República Paz & Amor

Por favor, aguarde...

República Paz & Amor

A Última Sessão De Cinema

Por | 6 de dezembro de 2019
tumblr_mt1kc6O5xK1svnyldo1_500
29 Comments
  • author avatar
    EDVAN SANTOS 2 meses ago Responder

    TÉCNICO BURRO…ENTROU COM O TIME TITULAR PARA QUEBRAR RECORDS PESSOAIS…FOI PREPOTENTE, SOBERBO E ESTÚPIDO, EXPONDO JOGADORES, DESINTERESSADOS,.POUCO FOCADOS NO JOGO, LEVANDO-OS AO PERIGO DE CONTUSÕES, E, PIOR, DANDO GÁS, MOTIVAÇÃO E ALMA, AO SANTOS QUE; DO PROPÓSITO DE VENCER CAMPEÕES; DEDICOU´SE À VITÓRIA DA PRÓPRIA VIDA,. TÃO ESTIMULADO, O INFLOU PARA LUTA, QUE PARA ELE, ÉPICA…

    TINHA O FLAMENGO QUE ENTRAR COM UM TIME MISTO, DESCOMPROMISSADO DO CUMPRIR TABELA E, DA DERROTA UMA NATURALIDADE, DA VITÓRIA, A ESPLENDOROSIDADE DE UM ELENCO VENCEDOR….

    É ISSO MESMO, DIGO O QUE PENSO. E SE TIVER MESMO QUE SAIR, O GAJO PORTUGUÊS,.JÁ VAI TARDE..

    É DA MINHA NATUREZA..NINGUÉM MANDA NO MEU RACIOCÍNIO, NÃO SOU UM ‘MARIA VAI COM AS OUTRAS’…TENHO AUTONOMIA PERSONALÍSTICA, SOU DECIDIDO DO QUE PENSO…

    .!CARALHO, PODERÍAMOS TER TOMADO UNS 7 X 0….ENTÃO, AQUELE TIME QUE JOGOU COM O GRÊMIO, RECENTEMENTE, APENAS 3 TITULARES, IRIA TOMAR 4 DO SANTOS?

    E OLHA…SEREI CONTUNDENTE…VÁ TOMAR NO CU QUEM PENSAR DIFERENTE DE MIM..MAS PODE, LÓGICO, ..É A DEMOCRACIA, NÉ..?

    FORA JESUS…! E ISSO MESMO…!

    EDVAN- ALAGOINHAS-BA..

    PS.. – PS? É A MINHA PICA, SOSSEGADA…!

    FUI…!i.

    • author avatar
      EDVAN SANTOS 2 meses ago Responder

      Eta ressaca da “misera.” Evidente que quando comentei tava “Bêbo” e irado…

      Pra dentro Jesus…!

      FUI…!

    • author avatar
      Xisto Beldroegas 2 meses ago Responder

      Edvan, Alagoinhas BA, falou e disse.

      • author avatar
        EDVAN SANTOS 2 meses ago Responder

        OI, XISTO GRANDE ABRAÇO!

  • author avatar
    Rasiko 2 meses ago Responder

    Outro exemplo de ser humano de altíssima qualidade: Filipe Luís.

    https://www.youtube.com/watch?v=MDyu35eL17w

  • author avatar
    chacal 2 meses ago Responder

    ninguém aqui duvida que o campeonato carioca era o melhor do brasil nos anos 50,60,70,quem sabe 80 tbm…..
    mas vi o gol do pet em 2001 e me arrepia até hoje,mesmo o campeonato não tendo o mesmo valor.
    em 2013 o gol do elias foi sensacional,mesmo não valendo titulo.
    lembro do choro dele na comemoração do gol por causa do seu filho Davi…eu tbm chorei !

    hoje estamos em OUTRO PATAMAR,já diria o profeta bruno henrique.

    brasileirão,litertadores e mundial.

    SRN !

    • author avatar
      EDVAN SANTOS 2 meses ago Responder

      ERA MESMO MUITO BOM O CAMPEONATO CARIOCA…TÁ CERTO O CHACAL…

      ABRAÇO!

  • author avatar
    mauricio luz 2 meses ago Responder

    O gol do Pet valeu muito. Não julguemos retrospectivamente. Pensemos com a cabeça nas circunstâncias da época: quem não passou dias, meses e anos avacalhando vascaínos às custas daquela bola, que atire a primeira pedra. Futebol também é isso. Distorcendo Lulu Santos: Nada do que foi deixará de ser um dia.

  • author avatar
    Luiz Carlos 2 meses ago Responder

    Fantástico!!!!!!

  • author avatar
    Carlos Moraes 2 meses ago Responder

    Uma senhora crônica.
    Belíssima e, além do mais, corretíssima.

    O Grão Mestre citou 1955, que, na verdade, foi 1956.
    Coisas bem brasileiras e bem cariocas.
    Apenas em abril do ano seguinte, terminou o então fabuloso campeonato carioca.
    Carioca mesmo, ainda sem intrusos, até o Canto do Rio já tinha ido para o espaço.

    Por qual motivo cito algo tão antigo.
    Exatamente pelo motivo que a garotada de hoje irá citar – SEMPRE E SEMPRE – o ano mágico de 2019.
    A garotada principalmente, pois é próprio da juventude uma dose maior de entusiasmo.

    Jovem que eu era, com 18 anos recém completados, no dia 3 ou 4 (não me lembro bem) de abril de 1956.
    Maracanã lotado, bem mais de 100 mil torcedores, no mínimo 80% de rubro-negros, eis que o adversário, o América querido por todos como segundo time, sempre teve uma pequena torcida, que, infelizmente, desapareceu.
    4 x 1 no marcador. TRI-CAMPEÃO novamente, onze anos passados.

    O Flamengo me alucinou, incontidamente.

    Como acredito que, em muitos jogos deste ano, tenha transtornado a garotada, aumentanto o já incrível número de rubro-negros.
    Ar de despedida, sem dúvida, ontem no Maracanã.
    Ar de recordação para toda a vida, como aconteceu comigo, de terno e gravata em pleno estádio, naquele longíquo mês de abril.

    Mais do nunca
    FLAMENGO SEMPRE

    • author avatar
      Carlos Moraes 2 meses ago Responder

      Um PS fora do tempo.

      Não poderia ser mais apropriada, mais linda, mais tudo a citação final – ^a verdadeira substância da ambição é a sombra de um sonho^.
      Somente um gênio escreveria isto.

  • author avatar
    MARIO CRUZ 2 meses ago Responder

    Wagner, em 2001, além do gol antológico de Pet, conquistamos o Tetra-Tri. O Penta-Tri, veio em 2007/2009.

    • author avatar
      VAGNER BSB-SSA 2 meses ago Responder

      Mantenho o mesmo ceticismo. Pra mim, campeonato estadual (e a idolatria que isso ainda tem) é algo nocivo nos tempos modernos.
      Nocivo porque atrapalha a visão do clube.
      Ficamos décadas para trás por causa de conquistas praticamente sem nenhum valor. De maior campeão nacional em 1992, ficamos para trás depois dos vários títulos dos clubes de São Paulo e de Minas Gerais. Até São Caetano e Athletico-PR chegaram à final da Libertadores antes de nós.
      Os Gambás nos passaram em títulos ganhados dentro de campo (sem a interferência do FAX) e outros clubes conseguiram títulos internacionais enquanto nós ficávamos achando graça e dando importância para o Carioqueta.

      Pra mim, campeonatos estaduais “morreram” há mais de 30 anos.
      Mas, de alguma forma, ainda estão por aí. Parecem a figuração do “The Walking Dead”. Um monte de zumbis perambulando de um lado para o outro.
      Nenhum tri-campeonato estadual se compara a ganhar títulos nacionais e internacionais. Muito mais épico que o gol do Pet contra o Vasco foi o gol do Elias contra o Cruzeiro pela Copa do Brasil. Pois, naquele momento, o Flamengo tinha um time muito inferior ao Cruzeiro. E só conseguiu se classificar naquela disputa porque o Cruzeiro brincou de perder gols no primeiro jogo no Mineirão. A diferença era parecida com a de hoje entre os mesmos times (só que a nosso favor).

      E eu espero, sinceramente, que o Flamengo jogue o Carioqueta do próximo ano com o sub-23. E que aproveite um ou outro jogo para preparar o time para os jogos que realmente interessam no início do ano: Fase de Grupos da Libertadores.

      • author avatar
        Carlos Moraes 2 meses ago Responder

        Meu caro e jovem Vagner,

        a sua juventude impediu que vivesse a magia dos campeonatos cariocas.
        Não havia Brasileirões, Mundiais ou Libertadores.
        Era o máximo. O ^nectar plus ultra^.

        Quem viveu, como eu e mais uns poucos veteranos, não esquecerá jamais.
        Muito menos tirará o valor das conquistas de alguns TRI, certamente os das décadas de 40, 50 e 70.

        Ficando no texto do nosso Grão Mestre Incomparável, nenhum rubro-negro , que viveu este ano, irá esquecer 2019, futebolisticamente falando.
        Um ano de glória, que, embora contra um grande adversário, poderá ainda ser maior.

        Não esqueçamos que a História, em seu todo, é contada pelas conquistas épicas.
        Por isso mesmo, 2001, como uma sequência de 42/44, 53/55 e 78/79/79, entrará, quer se queira ou não, na vida dos rubro-negros, todos eles, vivos ou mortos, no dizer do grande Nelson.

        Por fim, um adendo.
        NÃO HÁ COMPARAÇÃO POSSÌVEL ENTRE O GOL FANTÁSTICO DE PETKOVIC E O GOL DO ELIAS, que sequer diretamente representou alguma conquista.
        A BELEZA deve também fazer parte do nosso esporte.

        Entusiasmadas SRN
        FLAMENGO SEMPRE

        • author avatar
          Rasiko 2 meses ago Responder

          Respondendo ao Vagner: tô com a Nivinha, no carioqueta põe o Fraldinha pra jogar.

          E o Carlos: é verdade, quem viveu aquela época não esquece jamais, mas acabou, já era. Insistir com os campeonatos regionais só pra contentar a sanha das federações estaduais e suas políticas interesseiras que ignoram a qualidade dos espetáculos – o que é de uma burrice própria dos interesseiros -, engordando um calendário já cheio de carboidratos, não só não faz sentido como é um tiro no pé. Quanto mais o futebol se profissionaliza, menos essa gente tem.

          • author avatar
            Rasiko 2 meses ago

            menos espaço essa gente tem.

          • author avatar
            Carlos Moraes 2 meses ago

            Rasiko,

            não quero que os carioquetas se perpetuem.
            A época deles passou.
            C*est fini.
            Apenas quis estabelecer uma comparação do que foram os primeiros TRI, a importância que tiveram, além da extraordinária beleza do gol do Pet, em 2001, no nossa quarta conquista.
            Até aquele meio estranho, o nosso terceiro, teve uma importância extraordinária.
            Li, aquii mesmo no RP&A, que, não fosse o gol de cabeça (outra emoção fantástica) do Rondinelli em corner cobrado pelo Zico, talvez o time mítico dos anos 80 não tivesse existido.
            A conquista foi fundamental para que a FAF prosseguisse no seu trabalho de recriar o Flamengo, como agora o Mister voltou a fazer.

            Emocionadas SRN
            FLAMENGO SEMPRE

          • author avatar
            Rasiko 2 meses ago

            Carlos, você tem razão em relação ao significado do gol do Rondineli. O próprio Zico afirmou isso, que eles teriam feito um pacto no vestiário pois sentiam que a maionese desandaria caso não conquistassem o título. Acontece que a ferj, na sua ganância, tratou de desvalorizar o produto com jogos vagabundos pra agradar seus afiliados e garantir votos. Bem, essa história a gente tá cansado de conhecer.

  • author avatar
    eduardo leao 2 meses ago Responder

    Meu mantra é “Ninguém é mais Flamengo do que eu “, digo isso, bato no peito e tenho convicção da veracidade.
    Mas alguns, como vc Arthur, Viviane, Dumlop …. conseguem colocar sentimentos semelhantes de forma absolutamente genial nos seus textos.
    E assim vamos em frente, saudosos de 2019 ( já estou sim ! ) mas podendo compartilhar aqui as nossa próximas emoções, pois o que não falta na vida de um flamenguista de coração são as emoções.
    Saudações

    • author avatar
      chacal 2 meses ago Responder

      ninguem melhor que o mestre carlos moraes pra falar da nossa história flamenguista.
      obrigado por suas sempre bem abalizadas observações.

      SRN !

  • author avatar
    Marcos 2 meses ago Responder

    E que sorte a nossa ter um cronista do seu quilate pra contar a história de 2019, Arthur. Mas ainda não acabou, temos o Mundial pra encerrar essa epopéia!

    SRN

  • author avatar
    The Trooper 2 meses ago Responder

    Ainda não acabou.

    O melhor está por vir

    • author avatar
      mauricio luz 2 meses ago Responder

      Bem colocado. 2019 ainda não acabou. Deixem umas garrafas gelando, porque se bobear, vai ficar marcado na história do mesmo jeito que em 1981.

  • author avatar
    Altamirando Castlho 2 meses ago Responder

    Grato, Arthur, por mais um texto emocionante. Ler as suas cronicas já faz parte da minha rotina de vida. Triste para mim eh o dia que você não escreve

  • author avatar
    MARIO CRUZ 2 meses ago Responder

    Texto magistral, Mulamba. Valeu a pena varar a madrugada para escreve-lo. Parabéns amigo, nos veremos dia 16/12. Abração

  • author avatar
    Rasiko 2 meses ago Responder

    Todos os gols foram maravilhosos, mas o 1º do Reinier foi uma pintura de emoldurar. Tabelinhas num curto espaço dentro da área, calcanhar du muleke pro Diego, receber de volta e finalizar com precisão. Isso é futebol! Isso é o que me fez voltar a uma vida da qual já tinha desistido enquanto cuspia marimbondos contra Abéis e quejandos. Muitíssimo grato Mister. Você passou a ser, depois do Zico, o ser humano que mais admiro neste planeta carente de seres humanos dignos de admiração.

    srn p&a

  • author avatar
    Guilherme Silva 2 meses ago Responder

    Ola Muhlenberg, so uma correção, o jogo valia sim… valia o recorde de invencibilidade num so campeonato (24 jogos, o anterior era 23 do Palmeiras 2018) e a melhor media de gols (faltando ainda 1 jogo, mesmo q nao façamos gols domingo, teríamos 86 gols em 38 = 2,26) por jogo, superando o então “imbatível” Santos 2004 (2,24 por jogo, 103 GP / 46 J) e o Cruzeiro 2003 (2,17 por jogo 100 GP / 46 J). Tenho quase certeza que JJ sabia dessas estatísticas.

  • author avatar
    Wallace 2 meses ago Responder

    Eis aqui um Rubro Negro feliz e ja a sombra de um sonho…
    Agora uma curiosidade,ao citar os anos ” magicos” ,vc excluiu 82,ano q fomos bi campeoes brasileiros,alguma situacao particular ou foi esquecimento somente?
    SRN

    • author avatar
      VAGNER BSB-SSA 2 meses ago Responder

      Já foi devidamente corrigido no texto.
      Só não entendi a inclusão do ano de 2001.
      Aliás, eu entendi que 2001 foi um ano com simbolismos, mas não de títulos importantes.
      Tudo bem que os gols do Pet repercutem até hoje entre os rubro-negros. Mas, valeram bem pouco se compararmos com os campeonatos mais importantes do país e da América.

Deixe seu comentário