aomda não estamos prontos^.

    Entusiasmadas (afinal) SRN
    FLAMENGO SEMPRE

    • author avatar
      Carlos Moraes 1 mês ago Responder

      Como dizia o fabuloso EDVAN, o giz escorregou algumas vezes;
      Fpoo exatamente, significa Foi exatamente
      ^aomda não estamos prontos^ , esta é mais fácil de se deduzir, ^ainda …. ^

      • author avatar
        Rasiko 1 mês ago Responder

        Meu querido amigo, “velho demais” é redundância – ser velho já é demais :)

        E, como me disse um saddhu de tanga enquanto fumávamos um bongo entupido de haxixe no sopé do Himalaia, “nunca estaremos prontos, a evolução não tem limite; mas sempre estamos prontos, a caminhada não pode parar.” :)

        srn p&a

        • author avatar
          Alessandro matos 1 mês ago Responder

          Como é bom.ler esses dois grandes rubro-negros , Moraes e Rasiko, histórias e mais histórias .

          Como é bom. ser flamenguista e saber que tem uma nação que ama e segue religiosamente o Flamengo, seja na terra seja no mar, assim como o Carlos Moraes , Rasiko e eu.

          • author avatar
            Alessandro matos 1 mês ago

            É chover no molhado falar do Arthur , escreve como se a alma rubro-negra estivesse na ponta da caneta, muito obrigado por sempre colocar esse amor ao apreço de todos.

            Como é bom ser flamenguista e saber que temos uma nação que ama o Flamengo, seja na terra seja no mar, seja em qualquer lugar, assim como o Arthur e eu.

          • author avatar
            Rasiko 1 mês ago

            É aí, Alessandro! Bom ver vc de volta, irmão. Grande abraço.

            srn p&a

  • author avatar
    chacal 1 mês ago Responder

    fala galera !

    arthur,só faltou falar que o arrascaeda estava em dia de galinho de quintino !

    SRN !

    • author avatar
      Fernando Amadeo 1 mês ago Responder

      Tomo a liberdade de me intrometer para dizer que o Arrasca estava 90% em dia de galinho! Para os 100% só faltou aquela cobrança de falta ter entrado na gaveta! SRN!

  • author avatar
    eduardo leao salles 1 mês ago Responder

    O bagulho é tão doido que vc escreveu, no sábado, um dia antes do jogo contra o Goiás, o seguinte :
    ” ……. não espero mais por nenhum show de bola. Claro que ganhar dos goiano em casa é obrigação. Mas pode ser de pouquinho com gol feio que vou entender. “.
    Vc, eu e os 65 mil no Maracanã não esperávamos tanto, mas agora é continuar acreditando, dando força porque ISTO AQUI É FLAMENGO !!!!!!

  • author avatar
    Fernando Amadeo 1 mês ago Responder

    Quando deixei o Maraca ontem, pensei que não veria algo igual, pelo menos até o próximo jogo! Mas, eis que o genial Muhlenberg brinda a Nação com texto tão Flamengo quanto o Flamengo que voltou a ser Flamengo! De arrepiar: Flamengo, Flamengo e Muhlenberg, que nunca deixa de ser Muhlenberg! Aliás, para ser justo: RP&A, que nunca deixa de ser RP&A! SRN!

    • author avatar
      Carlos Moraes 1 mês ago Responder

      Cinco linhas.

      Suficientes para um comentário perfeito.

  • author avatar
    The Trooper 1 mês ago Responder

    Gostei da parte que diz que não se trata simplesmente de ganhar ou perder, e que não seremos imbatíveis.

    É exatamente isso.

    O Barcelona não ganha tudo, muito pelo contrário. A final da Champions esse ano foi Ajax x Tottenham. Porém, eu duvido que, podendo escolher, qualquer pessoa em sã consciência preferirá ver o Tottenham jogar ao Barcelona.

    É aí que reside a verdadeira grandeza. É com encantamento que os times viram lendas, não apenas com vitórias. Vide nossa seleção de 82. Nunca a de 94 será maior, mais importante, ou terá mais lugar na memória afetiva de quem viu ou no imaginário de quem não viu a de 82.

    Nós acostumamos à mediocridade de Joéis, pofexôres, Muricys, Abéis, Zés Ricardo, e esquecemos que, pra ganhar, antes de qualquer coisa é necessário querer ganhar. Vários dos supracitados aí jogavam para empatar e consideravam normal perder.

    Que tenhamos maturidade para entender, por exemplo, que Rodrigo Caio e Léo Duarte nunca – repito NUNCA – jogaram com sua linha de defesa tão alta e vão errar, como errou ontem o RC. Repare que ele achava que estava perto da área, quando viu que estava quase no meio-campo e não dava pra recuar a bola, hesitou e errou. Por sua vez, Diego Alves tava plantadão lá embaixo da trave. Não pode, vai ter que ser líbero, jogar adiantado.

    E perderemos jogos jogando assim, com zagueiro falhando, tomando bolas nas costas. E daí? Não perdíamos antes também, jogando covardemente retrancado igual time pequeno?

    A coragem de partir pro jogo aberto, de trocação, contra nosso algoz paranaense na estreia e a escalação de ontem, sem Cuellar e sem os laterais que teoricamente são melhores defensores, e já indicava a sede ofensiva que um time superior tem sempre que ter em jogos contra times menores dentro de sua casa, são sinais claros de que muitas goleadas a nosso favor ainda virão. E com elas, muitos riscos defensivos.

    Que bom. Isso significa que teremos muitos grandes jogos do Mengão.

    Enfim.

    • author avatar
      Carlos Moraes 1 mês ago Responder

      The Trooper.

      do ponto de vista político, muito discordamos.

      Quanto ao futebol, até pelo contrário.

      Por isso mesmo, não entendi.
      Ajax x Tottenham na final da Champions (Int.)

      • author avatar
        The Trooper 1 mês ago Responder

        Leia-se Liverpool. Não muda muito a ideia, embora os times do Klopp também sejam sempre fantásticos.

        O que importa é: queremos ver bom futebol, não essa vergonha que se faz nos campos do Brasil, incluindo o Flamengo.

        • author avatar
          Carlos Moraes 1 mês ago Responder

          É exatamente isto.

          Queremos bom futebol, que tanto amamos.

          Quem sabe o bom portuga possa revolucionar a total mediocridade vigente no Brasileirão.

  • author avatar
    João Fillipi Araújo Martins 1 mês ago Responder

    Texto maravilhoso. Arthur seria considerado um homem perfeito, não fosse a opção política. Mas é como dizem, “ninguém é perfeito”.
    Abraços.

  • author avatar
    Rasiko 1 mês ago Responder

    Voltei aos tempos de menino, morri de rir com o JJ na beira do campo raramente se dando conta de ter ultrapassado a linha da área técnica, me empolguei como nunca e a palavra “milagre” ficou espoucando em flashs luminosos na minha tela mental. Até me dei ao luxo de ir além da cota habitual de uma cerveja e abri a segunda. Voltei bêbado pra casa pensando no Gabriel e na convicção que sempre tive de que mais dia menos dia ele iria confirmar a confiança inabalável no espetacular jogador que ele é.

    Quem tem JJ não precisa de Guardiola.

    srn p&a

  • author avatar
    João Neto 1 mês ago Responder

    A mensagem do novo treinador é clara: Não há titularidade. A começar pelo setor de meio-campo, a disputa será frenética. Novos contratados e os garotos da base irão disputar em igualdade de condições a possibilidade de iniciar os jogos. A manutenção, pelos novos tempos, vai depender de desempenho e o estudo de jogo do adversário. É o fim da acomodação, dos grupinhos de caciques e das conversinhas de vestiário. Nova mentalidade e obediência.

    Apesar dos erros defensivos a serem corrigidos. E não são poucos, a atuação foi impecável. O que a torcida sempre exigiu era a intensividade de jogo. Ontem ela se satisfez. A superioridade física e técnica foi gritante. Parecia que estava vendo o Liverpool ou o Manchester City, tamanha a disposição.

    Independente dos fatores, há tempos não se via um desempenho de respeito. Conforme venho observado, o treinador vai mudar parte desse elenco. Incorporar o seu estilo de jogo requer ótimo condicionamento físico e consciência tática. Acho excelente. Barrações hão de vim. Faz parte da evolução de desempenho.

    O Clube acima de tudo.

    SRN

  • author avatar
    Mauricio Carrilho 1 mês ago Responder

    Maravilha!

  • author avatar
    Lucas Almeida 1 mês ago Responder

    Você é espetacular escrevendo !!!

  • author avatar
    Marcos 1 mês ago Responder

    45 do segundo tempo e o Flamengo criou, até os 48, umas 4 ou 5 chances claras de gol.
    Não sou nenhum baluarte rubro Negro, mas em toda minha vida eu nunca vi o time jogar assim.
    Estou oficialmente iludido!

  • author avatar
    Marcus Hartfelder 1 mês ago Responder

    Como é bom ver o Flamengo ser simplesmente Flamengo, com toda a sua grandeza! Novos tempos virão e nos levarão a atualizar substancialmente a nossa já escassa de espaço Sala de Troféus com taças de porte bem mais interessantes que as atuais réplicas anuais das do carioqueta, atualizações estas que já nos deixam desinteressados por um “campeonato” que já poderia mudar seu nome para “Taça Flamengo”, uma vez que a chance de termos rivais é cada vez mais escassa.
    Como jogou bola o Arrascaeta… Será que as Marias ainda acham que nos ludibriaram e levaram uma grana altíssima por um jogador sem graça? Meu Cartola que o diga… Uma pena que as atuações reais do Flamengo sejam, normalmente, inversamente proporcionais à quantidade de bem-vestidos que escalo. Minha confiança estava abalada, mas já percebi que JJ veio para salvar inclusive meu desempenho no fantasy game. Tudo bem que há o imponderável, como o goleiro que tomou 6 no balaio ter pontuado melhor que o nosso DA, a quem lamentavelmente deleguei a minha meta virtual. Mas bola para a frente no Mengão real e na minha não muito promissora tentativa de ser técnico no sofá de casa.
    SRNs!

  • author avatar
    Luiz Gustavo 1 mês ago Responder

    Sensacional

  • author avatar
    Mário Verdi 1 mês ago Responder

    O Liverpool tá fodido !!!

    • author avatar
      Fernando Amadeo 1 mês ago Responder

      Brilhante! SRN!

  • author avatar
    Marlus 1 mês ago Responder

    Estive in loco, tirando o minervem e umas goleadas em cariocas lá nos anos 90, eu nunca tinha visto aquilo. O flamengo parecia tubarão depois da primeira dentada sobre a caça, mais e mais, e mais…

  • author avatar
    Giovane 1 mês ago Responder

    Genial, como sempre!!

Deixe seu comentário