República Paz & Amor

Por favor, aguarde...

República Paz & Amor

Vahlar Morghulis

Por | 4 de outubro de 2021
29 Comments
  • author avatar
    Tautz 2 meses ago Responder

    Certíssimo, Arthurzão. O fogo supostamente amigo tá com falta de comer ou dar pra alguém. Por isso fica procurando chifre em cavalo. Pior do oque a dor de cotovelo da arco-íris é essa falta do que fazer das linguarudas rubro-negras. Renato fez mal em responder esses cornos. Manda esses babacas procurar o que fazer em São Januário, Laranjeiras ou no Vazião. Lá eles se sentirão em casa.

  • author avatar
    Xisto Beldroegas 2 meses ago Responder

    Que me perdoem, eu mesmo já não me aguento mais, mas vou voltar a falar sobre nosso time alternativo, ou melhor, sobre alguns jogadores que quando entram com os titulares, jogam barbaridade, acho que eles são os assim chamados rabo de cometa, adoram ficar grudados em uma estrela. Aliás, compete ao Renight tentar dar luz própria a esses caras.

  • author avatar
    Doutrinador 2 meses ago Responder

    Não vejo qualquer razão para atear fogo às vestes pelo empate fora de casa sem 70% do time titular contra um dos melhores times do campeonato.

    Mas acho também que o Renato precisa ter um time alternativo melhor treinado, justamente em razão do calendário, que o obrigará a utilizar esse time várias vezes.

    Noves fora isso tudo, sim, a CBF é a principal culpada pelos pontos perdidos em datas FIFA, empatada com a diretoria do Flamengo que não gritou ANTES do campeonato começar.

    Saudações

  • author avatar
    Xisto Beldroegas 2 meses ago Responder

    Pra passar o tempo dou uma olhada no tal youtube, onde grassam (epa!) as maiores asnices que se produzem no laranjal/bananão, até as do nosso genocida estão lá e causam arrepios ( como colocaram um cara desses no poder?). De vez em quando deparamos com alguma coisa que preste, tudo bem, ninguém é tão imperfeito o tempo todo. Vejo ali o discurso do Renight, no fundo, no fundo, com permissão do escafandrista, o mesmo do Ceni, o chato. Aquele negócio de culpar o covil de bandidos, codinome CBF. Ora, Renight, por que você não vè o óbvio? É esse time que você tem que treinar? Falo do alternativo que não joga porra nenhuma quando fica entregue a sua própria sorte. Treina esses caras à exaustão, crie alguma coisa de futebol moderno, já não digo parecido com o dos titulares, mas algo que se possa achar de razoável. Parece que os caras só sabem jogar sob a sombra dos fora de série do primeiro time. Gostam de chutar cachorro morto. É isso aí, Renight, treine esses caras que é o que você tem nas mãos e pare de chorar o leite derramado. Em tempo: o Arrascaeta já está contundido, tomara que não seja coisa séria.

  • author avatar
    Henrique 2 meses ago Responder

    A lesao do Arrasca se deve em boa parte ao “tecnico” nosso, que manda um jogador voltando de contusao para um jogo sem muitas necessidades e o MANTEM no jogo 90 minutos.
    Um autentico burro e irresponsavel.
    Um que nao tem o campeonato como meta, e sim somente a Liberta.
    Inaceitavel.

  • author avatar
    Marcelo 2 meses ago Responder

    Arthur resumidamente:
    1- a parte física será o diferencial neste final de temporada;
    2- infelizmente ninguém no mundo possui reservas tão bons como os titulares;
    3- devemos parar de usar convocações e ou trairagens de chefes como discurso e focar no inlines;
    4- Para minha frustração, nosso Renight deveria criar mais alternativas nas adversidades e não o de sempre, encher o time de atacantes e achar que sem criação eh fácil fazer gols.
    5- Valeu.

  • author avatar
    Henrique 2 meses ago Responder

    Vendo o fantastico jogo Belgica x França constato que estavamos com o JJ nesse caminho.
    Futebol moderno, compactado, no qual todos jogam intensamente.

    Ai me lembro do Flamengo do Renato e chego a conclusao que esse nao aprendeu absolutamente nada, nesses anos todos, mesmo depois de ser humilhado por uma manita.

    Dessa pedra nunca vai sair nada. Leite menos ainda.

  • author avatar
    Henrique 2 meses ago Responder

    De novo um pessimo jogo. De novo um no qual fomos acuados.
    O empate foi mais que justo, diga-se de passagem. Nem sei como fizemos o gol.

    O Remanita tem como desculpa que faltam os melhores. Sem duvida. Faltam aqueles que até comigo como tecnico dariam certo.

    Eh justamente com os nao-tao-bons que ele deveria trabalhar dobrado. Enfim nao sao perebas de marca maior e sim, jogadores medianos e bonzinhos (em momentos raros).

    Vendo o Bragantino jogar modernamente, com a maioria de jogadores nao de classe A, nos reduzindo a meros assistentes, a falta de um sistema tatico da nossa parte fica evidente.
    Saida de bola inventada (faz pouco), cheia de horrores, linhas dispersas, jogadores sem saber o que fazer em campo, sem tarefa (para isso precisaria-se de um tecnico que fala com cada um, e nao sobre DVDs e contando piadas, mas sim o que o cara tera que cumprir em campo), errando tudo na nervosidade – enfim, estamos vendo jogo apos jogo isso acontecer.

    O resultado foi bom? Nao, foi ruim. O galo perdeu 2 pontos extremamente importantes e nos deixamos a ocasiao passar.

    O Arthur tem confiança no futuro nosso. Eu nao sei nao. Acho que estamos perdendo pontos faceis – a razao é por jogarmos muito inferior ao que o time poderia.

    Ontem, de novo, nao teve UM jogador que fez uma boa partida. O elogiado Vitinho fez 2 lançes – no jogo inteiro. No resto estava perdido. Nao vou nem falar de uma defesa ridicula, com um Caio ridiculo, muito abaixo do que sabe fazer.
    Assim nao da.

    Esse tecnico que eu nao quis, pode ir-se. Nao aporta nada de bom. Esta desmontando o time, como fizeram os outros 2, so que de sua forma. Aqui nao esta crescendo nada. O time nao melhorou em nada. Pior, esta piorando.

    Saku scheiu.

    SRN

    • author avatar
      Carlos Moraes 2 meses ago Responder

      Técnico de futeboll é uma profissão terrível.

      São elogiados, fazem cagadas. São criticados,brilham.

      Acabei de assistir a um bom jogo. Bélgica 2 x 3 França.
      O espanhol da Bélgica, o Roberto Martinez é tido como um técnico mais do que competente.
      O Didier Deschamps, da França, apesar de seus títulos mundiais (como jogador e como técnico), apenas um sortudo.

      Pois bem, o virou em 2 x 0 para a Bélgica, fácil, fácil.
      Os nossos analistas disseram categoricamente.
      Deschamps vai ter que fazer mudançaS, assim mesmo, no plural.
      Não fez sequer uma.

      Enquatno isso, sem que o Martinez NADA fizesse para acabar com a palhaçadinha, a Bélgica voltou diferente. Pegava a bola e ficava tocando, sem parar, na defesa, perigosamente.
      Até o comentarista da TNT observou o absurdo. O espanhol, nada.
      Levou oo merecido castigo.
      A França cresceu, os belgas continuaram a tocar bola na defesa e … 3 x 2 para os franceses.

      Tudo isso para dizer que, não é privilégio rubro-negro ter um treinador fraco, ou, como diz o Bill Gates, ou melhor, o Bill Duba,mais um
      “trenero gaucho de bosshta”.

  • author avatar
    Xisto Beldroegas 2 meses ago Responder

    Nosso alternativo empatou ontem com o Bragantino. Não jogamos porra nenhuma. Expliquem o fenômeno: esses mesmos caras quando jogam mesclados com os titulares jogam uma barbaridade, estou falando especificamente de Thiago Maia, Andreas Pereira, Mateusinho e outros que eu não me lembro, já que Renê e Léo Pereira não jogam nada em time nenhum. O Vitinho é vitinho também em qualquer time, ele é um caso neurológico, sofre de crises chamadas de pequeno mal, são as ausências neurológicas de quem é portador de um tipo da doença de Machado de Assis,Dostoiévski, o cara “desliga”, ontem ele não teve crise, jogou lúcido o tempo todo, não deve ter esquecido de tomar o seu remédio.

    • author avatar
      Doutrinador 2 meses ago Responder

      O elenco, apesar de excelente, tem 5 titulares para os quais não há substituto à altura: Diego Alves, Rodrigo Caio, Filipe Luís, Arrascaeta e Gabigol.

      Qualquer um desses 5 que não atue, o time tem um prejuízo considerável.

      Ontem jogamos sem 4 deles, contra um adversário forte, no campo deles, onde poucos conseguem sair com 3 pontos. Não é pouca coisa.

      Não há time no mundo que não sofra com os desfalques de 4 dos seus 5 titulares mais importantes.

      Dentro do contexto, o time não foi tão mal, inclusive teve chances para vencer o jogo e defensivamente não correu grandes riscos, com o Bragantino achando um gol num chute de longe de rara felicidade.

      Enfim, não vejo razão para atear fogo às vestes. Até porque nossos adversários pelo título, bem… rs Falo nada.

      Saudações

  • author avatar
    Xisto Beldroegas 2 meses ago Responder

    Eu não entendo o porquê desse baixo rendimento do chamado time alternativo do Flamengo, claro, a diferença quando comparado com os titulares é abissal, mas se comparado com os outros times, pelo menos no papel, a diferença é gritante para melhor. Será algum complexo não deslindado por Freud? O de vira-latas interno?Alguém aí tem alguma ideia?

    • author avatar
      Carlos Moraes 2 meses ago Responder

      Algo que me intriga, igualmente.

      Ontem, se o Bragantino tivesse vencido, não seria injusto.

      Espantoso como jogou mal o Thiago Maia.
      Será falta do Arrascaeta e do Everton Ribeiro ?
      Sinceramente, creio que sim.

      SRN
      FLAMENGO SEMPRE

      • author avatar
        Xisto Beldroegas 2 meses ago Responder

        Pois, Carlos, se é assim estamos diante de dois embusteiros ( já não basta o que governa o país?), falo, além do Thiago Maia também do Andreas Pereira, pois o que se espera deles é justamente substituir os dois citados, ou pelo menos, se aproximarem dos dois que a tal seleção nos usurpa.

  • author avatar
    Bruno Ayres 2 meses ago Responder

    Arthur Muhlenberg, o porta voz oficial da nação.

    SRN

  • author avatar
    Rasiko 2 meses ago Responder

    Arthur, meu querido Arthur, você me mata de rir. Até que nem tava tão engraçado assim, mas a última frase, quando já não esperava mais nada, quase quebrou a cadeira. Brasileiro o Flamengo não ganha, Brasileiro o Flamengo panha, é foda demais pra não merecer uma sonora gargalhada contorcionista. Ave Arthur Muhlenberg!

  • author avatar
    Dunlop 2 meses ago Responder

    Bom pacas.

  • author avatar
    Carlos Moraes 2 meses ago Responder

    Vamos ao tema central.

    A CBF e suas safadezas.
    Numa primeira análise, não há como negar. Um bando de safardanas, desde priscas eras, envolvidos em mamatas contratuais e cositas más.
    Mudando a visão da discussão.
    Não paralização dos jogos do Brasileirão levando-se em consideração as eliminatórias para a Copa do Qatar.
    Certo ou errado.
    Teoricamente, errado, mas, na prática creio que não.
    Férias devem ser respeitadas.
    Em qualquer país do mundo civilizado é assim.
    Pelo que andei lendo, teria havido, parece que no ano passado, um acordo, com a chancela do Ministério Público do Trabalho, obrigando que as férias começassem a partir do dia 16 de dezmbro de cada ano.
    Hoje, e de muitos anos, sou aposentado, mas, enquanto em atividade, não permitiria de modo algum que, ao arrepio da lei, mexessem nas minhas férias.
    O adiamento de muitos jogos, sempre falei, iria estrangular o período de férias. Chegaria um momento – como chegou – que não mais seria possível.Chegou …
    Quando foi visto, ao longo do Brasileirão, uma confusão tão grande, com times com 23 jogos, outros 22, mais alguns com 21 e nós apenas com 20.
    Outro dia fiquei surpreso. Num programa do SporTV em que já se discutia a final da Libertadores, o PVC foi taxativo. No momento,
    o Flamengo está muito mais descansado que o Palmeiras, eis que tem DEZ jogos a menos disputados ao longo do ano.
    Sempre disse e aqui repito. Abomino toda e qualquer TEORIA DA CONSPIRAÇÃO. Não vejo elementos concretos de perseguição ao Flamengo. O campeonato está limitado a três times – Atlético Mineiro, Flamengo e Palmeiras (só por milagre). Todos cederão jogadores às diferentes seleções. Onde, portanto, a alegada perseguição ?

    Para concluir.
    1 – a CBF é um covil de bandidos.
    2 – em razão de acordo oficial, as férias dos jagoadores começam obrigatoriamente em 16 de dezembro
    3 – muitos clubes, sobretudo entre os melhores posicionados, vão ceder jogadores às diferentes seleção sulamericanas.
    Conclusão ( que vai ser abominada por 99,99% dos torcedores furbonegros)
    Não há perseguição alguma ao Clube de Regatas Flamengo.

    SRN
    FLAMENGO SEMPRE

    • author avatar
      Rasiko 2 meses ago Responder

      Meu amigo Carlos, gosto de debater com vc não só pelo seu conhecimento jurídico, mas também pela sua elegância e educação.

      O que vc não citou no seu arrazoado, e que é fundamental nesse imbróglio, é que a cbf (sempre em minúscula), comandada desde sempre por um bando de proxenetas (dos clubes), safardanas, ladrões, corruptos, criminosos sem disfarce, SE NEGA A RESPEITAR A DATA FIFA, que deveria ser obrigatória e sugiro que o Landim apele a ela, FIFA, obrigando a confederação bandida a respeitar a data que leva seu nome, assim como acontece em países civilizados.

      Se esse pequeno detalhe não for levado em consideração, todos os seus argumentos caem por terra, já que o que está se discutindo não é o sagrado direito a férias dos jogadores, mas o Flamengo ter mais de 43% dos jogos no Brão sem 4 dos seus principais jogadores. O que não é o caso nem de Palmeiras nem de Atlético Mineiro – perdas quase não sentidas se comparadas às do Flamengo. E o perrengue começano estrangulamento de datas com a manutenção dos inúteis estaduais que são intocáveis porque a cbf depende das federações estaduais pra se manter no poder.

      A pergunta que não quer calar é: diante de tantas evidências, porque nada nem ninguém é capaz de puxar o tapete da cbf, descortinar as mazelas que todos conhecemos, enjaular todo mundo por tempo indeterminado e fim de conversa?

      A bola tá com vc e seu jurídico saber.

      Abraço

    • author avatar
      Xisto Beldroegas 2 meses ago Responder

      Pois, Carlos, quanto às férias, claro, é um direito inalienável de todos os trabalhadores, agora, a época do ano em que ela pode ser gozada é móvel, pelo menos no meu tempo. Eu tirava férias em períodos bem diferentes, conforme minha conveniência e também de comum acordo com a instituição e com colegas. Exemplo: cansei de tirar férias em dezembro, mesmo perdendo os feriados de fim de ano, para aproveitar as férias escolares das crianças; anos mais tarde, mais ou menos, em outubro, que ninguém é de ferro e um outono em Paris é irresistível ( que não nos ouça o Ciro Gomes) e assim os colegas também faziam seus rodízios conforme suas conveniência e todos de comum acordo, tinha gente que tirava férias em julho para assistir a copa do mundo em lugares mais longínquos onde ela se realizava. E ninguém brigava por causa disso.

      • author avatar
        Carlos Moraes 2 meses ago Responder

        Não vou polemizar.

        Tanto os argumentos do Rasiko como os do Xisto sãoo bem lançados.

        No tocante às férias – as minhas eram também móveis, digamos assim – parece, pelo que li, que no caso, em razão de um acordo feito entre as partes com a tutela do MP do Trabalho, elas são obrigatoriamente fixas, a partir de 16 de dezembro.

        Da minha parte, tenho até vergonha de defender os safardanas da CBF , um bando de picaretas de última classe, mas, nesse caso, há elementos em favor dos mesmos.

        Mudando de assunto, pois estou preocupado de verdade.
        Onde anda o Aureo ?
        E o suiço ?

        +SRN
        FLAMENGO SEMPRE

    • author avatar
      Henrique 2 meses ago Responder

      Perfeito texto, Carlos.
      Como suiço, tenho a maior dificuldade de entender o por que da dificuldade de parar o campeonato quando a seleçao joga. Na europa isso acontece sem o menor problema. Ou melhor, sempre ha quem chia, mas os outros calam.
      Nao entendo como um campeonato tao combatido possa ser desfigurado, nivelado por baixo por assim dizer, tirando dele os melhores – e decisivos – jogadores.

      Voce teria o saco de me explicar isso?

      SRN

  • author avatar
    Carlos Moraes 2 meses ago Responder

    Para quem, como eu, adora assistir aos jogos dos Campeonatos europeus, em especial aos da Premier League, ontem foi um dia cheio.
    O clássico entre Liverpool e Manchester City foi um jogo de altíssimo nível, que, para falarmos a verdade, de há muito não se vê em terras tupiniquins.
    É triste reconhecer, mas das evidências não se pode fugir.
    Há que saudades dos tempos idos, dos longinquos anos 50, quando além de um time espetacular que tivemos, armado pelo paraguaio Fleitas Solich, marcou o início da Era PELÉ, o maior, o inigualável jogador de todos os tempos.
    Para sorte nossa, cariocas, o Santos escolheu o Maracanã como seu estádio, para fugir das perseguições paulistanas e das diminutas dimensões da Vila Belmiro.
    Não me permitia perder um só jogo realizado naquele que foi o templo sagrado do futebol brasileiro.
    Tanto do Flamengo como também do Santos, tenho que confessar.
    O Flamengo representava a emoção, a alegria ou o sofrimento, o Santos o prazer, a maravilhosa criação que só o futebol brasileiro conseguia levar aos gramados.

    Hoje, virou o fio.
    Temos que ver gol de placa marcado pelo Salah – vejam só, um egípcio ! – e ficamos à mercê de uma vitória mais do que certa contra o time reserva do Genérico.

    Por outro lado, foi um domingo terrível para os líderes, alguns até então invictos, europeus. Perderam seus jogos e invencibilidades, sem perder as lideranças, o poderoso Bayern, o milionário PSG, o Benfica, com JJ e tudo, o Real Madrid, como toda a sua tradição, o
    Ajax, de quem temos saudades dos bons tempos dos anos 70, de Cruyff e companhia, e até o Zenit, o menos votado de todos estes.

    Um domingo e tanto. Pena que, aqui entre nós, o Patético tenho jogado na noite de sábado …

    SRN
    FLAMENGO SEMPRE

    • author avatar
      Doutrinador 2 meses ago Responder

      Liverpool x City foi um jogaço de encher os olhos mesmo.

      É até maldade comparar com o nível do nosso futebol local, tamanha a disparidade financeira e abismo intelectual entre os pensadores do jogo (dirigentes, treinadores, etc).

      Mas o nosso primeiro tempo ontem não ficou devendo muito não hein… Infelizmente o time não conseguiu (ou não quis) manter o ritmo nos 45 minutos finais, como muitas vezes quis e conseguiu em 2019.

      Mas concordo que com o calendário que temos pela frente, com aquela chuvarada e com o jogo mais que resolvido, não havia sentido algum em se desgastar mais que o necessário no segundo tempo.

      O Flamengo, há tempos, é o melhor futebol do mundo fora da Europa. Muitas vezes jogamos de forma mais vistosa que alguns dos badalados por lá.

      Vamos aproveitar esse time legendário que estamos tendo o privilégio de testemunhar. Com todo respeito aos craques e grandes times do passado, mas esse é o segundo maior da história do clube, em títulos e em qualidade de jogo. É muito bom ver essa máquina de goleadas jogar.

      Saudações

      • author avatar
        Carlos Moraes 2 meses ago Responder

        De pleno acordo.

        Uma pequena ressalva, qual seja a má qualidade do time que o Genérico colocou em campo, a facilitar uma exibição de luxo no primeiro tempo.

        SRN
        FLAMENGO SEMPRE

  • author avatar
    Xisto Beldroegas 2 meses ago Responder

    Perfeito o texto. Cada vez mais a gente tem menos vontade de torcer por essa seleção que fala descaradamente em defender o nome do Brasil e não passa de um esquema montado para defender mais um covil de quadrilheiros, pensando bem, o fenômeno se repete em todas as camadas que começam lá em cima com o governo que usa cinicamente o mesmo linguajar em nome do povo brasileiro, o qual não tem a mínima identidade. O Flamengo tem mais é que encarar essa tal de CBF como mais um inimigo a ser batido. E há quem defenda essa seleçãozinha de merda. Ontem eu ouvi mais uma sandice do tal de Roger florzinha, sugerindo ao Renato que poupasse seus titulares já que o jogo estava ganho. Poupar titulares pra quê? Pra entregá-los ilesos de mão beijada a esses crápulas? O Renato deveria sim ter deixado os caras jogarem até o último segundo da partida e, de preferência, entregá-los exauridos, tipo assim de perdido no deserto nas tirinhas de humor, clamando por água e murmurando um último estertor: arf!,arf!

    • author avatar
      Manoel Assis 2 meses ago Responder

      Concordo, seleção brasileira tem se tornado um pesadelo, não para os adversários, mas sim para nós torcedores que temos nosso time esfacelado por estas inúteis convocações. Certo que os caras possuem seus sonhos em defender as cores do Brasil e disputar uma copa do mundo, porém, infelizmente, a instituição não está nem aí para estes sonhos, almeja tão somente ganhos econômicos, que nem sempre são ligados a vitórias esportivas. Seleção pra mim, desde alguns anos, é apenas o Meu Flamengo diferente de quando era garoto e pintava a rua e a cara para torcer por tal seleção, nunca mais compro se quer uma bandeirinha, tudo culpa dessa corja de mafiosos que a dirige desde sempre. Minha nação, meu país, por assim dizer, veste vermelho e preto. Contra tudo e contra todos SRN.

  • author avatar
    Carlos Moraes 2 meses ago Responder

    Para quem, como eu, adora assistir aos jogos dos Campeonatos europeus, em especial aos da Premier League, ontem foi um dia cheio.
    O clássico entre Liverpool e Manchester City foi um jogo de altíssimo nível, que, para falarmos a verdade, de há muito não se vê em terras tupiniquins.
    É triste reconhecer, mas das evidências não se pode fugir.
    Há que saudades dos tempos idos, dos longinquos anos 50, quando além de um time espetacular que tivemos, armado pelo paraguaio Fleitas Solich, marcou o início da Era PELÉ, o maior, o inigualável jogador de todos os tempos.
    Para sorte nossa, cariocas, o Santos esscolheu o Maracanã como seu estádio, para fugir das perseguições paulistanas e das diminutas dimensões da Vila Belmiro.
    Não me permitia perder um só jogo realizado naquele que foi o templo sagrado do futebol brasileiro.
    Tanto do Flamengo como também do Santos, tenho que confessar.
    O Flamengo representava a emoção, a alegria ou o sofrimento, o Santos o prazer, a maravilhosa criação que só o futebol brasileiro conseguia levar aos gramados.

    Hoje, virou o fio.
    Temos que ver gol de placa marcado pelo Salah – vejam só, um egípcio ! – e ficamos à mercê de uma vitória mais do que certa contra o time reserva do Genérico.

    Por outro lado, foi um domingo terrível para os líderes, alguns até então invictos, europeus. Perderam seus jogos e invencibilidades, sem perder as lideranças, o poderoso Bayern, o milionário PSG, o Benfica, com JJ e tudo, o Real Madrid, como toda a sua tradição, o
    Ajax, de quem temos saudades dos bons tempos dos anos 70, de Cruyff e companhia, e até o Zenit, o menos votados de todos estes.

    Um domingo e tanto. Pena que, aqui entre nós, o Patético tenho jogado na noite de sábado …

    SRN
    FLAMENGO SEMPRE

  • author avatar

    Vamo panhá tudo esse ano! SRN

Deixe seu comentário