República Paz & Amor

Por favor, aguarde...

República Paz & Amor

Empreendedorismo

Por | 22 de maio de 2019
capaproj
20 Comments
  • author avatar
    mauricio luz 3 meses ago Responder

    Ideia formidável. Sou orgulhoso funcionário público federal e me empenho em oferecer à população brasileira o melhor trabalho no restrito escopo de minha ampla competência. Posso assegurar que as licitações nos permitem comprar, só para ficar no material de escritório, papel que emperra a impressora, post-its genéricos que não colam, borracha que desmancha e lápis que já vem com grafite quebrado. Isso prevalecendo o critério do menor preço e respeitados os requisitos de qualidade pré-definidos e impossíveis de aferir, tal e qual as qualidades de um técnico de futebol a preços acessíveis. Temos profexores com currículo expressivo impresso em papiro e jovens gênios sem conquistas mas de rico vocabulário. Vencedores, mesmo, não seguem qualquer padrão.
    Diante disso, quero sugerir ao Arthur, o melhor escriba rubro-negro da atualidade, que agregue à sua transloucada e brilhante proposta uma explanação básica, beabá mesmo, de como definiríamos critérios mínimos para um gajo apresentar propostas.
    Para contribuir, sugiro sucesso recente no futebol continental ainda que subequatorial ou nacional desde que FM (Foda Mesmo). Ênfase, muita ênfase, no recente. Com isso teríamos aí umas duas opções no Brasil. O Mano Mineiro, não entra no Flamengo nem pela tubulação de esgotamento sanitário por onde deveria ter saído. E o Renato Groucho não quis vir em tempo de eleição que acaba na justiça discutindo cor de chapa (francamente). Carille é o Abel com pompa e não entra na minha lista. Cuca apredenu a ser campeão aqui e não crefisa voltar.
    Por estas e outras, eu grito: Fora Abel e depois Sobra Quem? Estamos na merda e ponto. Espero que não seja final. OU que a gente esteja na final, pelo menos.

  • author avatar
    FRED K. CHAGAS 3 meses ago Responder

    FLAMENGO, na cagada, 3 x 2 genérico paranaense com dois gol de cirino.

    Continua com o mesmo caô acima ? …

  • author avatar
    Leonardo da vinci sartori filho 3 meses ago Responder

    Nobre Arthur, dá excessivo valor ao quesito “comunicação”. Pela sua proposta, quem fosse capaz de prometer melhor, com mais cores, e fosse mais convincente, receberia a oportunidade (ganharia a concorrência).
    Gostaria, a priori, que alguém provasse que o Abel não cumpriria esses requisitos em Janeiro, principalmente considerando que a concorrência a ele não era das mais qualificadas.
    Enfim, SRN

  • author avatar
    Pierre 3 meses ago Responder

    Sempre entro aqui nesse espaço para ler, refletir e gargalhar com as críticas e crônicas desse talentoso escriba Muhlenberg. Hoje não resisti em apenas ler. O Flamengo é um mistério a ser desvendado pois quando tem tudo para ganhar vide Edmundo, Romário, Alex, Mancuso, Zé Roberto, Jr. baiano…, não ganha e quando tem tudo pra perder vide Hernane Brocador(SDS), Juan(lateral), Lê, Felipe(goleiro presepeiro) entre outros. Hoje temos tudo e mais um pouco para ganhar e Nosso técnico não sabe o que fazer e enquanto ele não souber nosso destino é sofrer com as sandices de Gabriel, com a Nulidade de Pará, Com as saídas erradas de R.Caio e com o dia sim dia não De Everton R. Alguém ajuda o Abel enquanto dá pra ganhar algo que válha esse ano ainda SRN.

  • author avatar
    POSTE NO CACHORRO 3 meses ago Responder

    Toda a comunidade futebolística nacional conhece os métodos de trabalho do Abelão, que é técnico desde o tempo que a va2ca ainda conseguia ficar 2 anos seguidos na primeira divisão.

    É surpreendente a surpresa. O Abel não disputa o campeonato Brasileiro de Posse de Bola contra o Fernando Diniz, Roger Machado, e outros novos queridinhos que nunca ganharam porra nenhuma.

    O Abel é o técnico que, a moda Felipão, joga vertical, abraça o grupo e quando a pelota não entra por bem, apela pro “vamo lá porra”.

    Se o método é arcaico, por que a rejeição não veio antes? Ele estava treinando um time na China ou em Marte?

    Agora picham o clube, depredando o próprio patrimônio, clamando pela saída do técnico que todo mundo conhecia desde sempre

    E quem aparentemente está certo? O pichador, claro.

    É o poste mijando nos cachorros.

    • author avatar
      The Trooper 3 meses ago Responder

      Disse tudo.

      Ass: Helicóptero Cortando Grama

  • author avatar
    Mengao Acre 3 meses ago Responder

    Só reforçando
    #cacauvaichuparumpau

  • author avatar
    Ricardo 3 meses ago Responder

    Na verdade a Copa Mickey é do caralho! Não querem reconhecer

  • author avatar
    João Neto 3 meses ago Responder

    Declaração de Cacau Cotta, Diretor do Flamengo.

    “Da forma que foi escrito “Mickey” todo certinho…Não foi a torcida. Aquilo é político. ”
    Se os próprios dirigentes não respeitam o seu maior património, como aguardar uma mudança de escolha de treinador pautada no mérito?

    Seguem as Notas e a falta de respeito com a inteligência do torcedor.

    Mudanças? A começar pela mentalidade de seus Dirigentes.

    Vou aguardar no balanço da rede.

    SRN

  • author avatar
    Rasiko 3 meses ago Responder

    E agor mais essa. Cacau Cota bostejando através do twiter. Essa diretoria se supera a cada dia.

  • author avatar
    Fabio Gomes Landim 3 meses ago Responder

    Eu saquei a referência ao A Modest Proposal do Swift, Arthurzão. Mas a ideia é totalmente inexequível.

  • author avatar
    Luiz Carlos Figueiredo 3 meses ago Responder

    Estou enganado, ou o talentosíssimo cronista também é um dos que adora tomar um bom vinho com o Abel?

    • author avatar
      Muhlenberg 3 meses ago Responder

      Quem me dera. Sou cervejeiro raiz, 600 ml. Tenho nem roupa pra isso de tomar vinho.

  • author avatar
    chacal 3 meses ago Responder

    abel disse que daria a vida pela libertadores, lá no inicio do ano….parecia palavras de um grande rubro-negro.
    hoje ele chama o flamengo de fluminense(mais de uma vez)diz que o beira-rio é mais bonito que o maracanã ,que é normal perder do inter ,que perder pro atletico tbm é normal entre muitas sandices.
    isso mais o péssimo futebol apresentado pelo estrelado elenco do mengão é mais do que suficiente para demitir esse velho ultrapassado.
    o flamengo não precisa do abel e isso a torcida já percebeu há muito tempo…
    precisamos de gente que entenda o flamengo,carlinho violino foi um treinador que entendia o flamengo e ele não era nenhum supertecnico ,tanto é que só deu certo no mengão,assim como o nosso andrade.

    SRN !

  • author avatar
    Leandro Ferraz 3 meses ago Responder

    Boa tarde a Todos.
    A quem convive mais próximo ao Flamengo (Torcida do Rio de Janeiro), acho um tremendo desserviço ficar atirando pedras em nosso treinador, seja ele quem for.
    O clima ruim e as especulações só servem para colocar pressão em um Clube já pressionado por resultados no decorrer dos últimos anos.
    Não vejo até aqui um motivo plausível para justificar a saída do treinador.
    E voltamos a máxima: Saí Abel e entra quem?
    Talvez seja apenas aquele otimismo presente em minha torcida pelo maior do Mundo, mas prefiro dar tempo ao atual elenco e caso os resultados não venham, aí sim pensar em um plano B.{
    SRN

    • author avatar
      Rasiko 3 meses ago Responder

      Leandro, posso estar enganado, mas ois comentaristas que ouço no YT e os que leio em algumas publicações, jamais apontam a razão maior do #foraabel.

      Vai completar 6 meses que o Abel está no comando e o time continua a mesma bagunça de sempre. Não tem padrão de jogo e a derrota pro Atlético deixou isso escancarado. Não existe alternativa, jogadas ensaiadas, triangulações e tudo que se espera de um grande time que nós queremos que o Flamengo venha a ser. Mas não é. E não é porque o Abel já teve tempo mais do que suficiente pra dar uma cara ao time e ainda não deu. Veja que ele dificilmente acerta numa substituição. Nem eu nem ninguém sabe o que acontece nos treinos. Não temos um batedor de falta, quando deveriam treinar todos os dias até cansar. O Diego, quando está em campo, pega todas as bolas pra bater falta, penâlti, escanteio, o que for, e raramente acerta. A média de pênaltis perdidos é muito alta. O Renê está em má fase, errando passes demais, e no entanto o Trauco entrou muito bem quando foi chamado. Porque não trocar? Qual a dificuldade ou indecisão? Da mesma maneira o Gabriel Barbosa vem tendo péssimas atuações e nem pra cercar o adversário ele serve. Porque não trocar? Que tal o Vitinho e o BHenrique? O Abel já deu uma bronca no RCaio e ensinou a ele quando é que pode sair jogando seu refinado futebol e quando deve dar um chutão? Soube que a bronca dos torcedores do SPaulo era exatamente essa. Técnico tem que saber corrigir. Tem que cobrar. Tem que exigir. Porque só um período de treinamento quando tantos jogadores estão falhando em tantos fundamentos?

      E a pergunta final: Vc confia no Abel? Eu não. E é claro que a diretoria já deve ter uma lista de treinadores na mira e aposto que alguns contatos já foram feitos.

      srn p&a

  • author avatar
    Rasiko 3 meses ago Responder

    O texto é mais um primor.

    Quanto a isso, nenhuma novidade.

    O inusitado é a proposta, tão justa, equilibrada, simples e sábia (ou seria, óbvia?) que não passou pela cabeça de ninguém.

    Mesmo com todas as ironias embutidas, concordo com tudo e, claro, aprovo.

    Só que quem escreve tem inteligência pra ver o que funciona e o que não.

    Está focado no que é melhor para o Flamengo e não para seus projetos pessoais de poder.

    Não sei se essas pessoas sempre foram assim, mas parece que a partir do momento que abraçam um cargo que lhe dê algum poder sobre o outro, sobre uma instituição ou país, a capacidade de raciocinar em pról do que ele dirige – e só com esse objetivo e compromisso – vira espuma numa velocidade cada vez mais acelerada.

    A mosca azul da vaidade morde com vontade e eles entregam o pescoço num masoquismo assustador.

    A quantidade de merda que o Landim e sua gang fizeram em tão pouco tempo, é recorde absoluto e eu não vou me cansar de apontar o dedo bem rígido na direção deles.

    Menos mal que dão origem a crônicas como essa.

    srn p&a

  • author avatar
    Carlos Moraes 3 meses ago Responder

    Sem a menor dúvida, respondo – É UMA IDÉIA DO CARALHO.

    Quanta imaginação tem o nosso Grão Mestre.
    Um artigo bem grande, só na base da ironia. Brilhante.

    Como todos sabemos que, apesar de ser UMA IDÉIA DO CARALHO, é rigorosamente impraticável, vou abordar apenas um tema técnico, digamos assim, constante do mesmo.

    Não é que o Abel, em uma de suas tétricas entrevistas, deu uma dentro !
    Citou Klopp e Pochettino como exemplos de treinadores respeitadíssimos, que já estão à frente de seus clubes há uma porrada de anos, e ainda nada ganharam, pelos mesmos.
    Verdade verdadeiríssima, se bem que, da melhor forma possível, para um deles a ^inhaca^ vai acabar no próximo dia 1o., obrigatoriamente.

    Não acredito que Abel tenha a veleidade de se comparar aos mesmos. mas a ^tese^ é correta.
    Haveria que se dar a todo e qualquer técnico um prazo para chegar ao sucesso.
    Parece-me que esse foi o único ponto que faltou ao Arthur colocar na sua empreendedora argumentação.

    Lance-se, de imediato, o Edital de Concorrência.

    SRN
    FLAMENGO SEMPRE

  • author avatar
    The Trooper 3 meses ago Responder

    Treinador do porte (e do salário) do Abel com “medo” de ser demitido é algo que jamais entenderei. O cara é dono de uma fortuna suficiente para não precisar trabalhar mais nesta vida e na próxima encarnação.

    Embora reconheça que isso possa ser uma realidade em outros times, também não vejo que, no Flamengo, os treinadores venham fracassando por serem retranqueiros.

    Vejo-os fracassando por estarem acostumados a ser retranqueiros sem serem questionados em outros clubecos e não saberem organizar um time ofensivo no Fla, por mais que tentem.

    Não é fácil ser ofensivo. Se não tiver organização, jogadas trabalhadas e o time não for bem compacto para jogar com linhas altas, vai tomar contra-ataque, vai tomar gol e vai perder.

    Abel já montou times ofensivos em sua carreira, mas nunca bem organizados. Seus melhores trabalhos foram retrancas bem armadas com times medianos.

    Ano passado, tivemos 2 treinadores muito ofensivos, que souberam organizar o time. Fomos o líder das “clean sheats” (jogos sem levar gol) no ano, mesmo fazendo muitos gols e tendo muito mais posse de bola que os adversários. Dorival Júnior e Barbieri fizeram bons trabalhos e foram ofensivos.

    Já com Abel, isso se inverteu, nos tornamos o time de primeira divisão que em mais jogos sofreu gols no ano. Até o va2co nos supera nesse quesito.

    Isso que saiu o Rever e entrou o Rodrigo Caio, com todo seu status de zagueiro de seleção.

    E estamos fazendo menos gols que ano passado.

    Não é porque o Abel está sendo retranqueiro. O Flamengo tenta ser ofensivo nos jogos, como foi contra o atlético, o problema é a ZONA que é esse time, o que ficou evidenciado no primeiro gol sofrido, em que numa saída simples de bola ninguém sabia o que fazer e ninguém se apresentou para dar opção a Renê e Rodrigo Caio. Arão, que deveria fazê-lo, provável estava na área adversária pedindo lançamento. Bagunça total. Falta de treinamento adequado. Não basta querer fazer, tem que saber fazer.

    Peguem qualquer VT do time do Barbieri e vejam como era a saída de bola do Flamengo, não dávamos 1 chutão sequer. Vejam o trabalho que fazia o Paquetá (Arão era um reserva que raramente entrava, agora virou “ponto de equilíbrio”)

    Ou seja, trocamos vinho por água barrenta.

Deixe seu comentário